Pacotes de cocaína no valor de US$ 53 milhões ficam emaranhados em pobre tartaruga marinha

A Guarda Costeira dos Estados Unidos resgatou uma pobre tartaruga-marinha que ficou enredada em pacotes de cocaína revestidos de plástico e amarrados com cordas.

As drogas tinham um valor de mercado de US$ 53 milhões (cerca de R$ 175,47 mi). Provavelmente, foram abandonadas por contrabandistas a partir de um barco, quando os bandidos notaram que a polícia americana estava por perto.

Resgate

A Guarda Costeira estava investigando uma região cheia de detritos quando encontrou a tartaruga, no último 19 de novembro.Os oficiais notaram que o animal estava emaranhado em 26 pacotes de cocaína, que juntos totalizavam 800 quilos. Em seguida, cortaram com cuidado as linhas enroladas em torno da tartaruga para liberá-la.

Eles também recuperaram mais 23 metros de corda para evitar que outros animais marinhos se enredassem no despejo dos contrabandistas.

Patrulha

A patrulha antidrogas estava há 68 dias no Pacífico oriental, atuando como parte da Operação Martillo, um esforço multinacional lançado em 2012 para combater o tráfico internacional de drogas nas rotas costeiras da América Central, quando se deparou com a tartaruga pega no meio do fogo cruzado.

A droga que quase matou o animal representou apenas uma parcela do que a equipe interceptou: 6.755 quilos de cocaína e 6 quilos de maconha.

Os patrulheiros também prenderam 24 suspeitos.

O problema das drogas – e dos animais marinhos

Segundo a Administração Federal de Controle de Drogas americana, o mercado de cocaína nos Estados Unidos está crescendo e essa tendência deve continuar no curto prazo, devido a um aumento do cultivo na Colômbia.Como a droga é geralmente transportada por via marítima da Colômbia, da Venezuela e da República Dominicana, a Guarda Costeira faz patrulhas regulares pelos mares americanos.

Em 2016, a polícia informou um aumento no contrabando de cocaína, obtendo um recorde de 188.700 quilos.Como se as tartarugas-marinhas já não estivessem ameaçadas o suficiente, esse é mais um risco para tais espécies vulneráveis. No início deste mês, a Universidade de Exeter anunciou os resultados de uma pesquisa global que descobriu que centenas de animais morrem todos os anos depois de ficarem emaranhados em poluição plástica no oceano.

fonte:[via][ScienceAlert]

Anúncios

Airbnb coloca praias brasileiras como tendência de viagens para 2018

O Airbnb divulgou uma lista com os destinos em maior tendência em viagens para 2018. O levantamento foi baseado em dados de reservas realizadas para o primeiro semestre do ano que chega em alguns dias.

Até agora, a movimentação mostra que os turistas estão optando por lugares cheios de natureza, praias e regiões onde acontecerão grandes eventos.

A lista destaca um crescimento na procura pelo Contro-Oeste dos Estados Unidos, onde estão os estados Dakota do Norte, Dakota do Sul, Illinois, Indiana, Iowa, Kansas, Michigan, Minnesota, Missouri, Nebraska, Ohio e Wisconsin.

Além disso, o litoral brasileiro e as regiões montanhosas do Reino Unido também se destacaram na pesquisa.

A maioria dos hóspedes está preferindo casas mais modernas e não tradicionais, além de haver uma grande preferência por hospedagens naturais.

O ranking das cidades turísticas mais populares não mudou, com os grandes centros em total destaque. Veja:

Tóquio
Paris
Osaka
Nova York
Londres
Roma
Orlando
Miami
Sydney
Lisboa

No Brasil, as cidades de Matinhos/PR (209%), Guarapari/ES (205%) e Ubatuba/SP (181%) apresentaram os crescimentos mais representativos. Rio e São Paulo continuam no topo da lista.

Fotos: Pixabay/fonte:via

Ancestral humano de 3,6 milhões de anos é revelado ao público

O crânio do Australopithecus prometheus, conhecido como “Pé Pequeno”, está em exibição agora.

A montagem do “Pé Pequeno”, o esqueleto hominídeo mais antigo já encontrado na África Austral, foi um esforço que demorou mais de 20 anos.Pela primeira vez, um esqueleto quase completo de 3,67 milhões de anos foi divulgado (em inglês) ao público.

Em 6 de dezembro, um fóssil de Australopithecus chamado “Pé Pequeno” foi exibido no Hominin Vault no Instituto de Estudos Evolutivos da Universidade do Witwatersrand em Joanesburgo, África do Sul. Os restos mortais foram limpos e reconstruídos para revelar um esqueleto que contém mais de 90 por cento de seus ossos intactos, exceto por partes de seus pés, pélvis e patelas (em inglês).

“Ele tem várias primeiras vezes,” Ron Clarke, um paleoantropólogo que contribuiu com a descoberta, conta a Eyewitness News.”É o primeiro esqueleto adulto completo, é o primeiro esqueleto que tem um braço completo, e uma perna completa em um indivíduo que pode ser comparado, e é o mais antigo na África Austral”.

Pé Pequeno foi investigado extensivamente desde que Clarke encontrou quatro de seus fragmentos de pé enquanto cavava uma caixa de ossos animais nas Grutas de Sterkfontein, na África do Sul, em 1994, e enviou outros pesquisadores para lá em julho de 1997 para procurar pistas. A partir disso, os pesquisadores trabalharam arduamente para escavar e preparar os fósseis para sua exibição atual.

Clarke, juntamente a outros especialistas internacionais, em breve, lançará mais de 25 artigos científicos sobre a pesquisa. Os resultados deverão ser publicados no próximo ano.

Esqueletos fossilizados são uma descoberta rara, e esqueletos completos são praticamente inéditos. Com sua datação de quase 4 milhões de anos, Pé Pequeno rivaliza com Lucy, que é o esqueleto mais conhecido, da África Oriental. Lucy tem cerca de 3,2 milhões de anos, está 40% completa e não tem a cabeça. “Esta é uma das mais notáveis descobertas fósseis feitas na história da pesquisa de origens humanas”, afirma Clarke em um comunicado para imprensa. “E é um privilégio revelar hoje a descoberta dessa importância”.

Fonte:via

O cardápio deste restaurante japonês é todo inspirado em personagens de Dragon Ball Z

Se você ainda não tinha razões suficientes para ir ao Japão, eis aqui algo que pode finalmente atraí-lo ao pais – um Dragon Ball Cafe & Diner em Osaka. O lugar convida você a mergulhar no mundo do Dragon Ball Z e a “comer como o Goku!”

Dedicado ao trabalho de Akira Toriyama, o restaurante serve um impressionante menu temático contendo itens como bolinhos de Kuririn, sopa de ramen de Oolong, frango de limão Vegeta, salada Piccolo e assim por diante.

O café ficará aberto até o dia 31 de janeiro e contém muitas surpresas, incluindo produtos Dragon Ball Z. Confira mais fotos abaixo e siga o estabelecimento no Instagram.

 

Imagens: Reprodução/fonte:via