O que algas bioluminescentes fizeram com o mar da Tasmânia é pura inspiração

As águas ao longo da costa noroeste da Tasmânia assumiram uma estranha aparência brilhante nos últimos dias. Fotografias tiradas na região mostram a água na cor bioluminescente devido ao Noctiluca scintillans, um plâncton minúsculo que emite uma luz azul diante de alguma situação de perigo.

17265826_307258186357426_9084272176579739648_n (1)
@leannemarshall

O fenômeno, que é melhor visto em águas calmas e quentes, funciona como um grande mecanismo de defesa já que estes plânctons se ‘acendem’ para assustar predadores.

17268177_1302287799854121_5053035212791873536_n (1)
@leannemarshall

Também chamada de “brilho do mar”, a Noctiluca scintillans utiliza sua bioluminescência não apenas para se proteger, mas também acaba funcionando como um tipo de ‘esponja’ que consome tudo o que estás a seu redor, o que pode ser muito nocivo para o ecossistema.

17267858_799179186898870_2687200929316339712_n
@leannemarshall

As algas não são tóxicas, mas existem casos de pessoas que tiveram algumas irritações na pele com o contato.

De qualquer forma é impossível negar o óbvio: é absurdamente lindo ver o mar com esse brilho!

Anúncios

3 comentários

  1. Pingback: O que algas bioluminescentes fizeram com o mar da Tasmânia é pura inspiração – A luz de bons preceitos humanos, refletirá um estado de equilíbrio harmônico com tudo que vemos e com o que não vemos .Apenas sentimos.

  2. Pingback: Alga Luz – Um canceriano sem lar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s