Harmandir Sahib

https://i0.wp.com/www.kuoni.co.uk/upload/1170x398/pois/india/golden-temple.jpg

Harmandir Sahib ou Darbar Sahib, informalmente chamado de O Templo Dourado ou Templo de Deus, é culturalmente o mais importante lugar de culto dos siques e uma das mais antigas gurudwaras siques. Está localizado na cidade de Amritsar, que foi criada pelo Guru Ram Das Ji, o quarto guru dos siques, e é, também devido ao santuário, conhecida como Guru Di Nagri, significando cidade do Guru.

Introdução

O Harmandir Sahib é considerado sagrado e belo pelos siques porque o eterno Guru do Siquismo, o Sri Guru Granth Sahib Ji, está presente no interior dele. Ele é levado para o Sri Akal Takhat Sahib por volta das dez horas da noite e, retorna de lá para o Sri Darbar Sahib às cinco da manhã. A sua construção foi principalmente concebida como um lugar de culto para homens e mulheres de todas as posições sociais e de todas as religiões para de maneira igual vir e adorar a Deus. O Sri Guru Granth Sahib é a mais sagrada literatura da religião sique, o décimo Guru dos siques, Sri Guru Gobind Singh, em 7 de outubro de 1708 tornou-o o eterno Guru sique e o líder do siquismo. Qualquer lugar no mundo onde o Guru Granth Sahib está presente é igualmente santo e precioso para os siques. Harmandir Sahib foi construído com quatro portas para mostrar que cada religião ou fé é autorizada a entrar nele para meditar ou simplesmente ouvir as orações pela paz.

História

https://c2.staticflickr.com/8/7034/6751367499_14db002aea.jpg

Seu nome significa literalmente Casa de Deus. O quarto Guru do siquismo, o Guru Ram Das, escavou um tanque em 1577, que posteriormente ficou conhecido como Amritsar (significando: Piscina do Néctar da Imortalidade), dando o seu nome para a cidade que cresceu em torno dele. No devido tempo, um esplêndido edifício sique, Harmandir Sahib (Templo de Deus), foi construído na parte central desse tanque, que tornou-se o centro supremo de siquismo. Seu sacrário guarda o Adi Granth, que contém composições, valores siques, filosofias e ensinamentos dos Gurus siques e de outros santos do tempo do Guru Nanak, por exemplo, Ravidas, um guru hindu, Baba Farid um santo sufista e Kabir, a quem os siques referem-se a todos como os Bhagats.A compilação do Adi Granth foi iniciada pelo quinto Guru dos siques, o Guru Arjan Dev.

A área de Amritsar

Amritsar está localizada em Majha, região histórica do Punjab. Majha é também conhecida como o Bari Doab, uma vez que é o Doab (Do = dois, ab = rios) ou a extensão (fluvial) de terra que fica entre dois dos cinco maiores rios da província, o rio Ravi e o Beas. Como tal, Majha fica no coração da antiga região do Punjab, compreendendo Gurdaspur, Batala e Tarn Taran Sahib, bem como Amritsar. Amritsar é também conhecida como Sifti Da Ghar ou Morada Adorável.

Originalmente construído em 1574, o local do templo foi cercado por um pequeno lago e por escassa vegetação. O terceiro dos seis grandes mogóis, o imperador Akbar, visitou o terceiro Guru sique, o Guru Amar Das, na cidade vizinha de Goindval e ficou tão impressionado com o estilo de vida da cidade, que deu para a filha do Guru, Bhani, um jagir (a terra e as receitas de várias aldeias nos arredores) como presente de casamento com Bhai Jetha, que mais tarde tornou-se o quarto Guru sique, Guru Ram Das. O Guru Ram Das aumentou a área do lago e construiu uma pequena cidade ao redor dele. Em homenagem ao Guru Ram Das, a cidade recebeu o nome de Guru Ka Chak, Chak Ram Das ou Ram Das Pura.

