Ela pintou quadros inspirados em contos de fadas para retratar sua jornada rumo ao veganismo

Para a artista neozelandesa Lynda Bell, tornar-se vegana foi como de fato um renascimento. Quando foi chamada para participar de uma exposição tendo “Renascer” como tema, ela imediatamente pensou no que sente como sendo uma hipótese de renascimento para o mundo como um lugar melhor – e sua trajetória rumo ao veganismo lhe pareceu apropriada para apontar a necessidade que sente como urgente da humanidade deixar de comer animais e seus derivados.

Lynda então misturou seu próprio caminho para se tornar vegana com a mitologia e o simbolismo das grandes histórias infantis – que quase sempre também oferecem a ideia de renascimento como um dos motes gerais e principais. Lembrando do quanto a relação das crianças costuma ser próxima e afetuosa para com animais, ela criou uma série de quadros que oferece suas esperanças para fazer do mundo um lugar melhor, para seres humanos e animais, na vida real, e não só na fantasia dos contos de fada.

Beijo despertador (inspirado em O Príncipe Sapo)

LBell3

Mingau para dois (inspirado em Cachinhos Dourados e os Três Ursos)

LBell2

Amigos de penas

LBell1

Dormindo plenamente (inspirado em A Bela Adormecida)

LBell4

Criaturas da infância

LBell7

Mundo das Maravilhas (inspirado em Alice no País das Maravilhas)

LBell5

A Mãe (inspirado na lenda da deusa Gaia)

LBell8

A Guardiã (inspirado na personagem Branca de Neve)

LBell6

© imagens: Lynda Bell fonte: via

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s