Fotógrafo brasileiro cria série linda e tocante sobre o dia a dia da filha após ficar viúvo

Por 15 anos, Marcos Misturini e sua esposa, Ariel, viveram um lindo relacionamento. Os dois trabalharam juntos registrando a felicidades de outros casais durante seus casamentos, o que os deixou ainda mais próximos. No fim do ano passado, Ariel perdeu a batalha contra o câncer, e Marcos se apoiou nos frutos de seu amor para seguir em frente.

Maria Eduarda e Ana Laura

Marcos contou ao Hypeness que pensou em desistir da fotografia, mas que seus amigos deram força para ele continuar. O casal teve duas filhas, Maria Eduarda, 14 de anos, e Ana Laura, de 4. Se adaptando à nova rotina, Marcos decidiu registrar o dia a dia da filha mais nova através de suas lentes.

Ana Laura saindo para o primeiro dia de aula

Os registros emocionaram os familiares e amigos da família. “Estamos aqui para caminhar para a frente com o coração repleto de amor e gratidão, para continuar nosso propósito, nossa missão, que é espalhar o Amor onde passarmos”, escreve no primeiro post da série Um Dia na Vida.

Screen Shot 02-18-17 at 12.13 PM 001

As imagens são acompanhadas por descrições de momentos emocionantes, como o choro de Marcos ao deixar Ana Laura na escola para seu primeiro dia de aula em 2017 e a oração que a menina fez pedindo que Deus nunca deixasse seu pai ficar doente.

Ana Laura faz oração antes de dormir

Vale a pena acessar o blog que Marcos criou dentro de seu site para conferir o amor que transborda pelas fotografias de Ana Laura.

Screen Shot 02-18-17 at 12.13 PM

Screen Shot 02-18-17 at 12.15 PM 001

Screen Shot 02-18-17 at 12.14 PM 001

Screen Shot 02-18-17 at 12.15 PM 003

Screen Shot 02-18-17 at 12.17 PM 001

Screen Shot 02-18-17 at 12.17 PM

Screen Shot 02-18-17 at 12.18 PM

Todas as fotos © Marcos Misturini

Se você tem medo de altura, não veja essas fotos

Há algum tempo, muita gente se chocou com a notícia de que mais pessoas morriam fazendo selfies do que em ataques de tubarões. Mas, com a técnica certa, alguns fotógrafos são capazes de capturar fotografias extremas que prometem deixar qualquer um de cabelo em pé.

Nós separamos algumas das melhores imagens nesse sentido. A nossa única recomendação é que você feche logo essa página se tiver medo de altura, pois as fotografias são assustadoras.

Espia só:

altura1

altura2

altura3

Fotos © Alexander Remnev

altura6

altura7

altura8

Fotos © Pavlo Ushivets

altura9

altura10

altura11

Fotos © Angela Nikolau

altura4

altura5

Fotos acima e foto destaque © Vitaly Raskalov

altura12

altura13

altura14

Fotos © Vadim Makhorov

altura15

altura16

altura17

Fotos © Aleksandr Rusinov

altura18

altura19

altura20

Fotos © Kirill Oreshkin

Fotógrafa viaja até à Antártida pra mostrar como é viajar até um dos lugares mais remotos do planeta

A viagem da fotógrafa Karen Jacot para a Antártida foi um sonho que se tornou realidade. Quando ela finalmente alcançou a costa gelada, enfrentou temperaturas congelantes para explorar lugares históricos, brincar com pinguins e estar perto desta imponente beleza natural.

Sua viagem começou em Ushuaia, na Argentina, quando  embarcou num navio junto com o tio e o marido. Quando a embarcação atravessou o Círculo Antártico, todos os passageiros ficaram do lado de fora do barco e aplaudiram. “Eu chorei“, Jacot conta. O fato de estar ali olhando para a Antártida pela primeira vez foi um momento que jamais esquecerei”.

Ela participou de excursões na neve, escalou glaciares, fez amizade com pinguins e até enfrentou águas geladas para participar de um mergulho polar.

Veja os registros dessa viagem e inspire-se:

Foto 14

Foto 13

Foto 12

Foto 11

Foto 10

Foto 16

Foto 6

Foto 7

Foto 8

Foto 9

Foto 14

Foto 5

Foto 4

Foto 3

Foto 2

Foto 1

Todas as fotos © Karen Jacot

Por que este homem se isolou da sociedade com seu cachorro por 25 anos

 

25 anos pode parecer tempo demais para se dedicar a um projeto – e conseguimos até imaginar que muita gente que está lendo esse post ainda não completou seu primeiro quarto de século – mas, quando se tem uma paixão, o tempo passa voando. Aos 67 anos, o artista americano Ra Paulette é a prova disso.

Ele ficou conhecido após passar 25 anos praticamente isolado da sociedade, na companhia de seu cachorro. Mas se engana quem pensa que ele ficou esse tempo inteiro sem se dedicar a nada: durante o período, Ra Paulette se manteve sempre em atividade esculpindo os arenitos em meio ao deserto, no México, para criar cavernas fantásticas, que são verdadeiras obras de arte.

Apesar de nunca ter estudado arquitetura, engenharia ou escultura, ele já esculpiu um total aproximado de 12 cavernas, grande parte delas a pedido de residentes da região. Recentemente, um documentarista descobriu o trabalho do artista e passou três anos acompanhando suas criações, o que deu origem ao documentário Cavedigger e alavancou o trabalho de Ra Paulette a outro patamar. Hoje, algumas de suas cavernas estão à venda por quase US$ 1 milhão.

Dá o play para conhecer sobre o trabalho do artista:

caverna1

caverna2

caverna3

caverna5

caverna7

caverna8

caverna9

caverna10

Todas as fotos © Ra Paulette