Série de ilustrações mostra palavras carinhosas “intraduzíveis” em diversas línguas

Toda língua tem suas palavras “intraduzíveis“. Isto é, embora seja possível entender seus significados perfeitamente, nem sempre há um termo equivalente para ela nas outras línguas. Pois bem, a artista inglesa Emma Block catalogou algumas dessas palavras que falam sobre carinho e amor e decidiu ilustrá-las.

Além de mostrar no desenho o significado de cada palavra, Emma deu ainda uma explicação para cada uma. Veja o resultado:

Cafuné (Português) – Passar os dedos pelos cabelos de quem se ama

emma-block

Geborgenheit (Alemão) – O sentimento de segurança que vem de se estar com a pessoa amada

emma-block2

Zhi Zi Zhi Shou, Yu Zi Xie Lao (Chinês) – Ficar de mãos dadas e envelhecer juntos

emma-block3

Dor (Romeno) – A saudade sentida quando se está separado de quem se ama

emma-block4

Forelsket (Dinamarquês) – A euforia de se apaixonar

emma-block5

Retrouvailles (Francês) – A alegria de reencontrar quem se ama depois de uma longa separação

emma-block6

Firgun (Hebraico) – a simples, generosa alegria quando algo bom acontece a alguém

emma-block7

Odnoliub (Russo) – Alguém que teve um único amor em sua vida

emma-block8

Cwtch (Galês) – Um abraço – um lugar seguro provido pela pessoa amada

emma-block9

Viraha (Hindu) – A percepção do amor diante da separação

emma-block10

Naz (Urdu) – O orgulho que você sente em ser amado

emma-block11

Koi No Yokan (Japonês) – Quando você conhece alguém e sabe que está destinado a se apaixonar

emma-block12

Oodal (Tâmil) – Uma raiva de “mentirinha” que os amantes demonstram após um desentendimento

emma-block13

Mo Chuisle Mo Chroí (Gaélico) – O pulsar de um coração

emma-block14

Mamihlapinatapei (Yaghan) – O olhar de desejo trocado entre duas pessoas tímidas para tomarem a iniciativa

emma-block15

Ya’ Aburnee (Árabe) – Viver sem alguém para amar não é viver

emma-block16

Gezelligheid (Alemão) – O aconchego de estar com o ser amado

emma-block17

Merak (Sérvio) – A sensação de comunhão com o universo derivado de prazeres simples

emma-block18

Todas as imagens © Emma Block

Anúncios

3 comentários

  1. “Dor” é uma espécie de desejo indefinido. Não só para um ente querido, mas também para sua pátria, ou seus pais, ou um lugar místico remoto. Algo que não pode ser encontrado na vida cotidiana comum, mas apenas em um mundo diferente, verdadeiro e mágico – como o mundo do amor, ou da infância.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s