Série de fotos torna visível o medo que grávidas no Brasil sentem de pegar doenças através do aedes aegypti

Como tornar o medo visível? Como expor um fantasma que assombra, em suas mais normais rotinas, justo as mulheres gestantes, que tanto deveriam seguir tranquilas e saudáveis para atravessarem os 9 meses que a separam da enorme e bela condição de serem mãe?

Foram essas as perguntas que moveram a fotógrafa Marília Scarabello ao criar a série Invólucro. A ideia era registrar em um ensaio o medo que hoje toda grávida sente, no Brasil, de contrair algumas das doenças transmitidas pelo mosquito aedes aegypti, em especial o Zika vírus.

Involucro1

Tudo que começou quando Marília viu uma gestante, tomada de angústia, comprando diversos repelentes em uma farmácia. Mais do que um registro psicológico, porém, o ensaio não foge de sua provocação como forma de denúncia: é seu propósito também reforçar a necessidade de que nos preocupemos mais uns com os outros, e que sejamos capazes de nos comprometermos com mudanças em nossos hábitos, a fim de combatermos o surgimento do mosquito.

Involucro3

Involucro5

Da mesma forma, o ensaio também aponta para o crescimento descontrolado das grandes cidades brasileiras, lembrando do impacto de tal crescimento no meio ambiente e no surgimento de tais epidemias. Invólucro foi realizado em São Paulo com uma modelo de fato grávida, que topou participar do ensaio por justamente dividir de tais angústias.

Não podemos tratar como algo normal situações que poderíamos resolver”, diz Marília. Seu trabalho é sobre isso.

Involucro4

Involucro6

Involucro7

Involucro9

Todas as fotos © Marília Scarabello

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s