Mãe paulista empresta barriga para que o filho e marido dele possam ter gêmeos em Capivari

A imagem pode conter: 2 pessoas

Para muitos casais homossexuais, ter filhos ainda é um desafio. A adoção costuma ser a primeira tentativa nesse sentido, mas muitas vezes o preconceito pode dificultar o processo e tornar o sonho da maternidade/paternidade cada vez mais distante. Era essa realidade que viviam Luis Henrique Aranha, 32, e Gustavo Salles, 26, moradores de Capivari, em São Paulo.

Casados há cinco anos, eles sonhavam em ter um filho, mas não conseguiram adotar uma criança. Apesar das negativas, os dois insistiram na ideia, e contaram com uma ajuda muito especial: a de Ana Maria Aranha, mãe de Luis, que se tornou barriga de aluguel para que o filho e genro pudessem ser pais.

amor0

Com 58 anos, ela encarou a gestação de uma maneira natural. Ana Maria, que já está na menopausa, precisou fazer um tratamento para recuperar a elasticidade do útero e receber a inseminação artificial. O óvulo usado foi de uma doadora desconhecida, como requer a lei, e a inseminação ocorreu com um óvulo fecundado por cada um dos pais.

amor1

Quando a gestação foi confirmada: uma surpresa para a família. Ana Maria seria avó de não apenas uma, mas duas crianças: os gêmeos Pedro Henrique e João Lucas, nascidos há três meses e com muita saúde. As fotos abaixo  são puro amor estampam toda a felicidade da família com a chegada dos novos membros.

amor9

amor8

amor3

amor4

Todas as fotos © Wendel de Castro

Blogueira DIY constrói ‘mini casa’ e disponibiliza a planta de graça para qualquer um que queira reproduzir a façanha

A imagem pode conter: casa, árvore, céu, planta, atividades ao ar livre e natureza

Há algum tempo, uma nova tendência em termos de moradia começou a surgir. Ao invés de mansões estilosas ou casas com um design inovador, a onda agora são as mini-casas, construídas pelos próprios moradores. Essa blogueira colocou as mãos na massa para tirar sua ideia de casa do papel – e hoje compartilha a planta para que qualquer um possa fazer o mesmo.

Trata-se de Ana White, uma blogueira de DIY, que construiu uma casa junto ao marido em uma área remota do Alaska, nos Estados Unidos. A construção foi feita sobre um trailer e é bem menor do que o que estamos acostumados: com apenas 7,3 metros de comprimento e 2,5 de largura.

casa2

Um dos destaques da casa, no entanto, é a versatilidade dos móveis, que podem ser ajustados para diferentes usos, chegando a comportar até seis adultos confortavelmente. Porém, a casa não possui água encanada e, portanto, não tem banheiro. Como essa não é a residência principal da família, Ana não viu nisso um grande problema, mas também disponibilizou um projeto completo para quem pretende criar uma casa para viver.

casa3

A blogueira decidiu compartilhar toda a planta da casa gratuitamente na internet, com dicas para uso de ferramentas e até materiais, buscando inspirar outras mulheres a construir a própria residência. Ela conta que, por ser uma mãe de duas crianças e não possuir renda própria momentaneamente, não teria como pagar US$ 10 apenas por uma planta – e é por isso que ela também não cobra para divulgar o projeto, que pode ser conferido na íntegra aqui.

casa4

casa7

casa6

casa5

Todas as fotos © Ana White

Modelo negra grávida de gêmeos é criticada por sua barriga ‘muito negra’ e responde com amor

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas em pé

Enquanto a gente ainda tenta acreditar que o mundo está se tornando um lugar cada vez mais tolerante, surgem histórias como essa para nos fazer repensar bastante esse conceito. Depois de publicar uma foto sua durante a gestação no Instagram, a atriz, modelo e escritora americana Porsche Thomas viu sua conta invadida por comentários preconceituosos.

Na foto, tirada duas semanas antes do parto, Porsche exibe sua barriga enorme enquanto toma sol em Larchmont, uma localidade próxima a Nova York. Embora a maioria dos comentários recebidos tenham lembrado o quão linda a modelo e sua barriga de grávida de gêmeos eram, algumas pessoas realizaram comentários racistas na publicação. Os usuários criticaram sua barriga por ser “escura demais“, enquanto uma pessoa chegou a sugerir que ela tinha problemas de autoestima por ter um namorado branco.

A imagem pode conter: 1 pessoa, sentado

Mas, por sorte, Porsche estava ocupada demais fazendo pequenos humanos e não se deixou abalar pelas críticas. Em outra publicação, ela postou uma mensagem poderosa para aqueles que haviam feito comentários racistas.

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

Enquanto alguns estão aqui em meus comentários criticando a escuridão da minha barriga e a minha durante o que deveria ser um feriado de celebrações, eu estou aproveitando a vida, criando seres-humanos minúsculos, realizando milagres e, esperançosamente, ficando ainda mais negra”.

Após a repercussão da situação na internet, a modelo continua muito bem e cada vez mais feliz, agora com os dois filhos ao seu lado. Os gêmeos Berlin e August nasceram no dia 7 de janeiro e são tão lindos quanto sua mãe.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas dormindo e close-up

Todas as fotos © Porsche Thomas

FOTO DO DIA

Lesmas Marinhas podem nascer com vários formatos, cores e tamanhos. Há algumas que até mesmo apresentam Clorofila, e são capazes de fazer fotossíntese.