Um ‘navio fantasma’ foi encontrado no Maranhão e o que se sabe até agora sobre ele é totalmente instigante

Uma embarcação de cerca de 20 metros de comprimento, sem registros identificados, amanhece misteriosamente em uma praia distante e deserta, arrastado pela maré até encalhar na areia. O barco é encontrado por pescadores, e dentro, objetos revirados, vidros, janelas e portas quebradas, equipamentos destruídos e nada mais: nenhum membro da tripulação foi encontrado. Essa incrível história parece o enredo de um filme de suspense ou de um livro de detetive, mas aconteceu esta semana em uma praia do município de Cedral, no litoral maranhense.

Baraka1

O município fica a 193 km de São Luís, e a marinha brasileira está investigando a origem e o que teria acontecido com o navio-fantasma que subitamente atracou na praia de Sassoitá, em Cedral.

Baraka5

O nome do barco, “Baraka”, e o número de registro escrito na parte externa da cabine são o ponto de partida da investigação, assim como dois documentos de supostos tripulantes chineses, encontrados dentro do barco. O problema é que até agora não foi encontrado nenhum tipo de registro de desaparecimento de um barco com essas características.

Além dos documentos, foram encontradas dentro da embarcação embalagens de produtos de diversas partes do mundo como Serra Leoa, Senegal e Malásia, além de anotações em folhas de caderno datadas de 2015. As primeiras informações indicam que o barco seria de origem japonesa, mas nada ainda parece confirmado.

Baraka2

Baraka7

Um dos documentos encontrados no interior do navio

São muitos os mistérios que envolvem o “Baraka” e sua chegada à costa brasileira, mas moradores da região garantem que a depredação no interior do barco aconteceu por conta de saques constantes que passaram a ocorrer assim que a embarcação foi descoberta no Maranhão. Seja como for, as condições gerais do próprio barco indicam que ele estaria à deriva há bastante tempo.

Baraka4

Segundo informações, principalmente de matéria publicada pelo G1, a marinha estaria descolando o navio-fantasma maranhense para a capital São Luís, a fim de dar continuidade às investigações. A população local, no entanto, segue sua própria investigação, assim como a internet, desde que o barco apareceu. Alguns acham que o “Baraka” teria sido atacado por piratas; outros acreditam se tratar de uma fuga, ou de um barco de contrabando; há até quem pense se tratar de um navio-fantasma de fato, mal assombrado e pilotado por espíritos marítimos.

Baraka3

A verdade ainda permanece escondida, encalhada em algum detalhe dessa história, feito um tesouro a ser desenterrado, que pode subitamente surgir com a próxima maré.

© fotos: reprodução fonte

As fotos desse blog de street style no Irã são um tratado contra as ideias pré-definidas e os estereótipos

04

No dia 1º de fevereiro é celebrado o Dia Mundial do Hijab. A data passou a ser comemorada em 2013 a fim educar o mundo sobre o que representar usar um hijab. Mais importante ainda, este dia é celebrado com o objetivo de proteger o direito de usar o véu, sem ser forçado ou proibido.

Tem havido muita controvérsia em relação ao direito hijab no Irã. A mídia costuma retratar as mulheres do país como pessoas tristes e fragilizadas e, enquanto em alguns casos isso até pode ser verdade, definitivamente esta descrição não define todas as mulheres iranianas.

Para contestar este estereótipo, um blog chamado The Tehran Times mostra fotos incríveis de mulheres usando o véu. Todas as imagens poderiam fazer parte de um editorial de qualquer revista fashionista.


01

02

03

04

05

06

07

08

09

010

011

012

013

014

015

Todas as fotos © The Tehran Times  fonte

Conheça Maud Wagner, a primeira mulher tatuadora dos EUA

A norte-americana Maud Wagner, nascida em 1877 em Lyon, no Kansas, foi a primeira tatuadora mulher dos Estados Unidos de que se tem conhecimento. Antes de começar a trabalhar com este tipo de arte, Maud era artista de circo, e viajava o país com diversos espetáculos.

E foi em 1904, durante uma dessas viagens, que ela conheceu Gus Wagner, um tatuador com aproximadamente 300 tatuagens espalhadas pelo corpo. Ele se encantou com Maud e, ao chamá-la para sair, a jovem disse que só toparia se ele a ensinasse a tatuar.

maud1

wagners3

Maud-Wagner-family-1

Eles se casaram anos mais tarde, e tiveram uma filha, Lovetta Wagner, que seguiu os passos dos pais e começou a tatuar com apenas 9 anos de idade. A técnica usada por Maud e Gus era a tradicional “handpoked”, onde o desenho é criado de maneira totalmente artesanal, sem o uso de máquinas.

