Trivago Awards elege as 10 melhores hospedagens alternativas do Brasil para 2017

Nenhum texto alternativo automático disponível.

O Trivago, um dos maiores buscadores de hotéis, analisou mais de 175 milhões de avaliações de hotéis disponíveis em websites do mundo inteiro para premiar os 10 melhores estabelecimentos do Brasil em diversas categorias com o Trivago Awards 2017.

Ganharam o prêmio estabelecimentos que conquistaram o gosto dos hóspedes e receberam excelentes avaliações online, que foram utilizadas como critério para a seleção.

Na categoria alternativa, que reúne acomodações como hostels, pousadas, hotéis boutique, entre outros, o primeiro lugar ficou com um estabelecimento do Rio de Janeiro. Localizado no bairro de Santa Teresa, o Discovery Hostel é conhecido por seu charme arquitetônico, os ateliers de artistas e a bela vista da cidade.

hospedagem-alternativa-discovery-hostel-rio-sala

A segunda melhor hospedagem alternativa do trivago Awards 2017 fica em Curitiba, o hostel Motter Home que está no bairro Mercês, pertinho de carro do centro da cidade. Um serviço excelente e instalações confortáveis, além do amigável staff, fazem o Motter Home ganhar popularidade entre os hóspedes.

hospedagem-alternativa-pousada-doce-canela-piscina

O terceiro lugar ficou com um estabelecimento que também está localizado no sul do país, a Pousada Doce Canela, em Canela, RG. Construído para ser residência de uma importante família da cidade, o local foi inaugurado como pousada em 2010 e, em 2013, adquirida pelos novos proprietários. A localização é estratégica e contribui para aumentar a reputação da Doce Canela: são dez minutos até Gramado e cinco até o centro de Canela, em um local repleto de belezas naturais.

hospedagem-alternativa-motter-home-curitiba-fachada

Veja a lista completa:

1. Discovery, Rio de Janeiro
2. Motter Home Curitiba, Curitiba
3. Pousada Doce Canela, Canela
4. Canada Lodge, Campos do Jordão
5. Curitiba Casa, Curitiba
6. Bella Terra Pousada, Gramado
7. Aram Yamí, Salvador
8. Bahia Prime, Salvador
9. Pousada Jardon, Campos do Jordão
10. Casa Cool Beans, Rio de Janeiro

Confira aqui os vencedores de todas as categorias.

Itália oferece casas gratuitas para quem pretende se mudar para a Sicília

A imagem pode conter: céu, casa, montanha, atividades ao ar livre e natureza

Se você já está cansado da vida no Brasil, então que tal uma mudança drástica de vida? Quem quiser morar na Itália já pode conseguir uma casa medieval gratuitamente na Sicília, na comune de Gangi. As casas antes estavam sendo vendidas a apenas € 1, mas agora estão sendo oferecidas sem nenhum custo.

A iniciativa pretende repovoar a região, que hoje conta com apenas 7 mil moradores. Mas não é apenas isso: a ideia é também restaurar os imóveis e mudar a cara da cidade. Por isso mesmo, os moradores precisarão se comprometer a reformar a casa adquirida. Esse compromisso será selado após o depósito de uma seguro no valor de € 5 mil (R$ 17 mil)- que serão devolvidos ao proprietário após o término da reforma.

gangi2

Foto: Lovecchio Laura / Foto destaque: Michele Ursino

Um dos detalhes importantes é que os moradores precisarão manter as características originais do imóvel durante a reforma. E, bem, o povoado data do século 13, o que já dá uma ideia de que essas características são bastante peculiares… O projeto de reestruturação precisa ser apresentado em até um ano após a compra do imóvel e as obras deverão começar até dois meses após a aprovação do mesmo pelo governo.

Um artigo no blog Minha Saga estima que os custos com a reforma e com os papéis do imóvel fiquem em torno de € 45 mil (pouco mais de R$ 150 mil). Apesar de ser muito mais do que simplesmente não pagar nada, o valor ainda é bastante econômico quando comparado com os preços dos imóveis aqui no Brasil.

Se interessou? Dá uma olhada nos imóveis disponíveis aqui.

Chega de crueldade: Em Santa Catarina, nova lei proíbe circos de utilizar animais em espetáculos

Nenhum texto alternativo automático disponível.

No mês de janeiro na última sexta-feira, 13, foi sancionada a norma estadual 17.081/2017 que proíbe a existência de animais em espetáculos circenses ou outros estabelecimentos itinerantes em todo estado de Santa Catarina.

A partir de agora, para que circos recebam autorização para realizar em espetáculos no estado será necessário apresentar uma declaração de não utilização de animais.

circo_interna

Em caso de descumprimento da norma, o estabelecimento deve ser interditado imediatamente e receberá multa de R$ 10 mil por animal. O texto da lei ficará exposto em cartazes em local visível nos ambientes de espetáculo.

Goiás e Minas Gerais aprovaram proíbem animais em circo deste 2015 e, antes disso, Alagoas, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul e Espírito Santo já haviam sancionado.

* Todas as fotos: Reprodução

Como estes dois cãezinhos irão usar suas capacidades para salvar vidas humanas

 

Doença tem cheiro? Para nós, humanos, não, mas para os cachorros, sim. Com mais de 40 vezes o número de receptores olfativos dos humanos, os cães conseguem farejar e perceber odores com muita mais eficiência. Por isso, uma dupla de cãezinhos será treinada pela University of California Davis para detectar estágios iniciais de câncer em pacientes.

O projeto é composto por diversos profissionais, como médicos, veterinários e treinadores e o objetivo é ensinar Alfie e Charlie, um “labroodle” e um pastor alemão, ambos com 4 meses de idade, a sentir o cheiro da doença na urina, saliva e até mesmo no hálito humano. “Se você fizer uma analogia com a visão, o que você consegue ver em um terço de milha, um cão poderia enxergar em até 3 mil milhas de distância e enxergar bem“, afirma o especialista em olfato James Walker.

A dupla de cães vai passar 12 meses em treinamento intenso, durante o qual vai aprender não só a farejar corretamente o câncer mas a se socializar – afinal, os dogs vão trabalhar o tempo todo com humanos. A estimativa é que já em 2016 eles consigam participar de testes na universidade a fim de identificar o câncer em estágios iniciais, tornando a detecção da doença mais simples, barata e não invasiva.

farejar-cancer00

farejar-cancer3

farejar-cancer4

SACRAMENTO, Calif., August 17, 2015 Press conference at UC Davis Comprehensive Cancer Center introduces two dogs, Alfie and Charlie, that are being trained to help screen patients for cancer, August 17, 2015. Photo by Robert Durell

farejar-cancer22

farejar-cancer33

Todas as fotos © UC Davis