Durante a liderança do quinto Guru, o Guru Arjan Dev Ji (1581-1606), a totalidade da edificação do templo foi construída. Em dezembro de 1588, o grande sufista muçulmano, santo de Lahore, Hazrat Mian Mir, um amigo próximo do Guru Arjan Dev Ji, foi convidado para lançar a pedra fundamental (dezembro de 1588).Conta a história, que um pedreiro endireitou a pedra, e o Guru Arjan então disse: como você acaba de desfazer o trabalho de um homem santo, desastres poderão vir para o Harmandir Sahib. Esta história tem sido usada para justificar a razão pelo qual o templo foi atacado tantas vezes pelos afegãos e mogóis e até pelo Exército indiano em 1984, durante a Operação Estrela Azul, que provocou a insurreição do Calistão, que durou até a década de 1990.

O templo foi concluído em 1604. O Guru Arjan Dev Ji, instalou o Adi Granth em seu interior e nomeou Baba Buda Ji como o primeiro Granthi (Leitor) do templo, em agosto de 1604. Em meados do século XVIII, o templo foi atacado pelos afegãos, por um dos generais de Ahmad Shah Durrani, Jahan Khan, e teve de ser praticamente reconstruído na década de 1760. Contudo, em resposta, um exército sique foi enviado para perseguir e destruir a força afegã. Eles receberam ordens de não ter misericórdia e evidências históricas sugerem que assim foi feito. As duas forças encontraram-se a oito quilômetros distante de Amritsar, onde o exército de Jahan Khan foi destruído.Ele mesmo foi decapitado pelo comandante Sardar Dayal Singh.

O templo é rodeado por um grande Sarovar (lago artificial), conhecido como o AmritSar (Lago de Água Benta ou Néctar Imortal). Há entradas para o templo em todos os quatro lados, significando a importância da aceitação e da abertura; aparentemente, este conceito é reminiscente da tenda de Abraão no Antigo Testamento – sua tenda era aberta nos quatro lados, a fim de ser capaz de dar boas-vindas aos viajantes de todas as direções. No interior do complexo do templo existem muitos santuários dedicados aos Gurus siques do passado, aos santos e mártires (ver mapa). Há três árvores sagradas (Bers) cada uma associada a um acontecimento histórico ou a um santo sique. No interior do templo há muitas placas memoriais que celebram acontecimentos históricos siques, santos, mártires e inclui inscrições comemorativas de todos os soldados siques que morreram na luta contra as duas Guerras Mundiais. Para um visitante novo, o primeiro local recomendado a visitar é o Centro de informações para o turista, destacado com o número (4) no mapa e a seguir a visita ao Museu Central sique perto da entrada principal chamada Ghanta Ghar Deori (Portão da Torre do Relógio). Quem quiser entrar no Harmandir Sahib poderá fazê-lo, independentemente da religião, cor, credo ou sexo. A única restrição é de que a pessoa não deve beber bebida alcoólica, comer carne ou fumar ou utilizar medicamentos sem receita médica, enquanto estiver no santuário. Espera-se também, que os visitantes estejam adequadamente vestidos e todos devem cobrir a cabeça em sinal de respeito, de retirar os sapatos e meias e entrar no templo descalços. Os visitantes devem lavar os pés na pequena piscina de água, caso queiram entrar nas instalações do Harmandir Sahib. Lenços de cabeça são fornecidos.

Em 1988, após a Operação Trovão Negro, uma estreita faixa de terra periférica (incluindo os edifícios), foi adquirida pelo governo essencialmente para criar um cinturão de segurança. Um grande número de pessoas foram empregadas no processo. Contudo, o projeto encontrou uma forte resistência por parte dos moderados, bem como de organizações militantes siques e o projeto teve de ser abandonado, depois que um engenheiro do Governo, ligado ao projeto, foi assassinado. O projeto só foi reativado em 1993 pelo vice-comissário Karan Bir Singh Sidhu, que também foi nomeado Diretor do Projeto, que foi descrito popularmente como a Projeto Galliara. Ele mudou o conceito da criação de um cinto de segurança periférico para o de um segundo parikarma e criou uma paisagem serena, que ficou totalmente coerente com a beleza eterna do Harmandir Sahib. Isto foi feito com a calma e consulta ao SGPC. Os peregrinos podem hoje andar a pé pelo Galliara, onde veículos não são permitidos.

