Ela chegou a ter 4 trabalhos para cumprir o sonho de viajar: e valeu a pena

https://scontent.fgig1-2.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/15895279_1842013559408397_697669557377697002_n.jpg?oh=c26ac75e5fab9f8e6904acbb515bf040&oe=58D6EDA4

Karolina nasceu e foi criada na Lituânia, mas sua vida começou a mudar quando mudou-se para Londres para estudar. Após se graduar, trabalhou por um ano na indústria da moda, mas percebeu que faltava algo em sua vida. Reencontrou então Marco, atual namorado e amigo antigo, que há muito tempo tinha o sonho de viajar o mundo.

Resolveu então deixar o trabalho com moda e cair na estrada junto com ele. Para isso, conseguiu 4 empregos, trabalhando muitas vezes 110 horas por semana! Depois, a recompensa: deixar Londres em êxtase absoluto, para rodar por aí com a máquina fotográfica empunhada e o amado, registrando toda a beleza que lhes passasse a frente.

Depois de um tempo, Karolina e Marco decidiram trabalhar durante suas estadias em cada destino, para prolongar a viagem. Atualmente, aproveitam a vida de praia no Cambodja enquanto trabalham num resort em Koh Rong Island. Ela conta que apesar de difícil, trabalhar loucamente para viajar depois valeu cada centavo. E qualquer um pode! Inspire-se aqui nas andanças desse casal:

Viajar 8

Viajar 7_não THUMB

Viajar 6

Viajar 5

Viajar 4

Viajar 3

Viajar 2

2Viajou 1

Todas as fotos © Karolina

5 picos de surf para fazer a cabeça no litoral paulista

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, oceano, céu, água, atividades ao ar livre e natureza

A chegada do verão anima qualquer um para ir à praia, principalmente se a pessoa mora em grandes cidades, como São Paulo. Mas se o calor e as águas calmas refrescam o cidadão, por outro lado “deixam na mão” os surfistas que dependem das grandes ondulações de inverno para praticar seu esporte na plenitude. Ainda assim, o litoral paulista recebe milhares de adeptos do esporte ao longo do verão. Para ajudar na sua busca pelas melhores ondas da temporada, separamos os cinco melhores picos de surf em São Paulo. Confira:

Itamambuca

14775163880_0677a37eb0_z

Definitivamente, essa é uma das melhores ondas não só do litoral paulista, como do Brasil. Esse pico de Ubatuba já foi palco das principais competições de surf profissional e é famoso pelas longas direitas, que podem chegar a 10 pés (cerca de 3 metros) nos melhores dias. Funciona com qualquer tipo de ondulação, mas o swell de Sul é o que proporciona as melhores ondas.

Maresias

11457912116_dec49c7c62_z

É no município de São Sebastião que fica aquela que talvez seja a praia de surf mais famosa do país, cidade-natal do campeão mundial Gabriel Medina. As ondas de Maresias oferecem tubos perfeitos aos surfistas, principalmente no Canto do Moreira, onde as ondulações de Sul formam longas direitas. Mas fique ligado, lá o crowd é de alto nível!

Tombo

7318086638_f9bd4cac62_z

É um dos principais picos de surf no estado, principalmente por ser o mais perto da capital e um dos mais constantes. Os bancos de areia ao longo de toda a praia proporcionam ondas fortes e cavadas que podem chegar a 10 pés (cerca de 3 metros). As melhores ondulações são as de Sudeste e Leste, com ventos do quadrante Oeste.

Vermelha do Norte

3215431148_7202e45975_z

A praia fica logo após o centrinho de Ubatuba, e as ondas funcionam bem com ondulação de Leste de até 6 pés (cerca de 2 metros), mas se passar disso costumam fechar. No canto das pedras, a direita quebra longa e com perfeição, mas fique ligado com o crowd nos melhores dias.

Castelhanos

8638302_011f8451d8_z

Em um dos lugares mais paradisíacos de São Paulo, a Ilha Bela, um beach break com ondas rápidas e cavadas faz a cabeça da galera. As ondas variam de 2 a 7 pés (de 0,5 a 2 metros), sendo que o melhor swell é o de Leste, e a vantagem é que a praia é protegida do vento sul.

Essas fotos de pets ajudando seus humanos de estimação no momento do parto vão te encher de amor

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas sentadas e cachorro

A beleza e a força de uma mulher dando à luz são uma maravilhosa matéria prima para ensaios fotográficos tocantes. Por isso a página Birth Photography (Fotografia de partos) reúne, no Facebook, essas imagens diversas. As fotos são compiladas em temas como doulas, papais, irmãos e mais, e a mais recente reunião de imagens mostra uma parte fundamental da família na ajuda à mamãe na hora de parir: os animais de estimação.