Eles foram os últimos tatuadores a trabalharem com esse tipo de técnica no país, sendo que Gus foi também o primeiro tatuador a utilizar uma máquina elétrica. Maud faleceu em 1961 em Oklahoma, e Lovetta acabou se tornando uma reconhecida tatuadora, sendo que sua última tatuagem, em 1983, foi no famoso artista da Sailor Jerry, Don Ed Hardy.

lotteva-wagner-1

Maud

Imagens © Divulgação fonte

Você pode tirar férias neste incrível castelo inspirado em A Bela e a Fera

O remake A Bela e a Fera foi, sem dúvidas, um dos lançamento mais aguardados do ano. Com 350 milhões de dólares arrecadados mundialmente no fim de semana de estreia, o filme de Bill Condon contou com números hiperbólicos, como a equipe de mil funcionários responsáveis pela arte do longa.

E se você ficou encantado com o castelo do filme, saiba que existe um na vida real. E tem mais, você pode se hospedar lá. O “Beast’s Castle” fica em uma floresta no interior da França, e sua decoração foi totalmente inspirada na popular história da Disney.

pad_738_527_Beasts-Castle-Vendee-Charente-Olivers-Travels-2 pad_738_527_Beasts-Castle-Vendee-Charente-Olivers-Travels-8 pad_738_527_Beasts-Castle-Vendee-Charente-Olivers-Travels-14

O local, com 4 andares, é extremamente grande, e conta com cinco quartos impressionantes – apesar de nenhum deles vir com o guarda-roupa falante. Há ainda uma piscina “majestosa”, um tradicional jardim francês e uma biblioteca espetacular, assim como no clássico da Disney. E claro que o salão de baile não poderia ficar de fora. Nele, é possível recriar a tradicional cena da dança da Bela com a Fera com o seu par. Já pensou?!

A Oliver’s Travels, empresa por trás desse sonho, disse em seu site que, o castelo “peculiar, gótico e nada convencional”, ainda dispõe de uma equipe especialmente treinada para tornar sua estadia ainda mais mágica. Alguém ainda duvida disso?!

beasts-castle4cover-beast-1490733801865pad_738_527_Beasts-Castle-Vendee-Charente-Olivers-Travels-9 pad_738_527_Beasts-Castle-Vendee-Charente-Olivers-Travels-5 pad_738_527_Beasts-Castle-Vendee-Charente-Olivers-Travels-7 pad_738_527_Beasts-Castle-Vendee-Charente-Olivers-Travels-6 pad_738_527_Beasts-Castle-Vendee-Charente-Olivers-Travels-1

Imagens © Reprodução Oliver’s Travels fonte

Projeto convida 96 artistas para retratar os 96 distritos de São Paulo

São Paulo é mesmo gigante: a megalópole é composta por mais de 400 bairros, divididos entre 96 distritos. Uma cidade tão grande dá origem à diversidade cultural, e, para mostrar como a arte se manifesta de vários formas ao redor da capital paulista, um projeto convidou 96 artistas para retratarem suas regiões.

Estamos falando do Entrelinhas Urbanas, que está prestes a virar livro, editado pela Sê-lo, e exposição, que será aberta na Praça das Artes, no centro, no dia 6 de abril. A pré-venda do livro está sendo feita através do site da editora, e a equipe recomenda que os interessados se apressem, pois a tiragem é pequena.

Mariana Jorge, designer e idealizadora do projeto, acha que conversou com mais de mil pessoas até fechar o time que mapearia São Paulo através da arte. Mariana considera o Entrelinhas Urbanas importante para apresentar a diversidade cultural e geográfica, já que muita gente nem faz ideia de que haja tantos distritos.

Confira o vídeo de divulgação do projeto e algumas das imagens que fazem parte do livro e da exposição:

entrelinhas

17458335_144424096083438_234074381814522274_n

17457954_145775645948283_3673501337232202251_n

17426303_143345472857967_8373146982337794201_n

17362878_141662496359598_82139001052560082_n

centro

zona-sul

zona-norte

17626506_148007465725101_1912028021714782033_n

17553950_148008469058334_7065704389555598425_n

17499379_148601795665668_7698266245874397395_n

Imagens via Entrelinhas Urbanas   fonte