Casal embarca em aventura cheia de amor: fazer sua foto de casamento em 11 países diferentes

Logo após se casarem, o fotógrafo malaio Keow Wee Loong e sua esposa Marta Sibielak, da Polônia, partiram em uma aventura pelo mundo, em busca de criar o álbum de casamento mais legal do mundo.

Eles decidiram visitar 11 países para fazer fotos com seus trajes de noivos. A viagem, que durou três meses, passou pela Noruega, Indonésia, Japão, Itália, Inglaterra, Áustria, Alemanha, Polônia, Malásia, Suécia e Dinamarca e, segundo o casal, saiu por pouco mais de mil dólares.

“A noiva que fazia a sua própria maquiagem, e os equipamentos pesados foram carregados por nós durante toda a viagem. Uma das fotos foi no topo de uma montanha com temperaturas congelantes“, disse Keow. Apesar do sacrifício, o resultado valeu a pena, confira:

Kjeragbolten, Noruega

Ponte de Westminister, Londres, Reino Unido

Angelholm, Suécia

Varsóvia, Polônia

Monte Tabur, Malásia

Trolltunga, Noruega

Veneza, Itália

Monte Fuji, Japão

Mehlweg, Alemanha

Riesenbichl, Alemanha

Copenhaga, Dinamarca

Viena, Áustria

Monte Sinabung, Indonésia

Todas as fotos © Keow Wee Loong fonte:via

Este estádio na Noruega é a coisa mais surreal que você já viu

O pequeno vilarejo de Henningsvaer, na Noruega, tem menos de 500 habitantes, e sua principal fonte de renda vem da pesca. Curiosamente, mesmo sem nenhum time oficial de futebol, é lá que fica um dos estádios mais inusitados do mundo, o Henningsvaer Stadion.

Localizado bem no meio da uma ilha, o estádio foi construído entre montanhas e o mar, e a sua vista é nada menos do que sensacional. Ele conta ainda com arquibancada, geradores e estacionamento, e as estruturas ao seu redor servem de suporte para a secagem do bacalhau.

Como a população local é bastante reduzida, provavelmente não deve ser difícil conseguir uma vaga para aquela pelada com os amigos. O difícil deve ser se concentrar no jogo, com uma vista tão bonita ao redor.

henningsvær-idrettslag-stadion-noruega_006

henningsvr-stadion-22

henningsvær-idrettslag-stadion-noruega_004

henningsvr-stadion-46

Imagens © Divulgação fonte:via

Uma menina de 5 anos está chamando a atenção por suas pinturas dignas das paredes de uma galeria

Não há uma medida justa e verdadeira para se afirmar ou derrubar a qualidade de um trabalho artístico – o que há sempre é somente uma opinião subjetiva, por mais especializada que ela seja. Para além do nome, a origem, o status ou mesmo a idade do artista, o que importa é a obra – a não ser quando se trata de uma pintora como a australiana Cassandra Gee.

Não é que Cassandra e suas pinturas realmente precisem de uma desculpa ou de um tratamento especial, mas é impossível não levar em consideração, diante da qualidade de seu trabalho, o fato dela ter somente 5 anos de idade.

Cassandra pinta desde os 3 anos de idade. A diferença dela para outras crianças que também gostam de espalhar tintas sobre uma tela é que, enquanto a maioria simplesmente o faz pelo prazer de sujar as mãos, ela realmente cria obras que poderiam estar nas paredes de uma galeria.

Não por acaso, desde que começou a pintar seus quadros vêm sendo vendidos online.

Alguns poderiam dizer se tratar de trabalhos ingênuos, abstrações banais ou mero entretenimento juvenil, outros já a chamam de pequena gênia – mas o próprio fato de termos de nos debruçar criticamente sobre a “obra” de Cassandra, seja como for já denota sua especialidade – ela tem 5 anos, afinal, e trabalha com técnica própria para resultados surpreendentes, como mostra o vídeo abaixo.

Seja como for, a verdade é que a pintura de Cassandra impressiona, cheia de estilo, e o futuro se abre pra ela como uma das galáxias que ela pinta – cheio de cores, possibilidades, leituras e camadas.

© fotos: Reprodução;fonte:via

Fotos mostram a brilhante transformação da Times Square em um lugar feito para pedestres

A famosa Times Square, aquele cruzamento repleto de luminosos em Nova York que os turistas adoram, teve sua área para pedestres duplicada. Agora, o que anteriormente costumava ter congestionamentos de veículos foi transformado em um espaço para mais pessoas ainda no coração de Manhattan. Apelidado de “encruzilhada do mundo”, o local atrai 45 milhões de visitantes por ano, tornando-o o destino mais visitado nos Estados Unidos.

Dez bancos de granito de 15 metros foram instalados ao longo ao longo do espaço que engloba a praça pública. Além disso, novas infraestruturas de energia e transmissão foram incorporadas aos bancos. Isso elimina a necessidade de geradores de diesel, cabos de energia temporários e equipamentos de transmissão, todos os quais são necessários para os mais de 350 eventos públicos que acontecem na praça a cada ano.

Concebido como uma “sala ao ar livre”, a aplicação de concreto pré-moldado em dois acabamentos diferentes: liso e com pequenos discos de aço embutidos. Ambos refletem as luzes das publicidades espalhadas pelo local.

Entre as mudanças também está a reconfiguração urbana, que, de acordo com os arquitetos, reorganizou vários obstáculos mal posicionados ao longo da Times Square que atrapalhavam a circulação e sua harmonia como sinais de trânsito, latas de lixos e demais itens que se encontravam em excesso.

01

02

03

04

05

06

07

08

09

Todas as imagens © michael grimm fonte:via