Veja objetos estranhos que já enviaram para o espaço

 

 

Ficou impressionado com o recente lançamento do carro de Elon Musk no espaço? Pois saiba que a humanidade já lançou muitos objetos estranhos no espaço, embora não tão impressionantes quanto o Tesla roadster. Confira lista:

5. Um globo de discoteca gigante


A “Estrela para a humanidade” é basicamente um globo de discoteca de um metro e 10 kg formado por 75 painéis reflexivos que gira rapidamente, refletindo os raios solares de volta para a Terra. Ele orbita a Terra a cada 90 minutos e está visível de todos os pontos da Terra.

 

Você pode acompanhar a localização do globo aqui (clique em “track” no canto superior direito) para descobrir quando ele vai passar por sua região. Dependendo da trajetória da Estrela para a Humanidade, pode levar meses para que esteja claramente visível de onde você está. A próxima vez que ele estará visível na região de São Paulo, por exemplo, será no dia 4 de março, e ficará visível por 2min30. Já na cidade de Manaus, ele ficará visível no dia 9 de março, por 3 minutos.

O globo é visível a olho nu, e pode ser melhor visto no amanhecer e pôr do sol. Ele é mais brilhante que as estrelas ao seu redor e sua luz é intermitente. Mas não pense que essa luz é incrivelmente intensa; a luz de um avião que passa é mais forte que a da “estrela”.

Foi criado pela empresa norte-americana Rocket Lab, e lançado da Nova Zelândia neste último mês de janeiro. O globo vai orbitar a terra por nove meses, quando deve começar a perder altitude e se desintegrar quando atravessar a atmosfera. Ele só será visível de cada ponto da Terra duas ou três vezes nestes 9 meses, por isso não perca a oportunidade de conferir a passagem.

Segundo a empresa, “A Estrela para a Humanidade foi criada para ser um símbolo no céu noturno para encorajar a todos a olhar para cima e refletir sobre o lugar da humanidade no universo”.

4. Cinzas humanas


Mais de mil cápsulas de restos de humanos cremados foram enviadas para o espaço desde 1994, pela empresa Celestis, especializada em “voos espaciais funerários”.

Entre as cápsulas está parte das cinzas do ator canadense James Doohan, o engenheiro Montgomery Scott da série Star Trek. Outras personalidades que estão no espaço são o astronauta L. Gordon Cooper Jr., e Mareta West, a primeira astrogeóloga do sexo feminino, geóloga da NASA que determinou o ponto exato para o primeiro pouso na lua.

Há várias opções para os clientes que desejam sair da Terra depois de mortos: “Subida da Terra”, um lançamento e retorno à Terra; “Órbita da Terra”, um lançamento para a órbita terráquea; “Luna”, o lançamento para a órbita ou superfície lunar; e “Voyager”, o lançamento para o espaço profundo. Para os vivos, há também a opção de enviar o seu DNA para o espaço. Neste caso, basta enviar uma amostra da saliva em um cotonete para a empresa.

O pacote mais simples custa US$1.295 e o próximo lançamento está agendado para o segundo bimestre de 2018, partindo dos Estados Unidos.

 

3. Um cão

Todo mundo já ouviu falar na história da Laika, a cachorrinha de rua mais azarada da face da Terra. A cadela foi o primeiro ser vivo terrestre a orbitar o planeta, a bordo da nave Sputnik 2, no dia 3 de novembro de 1957. A palavra “laika” em russo é usado para várias raças de cães parecidas com os husky.

Laika tinha seis quilos e três anos de idade quando foi capturada nas ruas de Moscou para o programa espacial soviético. Ela foi treinada com outros dois cães: Albina e Mushka. Albina foi lançada duas vezes em um foguete suborbital para provar sua resistência a grandes alturas, e Mushka participou de testes de instrumentação. Laika foi selecionada para a missão orbital e Albina era sua substituta.