Monumentos e esculturas

requintadas peças de mármore foram feitas sob o patrocínio do marajá Ranjit Singh, o líder do Império Sikh do Punjab. Também chamado de Sher-e-Punjab (Leão do Punjab), o marajá foi um grande doador de riquezas e materiais para o santuário e é lembrado com muito carinho pelas pessoas do Punjab em geral, e pela comunidade sique, em particular. O marajá Ranjit Singh foi responsável por um renascimento de muitas gurdwaras danificadas ou destruídas durante o governo mogol, incluindo também a construção de muitas gurdwaras novas. Outros dois templos mais venerados do siquismo foram construídos para homenagear a memória do Guru Gobind Singh Ji. O profundo amor do marajá Ranjit Singh e o respeito para com o décimo Guru levaram-o a construir o Takht Sri Patna Sahib (construído no local de nascimento do Guru Gobind Singh Ji) e o Takht Sri Hazur Sahib (no lugar onde o Guru Gobind Singh Ji morreu).

O Arco do Darshani Deorhi é voltado para a ponte que conduz ao Harmandir Sahib; ele tem 62 metros de altura por seis metros de largura. Hukam Singh Chimni também contribuiu para o embelezamento do Harmandir Sahib.

Comemorações no Harmandir Sahib

Um dos festivais mais importantes é o Vaisakhi, que é comemorado na segunda semana de abril (normalmente no dia 13). Os siques celebram neste dia a criação da Khalsa, e ela é celebrada com fervor no Harmandir Sahib. Outros importantes dias religiosos siques são: o dia do martírio do Guru Teg Bahadur, o aniversário do Guru Nanak, etc, que são também comemorados com devoção religiosa. Do mesmo modo, o Diwali é um dos festivais que deixam o Harmandir Sahib lindamente iluminado com Divas/Diyas (lâmpadas), luzes e queima de fogos de artifício. Durante essas ocasiões especiais 1-2 milhões de peregrinos visitam o santuário sagrado do Harmandir Sahib.

A maioria dos siques visita Amritsar e o Harmandir Sahib, pelo menos uma vez durante a sua vida, principalmente durante ocasiões especiais, como aniversários, casamentos, nascimentos de filhos, etc.

https://vivimetaliun.files.wordpress.com/2017/02/1043f-insidegoldentemple2.jpg

Chegando ao Harmandir Sahib vindo do estrangeiro

Pode-se chegar ao Sri Harmandir Sahib por qualquer meio de transporte. Por via aérea, por rodovia e por ferrovia. Amritsar tem um importante entroncamento ferroviário operado pela Indian Railways e um terminal internacional de ônibus operado pelo Departamento de Transportes, Punjab, que é equipado com o mais moderno conforto. O meio mais rápida para um turista internacional alcançar Harmandir Sahib seria viajar de avião. A cidade sagrada tem um aeroporto moderno chamado Aeroporto Internacional Raja Sansi, também conhecido por Aeroporto Internacional Guru Ram Das. O aeroporto recebe voos internacionais da Europa, América do Norte e da Ásia Central. A maioria das grandes cidades mundiais, incluindo Londres, Tashkent e Toronto também estão ligadas por via aérea, com Amritsar. A capital da Índia, Nova Deli fica a cerca de 483 quilômetros de Amritsar, há voos vinte e quatro horas, conexões de trens e de transporte rodoviário de Amritsar para Nova Deli. Existe uma rede de hotéis internacionais na cidade sagrada que aceita reservas para pernoites. O Lonely Planet Bluelist 2008 considerou o Sri Harmandir Sahib como uma das melhores localidades espirituais do mundo.O Templo  alimenta mais de 100 mil pessoas por dia, e de graça, independente de quem eles sejam, de onde eles vem ou de sua etnia.

