Saiba como fazer sua espiral de ervas, um ótimo primeiro passo para entender a permacultura

As diversas possibilidades de recepção de luz, água e nutrientes por plantas distribuídas sobre uma estrutura em formato espiralado tornam essas espirais de plantas uma excelente maneira para começar a entender a permacultura – um jeito especial de cultivar plantas. Como no topo da espiral há maior exposição ao sol e, ao mesmo tempo, um local mais seco – pois a água acaba drenada para baixo – enquanto na parte inferior, a terra se torna mais úmida e menos iluminada, essas diferenças são aplicadas para decidir que planta deve ir aonde, permitindo assim que plantas diversas sejam cultivadas juntas.

Espiral3

Para Bill Mollison, o ecologista australiano que, junto de seu colega David Holmgren cunhou o termo “permacultura”, trata-se de “uma filosofia de trabalhar com, e não contra a natureza; de observação prolongada e pensativa em vez de trabalho prolongado e impensado, e de olhar para plantas e animais em todas as suas funções, em vez de tratar qualquer área como um sistema único.”

Espiral4

As paredes da espiral podem ser feitas de diversos materiais, como pedras, tijos ou bambus, mas é recomendado que a estrutura seja elevada em um local plano e ensolarado. Recomenda-se também que o raio da espiral não seja enorme, para que se possa alcançar suas diversas plantas com facilidade. Entre 1 metro e 1,60 metros, com mais 60cm ao redor para circulação é um tamanho ideal.

Espiral2

Depois de levantar a espiral até a altura desejada, a estrutura deve ser preenchida com terra com boa capacidade de drenagem e adubação. Depois de preenchida, é só plantar as espécies, respeitando as preferências de cada planta para cada local da espiral.

Espiral1

No alto, em solo seco e sol intenso, plantas como alho, pimentas, boldo, alecrim, sálvia, manjericão e cebolinha; ao meio da espiral, com certa sombra e solo levemente úmido, plantas como capim limão, manjerona, camomila e losna; embaixo, com sombra mais intensa e solo úmido, gengibre, coentro, melissa, poejo e hortelã são exemplos de plantas recomendadas. Depois é só seguir os conselhos da permacultura, e observar a reação e o comportamento das plantas dentro da espiral – e desfrutar não só das produções, mas de uma interação rica e interessante com a natureza.

© fotos: reprodução;fonte: via

Anúncios

Estas são algumas das fontes mais incríveis do mundo

Algumas fontes pelo mundo são tão bonitas que se tornaram pontos turísticos como a badalada Fontana di Trevi, em Roma, e da suntuosa fonte Bellagio, em Las Vegas. Embora não haja dúvidas de que sejam mesmo espetaculares, elas representam apenas uma pequena porcentagem das fontes incríveis que podem ser encontradas no mundo.

Da China ao Peru, esta lista mostra algumas das fontes mais peculiares, inteligentes e bonitas que existem por aí. Alguns giram, outras acendem se acendem e outras parecem desafiar a gravidade. Mas uma coisa que todos têm em comum é que são realmente bonitas.

Confira:

Valência – Espanha

01_valencia

Localizada em Playa de la Malvarrosa em Valência, Espanha, e conhecida simplesmente como Fonte de Barco de Água (ou Fuente del Barco de Água, em espanhol), esta fonte escultural dá a ilusão de um veleiro feito com jatos de água. Há também outras fontes de barco aquático em Portugal e Israel.

Cádis, Espanha

02

Esta “torneira mágica” pode ser encontrada na Aqualand em Cádis, na Espanha. À primeira vista, parece que a torneira está levitando, mas, após uma inspeção mais próxima, você descobrirá que existe um cachimbo escondido no fluxo de água que está segurando toda a estrutura.