Petparto6

Segundo a fundadora do grupo Laura Eckert, “cães e outros animais parecem instintivamente saber que algo está acontecendo durante a gravidez. Eles muitas vezes ficam mais protetores”, ela disse. E o mesmo acontece na hora do parto, quando os cães não só demonstram curiosidade como eventualmente oferecem realmente tranquilidade e carinho para a mamãe, como um suporte extra para que ela melhor consiga atravessar a dor e a delícia de trazer alguém ao mundo – e é isso que a compilação “Companheiros leais no parto: animais” mostra.

Petparto9

Afinal, pra que se ater à explosão de emoção, fofura e afeto que já é um neném recém nascido, se podemos incluir nessa maravilha o amor de um animalzinho?

https://www.facebook.com/plugins/video.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2FBirthPhotography%2Fvideos%2F1598534986830512%2F&show_text=0&width=628

Petparto16

Petparto15

Petparto14

Petparto13

Petparto12

Petparto11

Petparto10

Petparto8

Petparto7

Petparto5

Petparto4

Petparto3

Petparto2

Pets at Birth

© fotos: Facebook

Harmandir Sahib

https://i0.wp.com/www.kuoni.co.uk/upload/1170x398/pois/india/golden-temple.jpg

Harmandir Sahib ou Darbar Sahib, informalmente chamado de O Templo Dourado ou Templo de Deus, é culturalmente o mais importante lugar de culto dos siques e uma das mais antigas gurudwaras siques. Está localizado na cidade de Amritsar, que foi criada pelo Guru Ram Das Ji, o quarto guru dos siques, e é, também devido ao santuário, conhecida como Guru Di Nagri, significando cidade do Guru.

Introdução

O Harmandir Sahib é considerado sagrado e belo pelos siques porque o eterno Guru do Siquismo, o Sri Guru Granth Sahib Ji, está presente no interior dele. Ele é levado para o Sri Akal Takhat Sahib por volta das dez horas da noite e, retorna de lá para o Sri Darbar Sahib às cinco da manhã. A sua construção foi principalmente concebida como um lugar de culto para homens e mulheres de todas as posições sociais e de todas as religiões para de maneira igual vir e adorar a Deus. O Sri Guru Granth Sahib é a mais sagrada literatura da religião sique, o décimo Guru dos siques, Sri Guru Gobind Singh, em 7 de outubro de 1708 tornou-o o eterno Guru sique e o líder do siquismo. Qualquer lugar no mundo onde o Guru Granth Sahib está presente é igualmente santo e precioso para os siques. Harmandir Sahib foi construído com quatro portas para mostrar que cada religião ou fé é autorizada a entrar nele para meditar ou simplesmente ouvir as orações pela paz.

História

https://c2.staticflickr.com/8/7034/6751367499_14db002aea.jpg

Seu nome significa literalmente Casa de Deus. O quarto Guru do siquismo, o Guru Ram Das, escavou um tanque em 1577, que posteriormente ficou conhecido como Amritsar (significando: Piscina do Néctar da Imortalidade), dando o seu nome para a cidade que cresceu em torno dele. No devido tempo, um esplêndido edifício sique, Harmandir Sahib (Templo de Deus), foi construído na parte central desse tanque, que tornou-se o centro supremo de siquismo. Seu sacrário guarda o Adi Granth, que contém composições, valores siques, filosofias e ensinamentos dos Gurus siques e de outros santos do tempo do Guru Nanak, por exemplo, Ravidas, um guru hindu, Baba Farid um santo sufista e Kabir, a quem os siques referem-se a todos como os Bhagats.A compilação do Adi Granth foi iniciada pelo quinto Guru dos siques, o Guru Arjan Dev.

A área de Amritsar

Amritsar está localizada em Majha, região histórica do Punjab. Majha é também conhecida como o Bari Doab, uma vez que é o Doab (Do = dois, ab = rios) ou a extensão (fluvial) de terra que fica entre dois dos cinco maiores rios da província, o rio Ravi e o Beas. Como tal, Majha fica no coração da antiga região do Punjab, compreendendo Gurdaspur, Batala e Tarn Taran Sahib, bem como Amritsar. Amritsar é também conhecida como Sifti Da Ghar ou Morada Adorável.