https://i1.wp.com/mostbeautifulplacesintheworld.org/wp-content/uploads/2014/01/Harmandir-Sahib-2.jpg

via

Anúncios

O belo e quente balneário italiano que acaba de testemunhar uma profecia apocalíptica tornando-se realidade

https://scontent.fgig1-2.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/16106048_1841973282745758_3383577091303702039_n.jpg?oh=4536a0af908b7cc5e119b8c0e176d50f&oe=590D1680

Seria um sinal de que o mundo estaria próximo do fim quando nevasse dois dias consecutivos em Salento, uma cidade de praia localizada no sul da Itália. Foi isso o que, há cerca de 500 anos, disse Matteo Tafuri, um filósofo que é conhecido como o Nostradamus italiano.

Segundo sua profecia: “Salento, de palmeiras e vento sul moderado. Dois dias de neve, dois relâmpagos no céu. Eu sei que o mundo acaba, mas não anseio”. Um tanto assustador, certo?

Como acontece com quase todos os que fazem teorias apocalípticas, ninguém acreditou muito no que ele afirmou, afinal o balneário de Salento fica em uma região bastante quente. No entanto, nos últimos dias 8 e 9 de janeiro, caiu neve sobre a região e a praia ganhou uma paisagem completamente diferente.

blog_salento

blog_salento_italia

De acordo com a Enciclopédia da Filosofia da Renascença, Tafuri viveu entre 1942 e 1582 e era um amante da literatura grega e latina, um médico e astrólogo hábil.

Será que sua profecia estava certa?

A improvável amizade entre um mergulhador e um peixe que dura há 25 anos

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas

A baía de Tateyama, no Japão, é o ponto de encontro de dois amigos muito improváveis. Um mergulhador local, Hiroyuki Arakawa, e Yoriko, um peixe da espécie Semicossyphus reticulatus encontrado em alguns países asiáticos.

A dupla se conheceu há 25 anos e desde então tem se encontrado regularmente. Hiroyuki trabalha em um santuário subterrâneo localizado em Tateyama há mais de 20 anos, atuando como supervisor e guia turístico do local.

Yoriko-and-Hiroyuki-friendship-600x297

Yoriko-and-Hiroyuki-friendship2-600x450

Ao longo dos anos, ele e o peixe desenvolveram uma espécie de carinho e cumplicidade, e toda vez que o mergulhador chama Yoriko através de uma batida de martelo em um pedaço de metal, o peixe aparece para cumprimentá-lo.

Yoriko está em praticamente todas as fotos tiradas pelo mergulhador, sendo que às vezes parece até posar para a câmera. A amizade entre os dois se tornou uma verdadeira atração, com vários turistas indo ao local apenas para ver os dois amigos juntos.

Yoriko-and-Hiroyuki-friendship3-600x399

Todas as imagens © Reprodução Facebook

Esse ensaio de filhotes de cachorro com asas (!) é a coisa mais bonita que você vai ver hoje

A imagem pode conter: cachorro

Se ensaios com filhotes de cachorro já são apaixonantes por si só, imagine ensaios com filhotes de cachorro vestindo asas. É pra derreter o mais duro dos corações.

Ideia da fotógrafa norueguesa Natalia Żyłowska, o ensaio traz lindos filhotinhos de border collie com apenas 2 semanas de vida. O resultado é a coisa mais fofa que você vai ver não só hoje, mas provavelmente em muito tempo.

Confira!