Osaka, Japão

03

Nada pode descrever o quão fascinante é esta fonte de água na estação da cidade de Osaka no Japão. A atração consiste em uma grande fonte de água retangular que exibe um relógio digital, mudando para padrões florais e outras formas caindo na parede em colapso com a água. Projetado pela empresa local Koei Industry, a fonte funciona usando uma impressora digitalmente controlada que expulsa gotas de água em padrões cuidadosamente controlados para reproduzir imagens armazenadas em um PC. As gotas de água são iluminadas por luzes.

Sunderland, Reino Unido

04

Charybdis foi criado pelo escultor da água William Pye em 2000 para o luxuoso Seaham Hotel and Spa, perto de Sunderland, no norte da Inglaterra. Charybdis é o nome de uma sirene mencionada na Odisséia de Homero, que foi atingida por um raio de Zeus que a transformou em uma banheira de hidromassagem como severa punição por roubar um boi de Hércules. Pye, mais tarde, construiu esculturas similares influenciadas pela história em Omã e Campinas, São Paulo.

Texas, EUA

05

Mustangs em Las Colinas é uma escultura de bronze de Robert Glen, que decora Williams Square em Las Colinas, em Irving, no Texas. É dito ser a maior escultura equestre do mundo. A escultura comemora os mustang selvagens que eram historicamente importantes habitantes de grande parte do Texas. Ele retrata um grupo que atravessa a água em curso, com fontes que dão o efeito da água salpicada pelos cascos dos animais. Os cavalos representam a iniciativa e estilo de vida sem restrições que foram fundamentais para o estado em seus dias pioneiros. O trabalho foi encomendado em 1976 e instalado em 1984.

Seul, Coreia do Sul

06

The Moonlight Rainbow Fountain é a fonte de ponte mais longa do mundo. A ponte possui 38 bombas de água e 380 bicos de cada lado, que desenham 190 toneladas de água por minuto do rio a 20 metros abaixo do convés e dispara até 43 metros na horizontal.

Wattens, Áustria

07

O Swarovski Crystal Worlds (Swarovski Kristallwelten) é um museu, localizado em Wattens, na Áustria. O museu foi construído em 1995 em comemoração ao 100º aniversário da empresa austríaca de cristal Swarovski. O Crystal Worlds Center possui uma cabeça coberta de grama, cuja boca é uma fonte.

Osaka, Japão

08

The Nine Floating Fountains é a criação de artistas e paisagistas para a Exposição Mundial realizada em Osaka, Japão, em 1970. Essas fontes incríveis parecem estar voando, e mesmo que tenham sido construídas há mais de 40 anos, ainda são tão fascinantes como eram na época.

Dubai, Emirados Árabes

09

Este incrível recurso de água de 24 metros de altura fica no Dubai Mall nos Emirados Árabes Unidos. Adornada com esculturas de mergulhadores em fibra de vidro, atravessa todos os quatro níveis do recinto de compras. A fonte foi projetada pela DPA Architects, com sede em Cingapura, e foi inaugurada em 2009.

Todas as imagens: Reprodução ;fonte: via

Projeto destaca as mulheres fotógrafas que estão documentando nosso mundo

Apenas 15% das fotos que concorreram aos prêmios World Press Photo foram feitas por mulheres nos últimos cinco anos. Os dados são do New York Times e escancaram o abismo de desigualdade de gênero que ainda vivem as mulheres que escolhem a fotografia como profissão. Uma delas, porém, decidiu fazer mais para avançar nesse sentido, criando um banco de dados de mulheres fotógrafas em diversas regiões do mundo.

O Women Photograph foi criado pela fotógrafa documental Daniella Zalcman para promover o trabalho de 400 fotojornalistas de 67 países – mulheres, transgêneros e sem conformidade de gênero estão incluídas na iniciativa. A ideia é que o site sirva como uma ponte entre as profissionais e pessoas que precisem contratá-las.

Se a princípio isso não irá resolver o problema da desigualdade de gênero no ambiente profissional sozinho, ao menos o projeto evitará que uma publicação possa justificar a ausência de fotojornalistas mulheres para realizar a cobertura de uma notícia. No diretório, há mulheres de países como Arábia Saudita, Estados Unidos, Suécia, Quênia, México, entre outros. Há também algumas fotógrafas que atuam no Brasil.