Originalmente construído em 1574, o local do templo foi cercado por um pequeno lago e por escassa vegetação. O terceiro dos seis grandes mogóis, o imperador Akbar, visitou o terceiro Guru sique, o Guru Amar Das, na cidade vizinha de Goindval e ficou tão impressionado com o estilo de vida da cidade, que deu para a filha do Guru, Bhani, um jagir (a terra e as receitas de várias aldeias nos arredores) como presente de casamento com Bhai Jetha, que mais tarde tornou-se o quarto Guru sique, Guru Ram Das. O Guru Ram Das aumentou a área do lago e construiu uma pequena cidade ao redor dele. Em homenagem ao Guru Ram Das, a cidade recebeu o nome de Guru Ka Chak, Chak Ram Das ou Ram Das Pura.

Durante a liderança do quinto Guru, o Guru Arjan Dev Ji (1581-1606), a totalidade da edificação do templo foi construída. Em dezembro de 1588, o grande sufista muçulmano, santo de Lahore, Hazrat Mian Mir, um amigo próximo do Guru Arjan Dev Ji, foi convidado para lançar a pedra fundamental (dezembro de 1588).Conta a história, que um pedreiro endireitou a pedra, e o Guru Arjan então disse: como você acaba de desfazer o trabalho de um homem santo, desastres poderão vir para o Harmandir Sahib. Esta história tem sido usada para justificar a razão pelo qual o templo foi atacado tantas vezes pelos afegãos e mogóis e até pelo Exército indiano em 1984, durante a Operação Estrela Azul, que provocou a insurreição do Calistão, que durou até a década de 1990.

O templo foi concluído em 1604. O Guru Arjan Dev Ji, instalou o Adi Granth em seu interior e nomeou Baba Buda Ji como o primeiro Granthi (Leitor) do templo, em agosto de 1604. Em meados do século XVIII, o templo foi atacado pelos afegãos, por um dos generais de Ahmad Shah Durrani, Jahan Khan, e teve de ser praticamente reconstruído na década de 1760. Contudo, em resposta, um exército sique foi enviado para perseguir e destruir a força afegã. Eles receberam ordens de não ter misericórdia e evidências históricas sugerem que assim foi feito. As duas forças encontraram-se a oito quilômetros distante de Amritsar, onde o exército de Jahan Khan foi destruído.Ele mesmo foi decapitado pelo comandante Sardar Dayal Singh.

O templo é rodeado por um grande Sarovar (lago artificial), conhecido como o AmritSar (Lago de Água Benta ou Néctar Imortal). Há entradas para o templo em todos os quatro lados, significando a importância da aceitação e da abertura; aparentemente, este conceito é reminiscente da tenda de Abraão no Antigo Testamento – sua tenda era aberta nos quatro lados, a fim de ser capaz de dar boas-vindas aos viajantes de todas as direções. No interior do complexo do templo existem muitos santuários dedicados aos Gurus siques do passado, aos santos e mártires (ver mapa). Há três árvores sagradas (Bers) cada uma associada a um acontecimento histórico ou a um santo sique. No interior do templo há muitas placas memoriais que celebram acontecimentos históricos siques, santos, mártires e inclui inscrições comemorativas de todos os soldados siques que morreram na luta contra as duas Guerras Mundiais. Para um visitante novo, o primeiro local recomendado a visitar é o Centro de informações para o turista, destacado com o número (4) no mapa e a seguir a visita ao Museu Central sique perto da entrada principal chamada Ghanta Ghar Deori (Portão da Torre do Relógio). Quem quiser entrar no Harmandir Sahib poderá fazê-lo, independentemente da religião, cor, credo ou sexo. A única restrição é de que a pessoa não deve beber bebida alcoólica, comer carne ou fumar ou utilizar medicamentos sem receita médica, enquanto estiver no santuário. Espera-se também, que os visitantes estejam adequadamente vestidos e todos devem cobrir a cabeça em sinal de respeito, de retirar os sapatos e meias e entrar no templo descalços. Os visitantes devem lavar os pés na pequena piscina de água, caso queiram entrar nas instalações do Harmandir Sahib. Lenços de cabeça são fornecidos.

