A maravilhosa releitura de ‘A Bela e a Fera’ criada por esta artista ucraniana

A fotógrafa ucraniana Chervona Vorona gosta de se inspirar em contos de fadas para criar seus ensaios. Príncipes, princesas e castelos são frequentes nos trabalhos da artista, mas agora ela se superou.

Sua última obra, uma releitura do clássico A Bela e a Fera, é de fazer o queixo cair. Com experiência como figurinista antes de ingressar na fotografia, ela mesma produziu a Fera, a partir de espuma e papel machê, e o vestido da Bela, criado a partir de um vestido de noiva antigo. Parece mesmo de um mundo mágico!

A ucraniana também publicou um vídeo para mostrar um pouco do processo de produção do boneco:

Para acompanhar o trabalho de Chervona, siga-a no Facebook, Instagram ou Tumblr!

 

Imagens © Chervona Vorona /fonte:via

Artista cria retratos surrealistas para tentar ilustrar os mistérios da mente

Para lidar com a própria melancolia, o indiano Pulkit Kamal, ou Polka, passou a criar obras de arte surreais e idílicas a partir de imagens encontradas na internet sob a licença Creative Commons.

Foi assim que ele descobriu um novo talento, que se tornou um hobby diário que ele pretende transformar em profissão. Usando o Photoshop, o designer gráfico manipula as fotografias em busca de novas formas de expressar o que passa por sua mente.

Cada uma de suas obras, algumas mais enigmáticas que as outras, pode impactar quem as observa de uma maneira diferente. Afinal, cada mente com seus próprios mistérios.

Gostou? Siga o artista no Facebook ou Instagram para ver mais!

 

Imagens por Polka /fonte:via

O adolescente em situação de rua que se tornou um reconhecido fotógrafo de casamento

Boa parte da vida de Carsten Schertzer hoje se passa em festas de casamento bastante chiques, mas não foi sempre assim… Durante a adolescência, enquanto buscava um outro sonho, ele chegou a dormir em parques ou, na melhor das hipóteses, em sofás de amigos por não ter outra opção.

Sua relação com a fotografia começou quando ele tinha 11 anos e pegou numa câmera pela primeira vez. Apaixonado pela cultura do skate californiana, ele admirava os profissionais que se dedicavam a registrar toda aquela atmosfera em imagens.

Aos 16, Carsten decidiu largar a escola em busca do sonho de se tornar fotógrafo de skate. Foram dois anos entre bancos de parques da Califórnia e sofás de amigos até ele decidir que era o momento de mudar de foco.

O jovem se mudou para São Francisco e passou semanas vivendo em um carro e usando unidades da Starbucks como escritório enquanto tentava usar o portfólio do skate para convencer possíveis clientes que ele poderia fotografar casamentos. E deu certo.

Hoje com 24 anos, Carsten já viajou para 12 países em 4 continentes para fotografar casamentos, e diz, com orgulho, que tem o melhor emprego que poderia imaginar – ainda melhor do que o antigo sonho relacionado ao skate. Confira alguns de seus cliques!

 

Todas as fotos por Carsten Schertzer/fonte:via

Ela passou 4 meses criando corais de papel e o resultado é de cair o queixo

A talentosíssima artista francesa Mlle Hipolyte costuma dedicar seu tempo à ilustração e à direção de arte, mas são seus trabalhos com papel que mais nos chamaram atenção.

Ela é capaz de fazer incríveis obras inspiradas em aves e plantas, mas seu último trabalho, inspirado nos corais, atingiu um outro nível. Foram 4 meses em que ela se dedicou à obra, que tinha como um dos objetivos fazer com que ela aprimorasse sua técnica.

Com cortes 100% feitos à mão, Mlle também quis chamar atenção para a necessidade da proteção ambiental, por isso escolheu os corais, animais cuja ameaça de extinção pode causar um impacto tremendo à biodiversidade.

“Símbolo da fragilidade e de questionamentos sobre passado, presente futuro”, o trabalho incrível da francesa se tornou um quadro de 2 x 1 metros, mas cada pedaço é uma obra de arte em si.

Lindo, não é? Vale a pena acompanhar o trabalho da artista no Instagram ou no Facebook!

 

Arte por Mlle Hipolyte /fonte:via