O correio submerso onde você pode mandar postais a prova d’água

Lembra da última vez que você estava mergulhando e se lembrou de uma carta importante que precisava mandar urgente? Isso já aconteceu com todo mundo. Felizmente, se isso acontecer em um desses cinco lugares, não será um problema.

Mele, Vanuatu

01

A estação de correios subaquática ao largo da costa de Mele, na nação insular de Vanuatu, é uma das mais famosas do mundo. Foi estabelecida em 2003 e está localizada em 3 metros de profundidade. O escritório de correios oferece cartões especiais à prova d’água que os turistas podem colocar na caixa de postagem submersa com as próprias mãos ou pedir para os funcionários.

Num horário específico, um trabalhador postal mergulha na caixa postal, pega os cartões postais da caixa postal, os imprime enquanto ainda está submerso e os envia. Em vez de tinta, que seria lavada em água, os cartões postais são impressos com um dispositivo de relevo especial.

Susami Bay, Japão

02

A pequena cidade pesqueira de Susami, na prefeitura de Wakayama, no Japão, tem a distinção de criar a primeira caixa de correio subaquática do mundo. Até a criação de outra caixa de correio subaquática na Malásia, a de Susami era a mais profunda do mundo, com profundidade de 10 metros.

Os mergulhadores compram cartões postais resistentes à água de uma loja local, escrevem mensagens com um marcador de tinta à base de óleo e os deixam cair em uma caixa postal velha e vermelha, situada sob a água. Uma vez a cada poucos dias, um funcionário da loja coleta os e-mails da caixa postal e leva-os ao escritório de correios local.

Todos os anos, a caixa postal recebe entre 1.000 e 1.500 peças de correio e 32 mil peças de correio foram postadas na caixa de correio subaquática desde a sua criação.

Pulau Layang-Layang, Malásia

03

O departamento postal de Malásia quebrou recordes em 2015 quando lançou um correio subaquático em Layang-Layang a uma profundidade de 40 metros abaixo do nível do mar.

Os cartões postais enviados a partir da caixa de correio subaquática são selados em sacolas de plástico impermeáveis, têm um carimbo postal especial e são carimbados com o logotipo do Livro de registros da Malásia.

Risor, Noruega

04

A estação de correios subaquática da cidade de Risor, na costa do sul da Noruega, é feita de um sino de mergulho e é a única estação de correios subaquática seca do mundo. O escritório de correios está localizado a uma profundidade de 4 metros ao lado de um cais. Os visitantes postam seus e-mails em uma caixa postal pelo cais, que são então esvaziados, selados em um saco estanque e levados para a estação de correios subaquática. Dentro do ambiente seco do escritório, o correio é carimbado e retornado à superfície, onde entra na circulação normal.

Bahamas

05

O escritório de correios “Sea Floor”, nas Bahamas, já não existe, mas foi o primeiro escritório de correios subaquático do mundo criado em 1939.

O escritório de correios submarino foi criado pelo fotógrafo norte-americano John Ernest Williamson (1881-1966), reconhecido como um dos pioneiros da fotografia submarina. Em 1912, Williamson projetou uma câmara com uma espessa janela de vidro que poderia ser abaixada para o fundo do mar. De dentro deste aparelho, que ele chamou de “Photosphere Williamson”, o fotógrafo conseguiu observar as criaturas submarinas e tirar fotografias.

Em 1939, a Expedição Submarina das Bahamas-Williamson para filmar no submarino foi iniciada. Para coletar publicidade sobre esta expedição, o escritório de correios do Sea Floor foi criado. O escritório de correios foi de curta duração; Fechou em 1941.

Em 1965, o departamento postal das Bahamas emitiu um conjunto de selos comemorando o escritório de correios do Sea Floor.

* Imagens: Reprodução/fonte:via

Ela fez um ensaio sensual vestida de T-Rex

Se tem uma pessoa que sabe sensualizar como ninguém é Nicole Stein. Ela decidiu que faria um ensaio sensual para presentear o futuro marido, Chris, antes de seu casamento, realizado no dia 1º de julho. Mas Nicole não estava interessada em um ensaio convencional…

A jovem decidiu se fantasiar de Tiranossauro Rex para as fotografias, capturadas pela Josh & Kissy Photography. Tanto para ela quanto para os fotógrafos, o maior desafio foi conter o riso durante o ensaio, que mostrou todo o potencial pré-histórico de sensualização de Nicole.

De acordo com o Buzzfeed, o marido riu bastante ao receber as imagens. E é bem fácil de entender o porquê.

Vem espiar esse ensaio.

Todas as fotos ©  Josh & Kissy Photography fonte:via

Fotos tiradas por Lewis Carroll mostram a menina que serviu de inspiração para ‘Alice no País das Maravilhas’

Nem todos sabem, mas a personagem Alice, do icônico Alice no País das Maravilhas, escrito em 1865 por Charles Lutwidge Dodgson sob o pseudônimo de Lewis Carroll, realmente existiu.

Ela era uma das filhas de Henry George Liddell, colega de Lewis na Christ Church College, onde lecionava matemática, e foi a grande inspiração da vida do escritor, não somente na literatura mas na fotografia também, outra paixão de Carroll.

Adaptação dos Estúdios Disney em 1951

Apesar das inúmeras polêmicas que envolvem a situação, já que Alice tinha apenas 10 anos e o autor revelou que não tinha interesses em mulheres mas que gostava de meninas, embora afirmar que o interesse se resumia unicamente a companhia delas, Lewis fotografou dezenas destas crianças, sendo a figura mais recorrente no seu trabalho fotográfico a pequena Alice.

Muitas das imagens já não existem mais, já que o artista exigiu que os pais das crianças queimassem as imagens após sua morte, vontade prontamente atendida, inclusive por Lorina Liddel, mãe de Alice. Hoje, se tem conhecimento de pouquíssimas fotografias feitas por Lewis. Confira algumas da garota Liddell abaixo:

Imagens © Divulgação National Portrait Gallery London/National Media Museum/fonte;via

Eles unem fotos de suas viagens em diferentes pontos do mundo e o resultado é mágico

Nos últimos dois anos, Chanel e Steve, um casal de ex-publicitários com dez anos de experiência, estiveram explorando o mundo. Eles visitaram 40 países e tiraram mais de 14 mil fotografias. Algumas eles compartilham no Instagram e outras acabaram se perdendo em meio às milhares de imagens no hard drive de seus notebooks.

Agora que chegaram em casa e puderam refletir sobre a aventura que viveram, também conseguiram tempo para examinar cada uma das fotografias que clicaram. Rapidamente começaram a notar algumas semelhanças entre paisagens vistas a milhares de quilômetros de distância. O resultado foi um belo projeto.

Abaixo está parte da coleção de imagens combinadas:

Sydney na Austrália e Bali na Indonésia

01

Bryce Canyon bos EUA e Dolomitas na Itália

02

Floresta na Noruega e floresta no Japão

03

Parque nacional de Banff no Canadá e Parque nacional de Tsitsikamma na África do Sul

04

Ponte da Torre de Londres e Ponte do Brooklyn em Nova York

05

Os Alpes na Áustria e o Drakensberg na África do Sul

06

Alberta no Canadá e Järpen na Suécia

07

Sossusvlei na Namíbia e Otago na Nova Zelândia

08

Nascer do Sol na Ilha de Vancouver no Canadá e o nascer do Sol na Ilha de Poros na Grécia

09

Verão na Islândia e inverno na Alemanha

010

* Imagens: @howfarfromhome / HFFH /fonte:via