15875231_1746511725374916_5008387617519850580_o

15895438_1746511722041583_863250688750782034_o

15896149_1746511778708244_9136076685772100731_o

15896335_1746511625374926_7869110452823534284_o

15896381_1746511695374919_2956818240068705665_o

15937004_1746522795373809_5139417660797270061_o

15937202_1746522798707142_9128758257317613522_o

15972341_1746511798708242_5664071445304124463_o

15972613_1746511762041579_6052991587401563471_o

15975255_1746511855374903_4611801472758582335_o

15994359_1746511638708258_1562950883315224938_o

Todas as fotos © Natalia Żyłowska

Uma maneira impressionante de mover uma carga de mil toneladas pela estrada

O vídeo acima mostra uma coisa gigantesca transportando algum tipo de recipiente pressurizado.De acordo com a legenda da filmagem no YouTube, esses caminhões compostos estão transportando uma carga de 946.000 kg.Como?! Como é possível mover mil toneladas pela estrada? Rhett Allain, professor associado de física na Universidade Southeastern Louisiana, nos EUA, explica.

Driblando a pressão

Em comparação com a carga, o veículo transportando-a é muito mais longo. Por quê?A resposta é pressão. “Pressão dos pneus, para ser exato”, diz Allain.A carga tem um peso de 9,27 milhões de Newtons. Se você ignorar a massa do veículo, ainda assim o chão tem que empurrar para cima com esta mesma força. Isso não é tanto quanto parece – edifícios podem ter pesos maiores.

No entanto, existe uma grande diferença entre um edifício e um reboque: a área de contato. Com uma área menor, você pode ter uma pressão muito maior sobre a superfície da estrada.

Com a pressão muito grande, os pneus literalmente picariam furos na superfície da estrada. Então, como diminui-la?

A única maneira é aumentando a área de contato. Você poderia fazer isso removendo as rodas e transportando a carga em um trenó, mas é evidente que isso poderia causar outros problemas. Você também poderia fazer pneus supergigantes, mas não seria prático. A melhor solução é a apresentada no vídeo: colocar mais pneus.

Quantos? “Não estou completamente certo, mas pelas minhas contas eu vi 96 pneus (assumindo que cada pneu visto é parte de um conjunto duplo)”, afirma Allain.

Atrito e subidas

Como é possível assistir no vídeo, há dois caminhões puxando e cinco empurrando a carga. Por que tantos?Depois de conseguir movimentar o recipiente, deveria ser fácil mantê-lo em movimento – em teoria. No entanto, há duas coisas que atrapalham: atrito de rolamento e subidas.

Todo mundo gosta de pensar na roda como uma invenção incrível que remove o atrito. Mas ela não é perfeita. Com uma carga pesada, a roda pode ser esmagada. Conforme rola, uma nova parte da roda fica na parte inferior e é deformada. A fim de movimentar a carga a uma velocidade constante, é necessário que haja uma grande força para equilibrar esse atrito de rolamento. Esta outra força vem dos caminhões.

Mas será que é preciso sete? Sim.Se a estrada fosse perfeitamente plana, você só precisaria se preocupar com o atrito de rolamento. Mas não tende a ser assim, não é mesmo? Difícil é o caminho que não apresenta pelo menos algumas inclinações.

Mais força é necessária, então. Suponha que você queira empurrar 946.000 kg a uma inclinação de 5 graus. Seria preciso uma força de impulso de mais de 800 mil Newtons (e isso ignorando a resistência do rolamento).

De nenhuma maneira um caminhão sozinho poderia empurrar tanto – não haveria força de atrito suficiente entre os pneus e a estrada, bem como o motor provavelmente não teria torque suficiente.Logo, a única maneira de mover esta carga gigante é com sete caminhões e 96 pneus. [Wired]

Conheça o casal que entrou para o Guinness por ser o mais tatuado do mundo

https://scontent.fgig1-2.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/15940691_1841970786079341_4813604232830993184_n.jpg?oh=73c8aac7110c80ff64612057d45b935b&oe=58DEC09D

Quando Charlotte Guttenberg fez sua primeira tatuagem, há 10 anos, ela nunca imaginou que se tornaria a idosa mais tatuada do mundo. Na época, ela tinha 58 anos e fez apenas uma pequena arte no corpo. Hoje, 91,5% de sua pele está coberta em um incrível trabalho artístico.

