O que este comerciante de 60 anos está fazendo para acabar com o lixo em um lago no Brasil

Quem passa pelo Lago Azul, no município de Guarulhos, não entende o porquê do nome. A água do local já serve de morada para garrafas, sapatos, embalagens plásticas e latas que são deixadas por lá tanto por moradores quanto por turistas que visitam a região. Mas, se depender do comerciante Antonio Ferreira de Araújo, de 60 anos, um dia as águas voltarão a ser limpas.

Há cinco anos, ele recolhe o lixo do lago com uma jangada feita de tubos de PVC e guiada por um remo de plástico, tudo por amor ao local. Graças a uma ação educativa do Centro de Educação Ambiental (CEA) Água Azul, vizinho do lago, os moradores do bairro passaram a ajudar Antonio a ensacar os resíduos. Em cada incursão do comerciante, pelo menos dez sacos de lixo de 100 litros ficam lotados.

Ao ser perguntado se a jangada já virou, Antônio despista: “Ah, eu sei nadar!” – e garante que o veículo suporta até 150 quilos, mas lembra que seria melhor se tivesse um barco, já que as coisas acabam caindo pelos lados na jangada. Quando não está limpando as águas, ele mantém um quiosque à beira do rio.

Todas as fotos © Fabio Nunes Teixeira/Prefeitura de Guarulhos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s