Esta igreja na Catalunha virou uma verdadeira obra psicodélica

Quando foi convidado para pintar uma igreja de mais de mil anos no interior da Espanha, o artista Santi Moix relutou, e não aceitou de primeira. Foi preciso muita insistência e negociação com o governo e bispo local para que ele topasse o desafio.

Uma das exigências do artista para realizar o trabalho era de que lhe fosse concedida total licença artística, livre de obrigações conceituais à igreja ou ao estado. “Eu deixei claro que eu não iria pintar santos ou mártires”, contou ao NY Times.

E o resultado não poderia ser mais psicodélico, inusitado e incrível. Santi abusou de elementos da natureza como flores e animais, além de dar um toque especial ao trabalho com as cores vibrantes que foram utilizadas. A arte final levou 3 anos para ficar pronta, sendo que em alguns dias o artista passou mais de 15 horas pintando.

Nascido em Barcelona, Santi já teve seu trabalho exposto no Museu do Brooklyn e na Galeria M77 de Milão, além de realizar um trabalho na loja da Prada no badalado bairro Soho, de Nova York, com sua arte abstrata, colorida e repleta de flora e fauna.

Via © NY Times /fonte:via

Anúncios

Ela descobriu o paraíso dos gatos e foi até lá para ver com os próprios olhos

É possível afirmar que o mundo é dividido entre pessoas que amam gatos acima de tudo, e outras que não os suportam. Se você é do tipo de pessoa que gosta muito mais de gatos do que de seres humanos, e que tem certeza de que sua casa – e, em verdade, todo o planeta Terra – é na verdade a casa dos gatos e que nós somente atrapalhamos, talvez seu paraíso particular esteja em uma pequena ilha havaiana chamada Lanai.

 

Em Lanai há um verdadeiro santuário para os felinos, através de um programa para salvar e cuidar de gatos, que reúne quase 600 animais – que podem e devem ser visitados.

Uma usuária do site Bored Panda foi até a ilha especialmente para visitar os gatinhos – e registrou tudo.

Se você é do tipo que não gosta dos felinos, ter um gato à espreita para onde você olhar pode ser um pesadelo. Se você os ama, porém, é como uma visita ao paraíso na Terra.

© fotos: Bored Panda/fonte:via

Fotógrafo viaja há anos para registrar as mais belas bibliotecas do mundo

Quando viu despertar seu interesse pela fotografia, o alemão Reinhard Görner rapidamente apurou essa paixão na direção da fotografia de arquitetura – e há 40 anos que ele constrói sua carreira registrando em imagens os mais belos e intrigantes edifícios do mundo.

O fotógrafo – que também se especializou em registrar obras de arte – muitas vezes divide seu trabalho em séries, e desde 2008 que Reinhard vem trabalhando em uma coleção de fotos das mais belas bibliotecas que já visitou.

 

The Brain, Freie Universität. Berlim (2005)

A reunião de uma boa porção de livros em estantes já é impactante mesmo quando na casa de pessoas, com suas bibliotecas pessoais.

Quando reunidos em um prédio arquitetonicamente belo, e em quantidade colossal como nas bibliotecas, tal beleza se multiplica em proporção ao conhecimento e à importância que as bibliotecas possuem e oferecem.

Já são mais de 50 bibliotecas fotografadas por Reinhard, que as vê não só em seu sentido educacional, mas como uma obra de arte por si só.

St. Peter’s Abbey II. Áustria (2016) 

Palácio Nacional de Mafra I. Portugal (2016)

Open Space, Biblioteca da Cidade. Stuttgart (2014)

Library Hall, Upper Lusatian Library of Sciences. Görlitz (2015)

Biblioteca Jacob e Wilhelm Grimm. Berlim (2010)

Entrada da Biblioteca Joanina. Portugal (2015)

Biblioteca Duke Humfrey. Oxford (2017)

Catedral dos Livros. Manchester (2017)/fonte:via

Contra desperdício e desmatamento, startup alemã cria hambúrguer de larvas

De acordo com o documentário Cowspiracy, que tem produção do ator Leonardo DiCaprio, um hambúrguer de 114 gramas feito com carne bovina requer quase 2.500 litros de água para ser produzido. Isso é o equivalente a praticamente dois meses de banho.

Pouco se fala sobre, mas a indústria da carne tem um enorme impacto na saúde do planeta, com questões que envolvem desde a fome em países subdesenvolvidos até o desmatamento da Floresta Amazônica, por exemplo.

E para tentar ajudar a combater essa verdadeira epidemia, a empresa alemã Bugfoundation desenvolveu um hambúrguer onde a base é feita de larvas. Isso mesmo, de larvas. O Bux Burger, como é chamado, é feito de vermes e já está à venda na Holanda e na Bélgica.

Além de ser muito mais sustentável que hambúrgueres de carne, esse ingrediente peculiar também faz bem para a saúde, uma vez que é rico em proteína, vitaminas e minerais. E aí, você encararia essa iguaria?!

Imagens © Reprodução Facebook/fonte:via