Em 1988, após a Operação Trovão Negro, uma estreita faixa de terra periférica (incluindo os edifícios), foi adquirida pelo governo essencialmente para criar um cinturão de segurança. Um grande número de pessoas foram empregadas no processo. Contudo, o projeto encontrou uma forte resistência por parte dos moderados, bem como de organizações militantes siques e o projeto teve de ser abandonado, depois que um engenheiro do Governo, ligado ao projeto, foi assassinado. O projeto só foi reativado em 1993 pelo vice-comissário Karan Bir Singh Sidhu, que também foi nomeado Diretor do Projeto, que foi descrito popularmente como a Projeto Galliara. Ele mudou o conceito da criação de um cinto de segurança periférico para o de um segundo parikarma e criou uma paisagem serena, que ficou totalmente coerente com a beleza eterna do Harmandir Sahib. Isto foi feito com a calma e consulta ao SGPC. Os peregrinos podem hoje andar a pé pelo Galliara, onde veículos não são permitidos.

Monumentos e esculturas

requintadas peças de mármore foram feitas sob o patrocínio do marajá Ranjit Singh, o líder do Império Sikh do Punjab. Também chamado de Sher-e-Punjab (Leão do Punjab), o marajá foi um grande doador de riquezas e materiais para o santuário e é lembrado com muito carinho pelas pessoas do Punjab em geral, e pela comunidade sique, em particular. O marajá Ranjit Singh foi responsável por um renascimento de muitas gurdwaras danificadas ou destruídas durante o governo mogol, incluindo também a construção de muitas gurdwaras novas. Outros dois templos mais venerados do siquismo foram construídos para homenagear a memória do Guru Gobind Singh Ji. O profundo amor do marajá Ranjit Singh e o respeito para com o décimo Guru levaram-o a construir o Takht Sri Patna Sahib (construído no local de nascimento do Guru Gobind Singh Ji) e o Takht Sri Hazur Sahib (no lugar onde o Guru Gobind Singh Ji morreu).

O Arco do Darshani Deorhi é voltado para a ponte que conduz ao Harmandir Sahib; ele tem 62 metros de altura por seis metros de largura. Hukam Singh Chimni também contribuiu para o embelezamento do Harmandir Sahib.

Comemorações no Harmandir Sahib

Um dos festivais mais importantes é o Vaisakhi, que é comemorado na segunda semana de abril (normalmente no dia 13). Os siques celebram neste dia a criação da Khalsa, e ela é celebrada com fervor no Harmandir Sahib. Outros importantes dias religiosos siques são: o dia do martírio do Guru Teg Bahadur, o aniversário do Guru Nanak, etc, que são também comemorados com devoção religiosa. Do mesmo modo, o Diwali é um dos festivais que deixam o Harmandir Sahib lindamente iluminado com Divas/Diyas (lâmpadas), luzes e queima de fogos de artifício. Durante essas ocasiões especiais 1-2 milhões de peregrinos visitam o santuário sagrado do Harmandir Sahib.

A maioria dos siques visita Amritsar e o Harmandir Sahib, pelo menos uma vez durante a sua vida, principalmente durante ocasiões especiais, como aniversários, casamentos, nascimentos de filhos, etc.

https://vivimetaliun.files.wordpress.com/2017/02/1043f-insidegoldentemple2.jpg

Chegando ao Harmandir Sahib vindo do estrangeiro

Pode-se chegar ao Sri Harmandir Sahib por qualquer meio de transporte. Por via aérea, por rodovia e por ferrovia. Amritsar tem um importante entroncamento ferroviário operado pela Indian Railways e um terminal internacional de ônibus operado pelo Departamento de Transportes, Punjab, que é equipado com o mais moderno conforto. O meio mais rápida para um turista internacional alcançar Harmandir Sahib seria viajar de avião. A cidade sagrada tem um aeroporto moderno chamado Aeroporto Internacional Raja Sansi, também conhecido por Aeroporto Internacional Guru Ram Das. O aeroporto recebe voos internacionais da Europa, América do Norte e da Ásia Central. A maioria das grandes cidades mundiais, incluindo Londres, Tashkent e Toronto também estão ligadas por via aérea, com Amritsar. A capital da Índia, Nova Deli fica a cerca de 483 quilômetros de Amritsar, há voos vinte e quatro horas, conexões de trens e de transporte rodoviário de Amritsar para Nova Deli. Existe uma rede de hotéis internacionais na cidade sagrada que aceita reservas para pernoites. O Lonely Planet Bluelist 2008 considerou o Sri Harmandir Sahib como uma das melhores localidades espirituais do mundo.O Templo  alimenta mais de 100 mil pessoas por dia, e de graça, independente de quem eles sejam, de onde eles vem ou de sua etnia.

https://i0.wp.com/mostbeautifulplacesintheworld.org/wp-content/uploads/2014/01/Harmandir-Sahib-2.jpg

via