O trabalho de algumas destas mulheres pode ser conferido abaixo, enquanto suas informações completas, incluindo site, localização e contatos podem ser encontradas no Women Photograph.

CA2.TIF

Foto © Laura Pannack

Cholera in Haiti

Foto © Meridith Kohut

foto3

Foto © Maria Arréllaga

Foto © Yagazie Emezi

Foto © Rebecca Conway

foto6

Foto © Lujan Agusti;fonte: via

A impressionante carta da esposa de Aldous Huxley após injetar LSD no marido em seu leito de morte

O escritor inglês Aldous Huxley não foi somente um desbravador da literatura, mas também da consciência humana. Autor de clássicos imortais como Admiravel Mundo Novo e As Portas da Percepção, Huxley explorou o uso de alucinógenos como a mescalina, o LSD e outros psicodélicos a fim de expandir a consciência e descobrir, através da abertura justo das portas da percepção, novos horizontes do pensamento humano. A experiência com drogas psicodélicas foi tão importante para Huxley, que o autor planejou deixar a vida em uma viagem de LSD – e, com a ajuda de sua mulher, assim o fez.

AHuxley5

Laura e Aldous Huxley

Aldou Huxley morreu em novembro de 1963 – curiosamente no mesmo dia em que o presidente dos EUA John Kennedy foi assassinado – depois de três anos de luta contra um câncer e, após o diagnóstico derradeiro de um médico, horas antes de sua morte, conforme seu pedido, sua mulher, Laura, lhe injetou diversas doses de LSD. Em uma impressionante carta endereçada ao irmão de Huxley, Laura conta em detalhes como se deu a morte de um dos grandes autores do século XX, sob o efeito do ácido.

AHuxley1

O jovem Huxley

“Eu fui avisada de que pela manhã ele poderia ter convulsões perturbadoras, próximo ao fim, ou algum tipo de contração pulmonar, com ruídos. As pessoas tentaram me preparar para reações físicas horríveis que ocorreriam. Nada disso aconteceu, na realidade o cessar da respiração não foi em nada dramático, pois aconteceu tão lentamente, tão gentilmente, como uma peça musical simplesmente encerrando em um sempre piu piano dolcement”, ela escreveu. “As cinco pessoas presentes na sala disseram que foi a mais serena e bonita morte. Ambos os médicos e a enfermeira disseram jamais ter visto alguém em tais condições físicas ir embora tão completamente sem dor ou sofrimento”, escreveu Laura Huxley.

Mais adiante, na carta, ela descreve o último momento em que Aldous reagiu às suas palavras, no qual ela passou a incentiva-lo que deixasse a vida com calma e sem dor. “‘Vá, vá, deixe ir, querido; pra frente e adiante. Vá na direção da luz. Por vontade própria e consciente você está indo, e está indo de forma linda. Está fazendo isso com tanta beleza – indo na direção de um amor maior. É tão gracioso e lindo. Leve e livre. Você está indo na direção de algo melhor, de um amor maior’, eu disse a ele, bem perto de seu ouvido. Então perguntei se ele estava me ouvindo, e ele apertou a minha mão. Algum tempo depois ele me pediu que não mais fizesse perguntas, que estava tudo bem”.

AHuxley3

Por fim, ela comenta sobre a sensação que pairou sobre todos, de que havia sido uma morte especialmente tranquila e bonita. “Nunca saberemos se tudo isso foi uma autossugestão nossa, ou se foi real, mas certamente todos os sinais e nossos sentimentos internos deram a indicação de que foi lindo, pacífico e leve”.

AHuxley4

Aldous Huxley morreu aos 69 anos em sua casa, em Los Angeles, da forma que quis – o que parece ser realmente uma saída bonita para a própria vida. A carta na integra, em inglês, está nesse link – e pode ser ouvida, também em inglês, no vídeo abaixo, lida pela própria Laura.

© fotos: divulgação;fonte: via