Mas Charlotte não é a única tatuada em casa. Seu companheiro Charles Helmke, de 75 anos, também detém o recorde de idoso mais tatuado do mundo, com 93,75% do corpo coberto. A arte rendeu ao casal o recorde de casal sênior mais tatuado do mundo pelo Guinness World Records.

tattoo2

Como não poderia deixar de ser, os dois se conheceram em um estúdio de tatuagem, em 2006, quando Charlotte se preparava para fazer um trabalho enorme no corpo e Charles aproveitou para acalmá-la. Desde então, se tornaram amigos e posteriormente viraram um casal.

Ambos são viúvos. Charlotte antes era casada com um homem que não aprovava tatuagens – o que fez com que ela adiasse o sonho de colorir o corpo por tanto tempo. Charles, no entanto, esteve casado apenas cinco anos antes de sua mulher falecer e tem até mesmo uma tatuagem dedicada à ex-esposa.

tattoo4

Diferentemente da atual companheira, ele começou a tatuar o corpo ainda na juventude, fazendo seu primeiro desenho no corpo em 1959, quando servia o exército americano. Nos anos 60, ele fez mais algumas tatuagens. Depois, no entanto, ficou 40 anos sem novos desenhos – até voltar a fazer tatuagens em 2.000.

Hoje, apenas seu rosto e os dedos dos pés não estão tatuados e ele decidiu que é hora de parar. Charlotte, no entanto, ainda conta com espaços na nuca e no peito, bem como o rosto e dedos, e espera continuar fazendo novas tatuagens por algum tempo. As fotos do casal são a melhor inspiração para quem ainda acha que tatuagem é coisa de adolescente.

Espia só:

tattoo3

tattoo5

Fotos via

Charlotte Guttenberg & Chuck Helmke - Most Tattooed Senior Citizens Guinness World Records 2016 Photo Credit: Al Diaz/Guinness World Records

Chuck Helmke - Most tattooed senior citizen (male) Guinness World Records 2016 Photo Credit:Al Diaz/Guinness World Records

Charlotte Guttenberg - Most tattooed senior citizen (female) Guinness World Records 2016 Photo Credit: Al Diaz/Guinness World Records

Chuck Helmke - Most tattooed senior citizen (male) Guinness World Records 2016 Photo Credit:Al Diaz/Guinness World Records

Fotos © Al Diaz/Guinness World Records

Mãe solo de quatro jovens constrói casa para a família usando apenas tutoriais do Youtube

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé, árvore, atividades ao ar livre e natureza

Construir uma casa não é nenhuma tarefa fácil. Exige tempo, dedicação e muito conhecimento. Mas, quando se tem os dois primeiros itens desta lista, o conhecimento pode ser facilmente encontrado através de tutoriais disponibilizados gratuitamente no Youtube. Foi assim que esta família construiu sua própria casa.

Tudo começou quando Cara Brookins e seus quatro filhos precisaram se mudar para fugir de uma situação de violência doméstica que colocava suas vidas em risco. O que era para ser uma história dramática como muitas outras se transformou em uma verdadeira aula de superação.

casa1

A princípio, a filha adolescente de Cara, Hope, de 17 anos, não imaginava que as coisas pudessem dar certo. Mesmo assim, ela encarou o desafio ao lado da mãe e se inspirou na iniciativa. Ao todo, a casa construída pela família contém um quarto para cada filho e foi construída sem que nenhum deles tivesse alguma experiência ou conhecimento em construção, confiando apenas nas indicações de tutoriais do Youtube.

casa2

Após o término, Cara aproveitou a experiência vivida para lançar um livro contando sua história, intitulado Rise -How a House Build a Family (“Ascensão – Como uma Casa Construiu uma Família“, em tradução livre). A obra tem publicação prevista para este mês e já está disponível para pré-venda (em inglês) através da Amazon.

casa3

casa9

casa8

casa6

casa4

casa5

Todas as fotos © Cara Brookins