Laika morreu entre cinco e sete horas depois do lançamento, provavelmente de estresse e superaquecimento. A nave teve uma falha no sistema de controle térmico. Mesmo se seu compartimento estivesse na temperatura correta, porém, a cadelinha não sobreviveria à missão. O Sputnik 2 não estava preparado para regressar à Terra de forma segura, e havia o plano de liberar comida envenenada para Laika no 10º dia. O governo da União Soviética, porém, havia divulgado que ela voltaria à superfície da Terra em segurança. Apenas em 2002 a real causa e hora da morte de Laika foram divulgados no Congresso Mundial do Espaço em Houston por um cientista que participou do lançamento da nave.

O Sputnik 2 explodiu ao entrar em contato com a atmosfera no dia 14 de abril de 1958, depois de 163 dias do lançamento.

2. Uma bola de golfe

O astronauta Alan Shepard, da missão Apollo 14, deu uma tacada em uma bola de golfe na superfície da lua. Ele comentou a tacada, dizendo que ela pareceu viajar por “milhas e milhas e milhas”. O astrofísico Ethan Siegel, do site ScienceBlogs, calculou que ele poderia facilmente fazer a bola viajar por 2,5 milhas (4 km). Este é certamente o recorde de maior distância de lançamento de uma bola de golfe.

1. Uma torta de carne e batatas

Uma torta foi enviada para a estratosfera em um balão climático em 2016. Esta foi uma experiência para observar como a estrutura molecular do alimento se comporta a uma altura de 32 km em relação ao nível do mar. A torta foi liberada na cidade de Wigan (Reino Unido), e voltou à superfície a 80 km da primeira cidade, em Yorkshire.

Os responsáveis pelo experimento foram entusiastas do SentIntoSpace.

Confira a missão da torta no vídeo abaixo:

 
fonte:via

Plataforma permite que você ‘adote’ hortas orgânicas e recebe seus alimentos em casa

Se hoje parece existir plataformas virtuais para tudo, como poderia não existir uma que nos permitisse uma alimentação totalmente saudável? Pois há – e ainda ajuda pequenos produtores a manter seus trabalhos, com o usuário “adotando” a horta e até as galinhas que produzirão sua comida. Criado pelo francês residente em São Paulo Antoine Dubacq, o Garde Manger permite que o usuário escolha seus alimentos e os receba em casa, através de uma mensalidade.

Tudo vem de uma horta comunitária na cidade de Tatuí, interior de São Paulo, e o app ainda permite que se faça uma monitoração online das plantações e ainda oferece uma visita pessoal aos sábados. Suas verduras, legumes, ervas, frutas, flores, ovos e galinhas, além de serem devidamente cuidadas pelos produtores, podem ser cuidadas também por você.

E não há riscos do alimento selecionado não ser entregue, pois o serviço funciona sempre com hortas extras, garantindo assim que, mesmo que aconteça algum problema, os alimentos sejam entregues devidamente – sem agrotóxicos, pesticidas ou hormônios, saudáveis, orgânicos, fresquinhos e devidamente deliciosos.

Os planos variam entre R$ 250 até R$ 450 por mês. Para saber mais, acesse o site do Garde Manger, e se esbalde no verde.

 

© fotos: divulgação/fonte:via

Esta pit bull só quer ser adotada se seu amigo chihuahua for junto

Em 2014, a pit bull Merril e o chihuahua Taco, chegaram juntos ao abrigo Rocket Dog Rescue, em São Francisco, na Califórnia. Os inseparáveis melhores amigos deixaram mais do que claro que não estavam dispostos a serem adotados um sem o outro e, que a nova família tinha que gostar bastante de cachorros, pelo menos de dois.

Em 20 de outubro de 2014, o Rocket Dog Rescue postou uma foto de Merrill e Taco que rapidamente se espalhou pela internet. O fofo foi que os cães não estavam apenas posando para a foto. Taco tinha se encaixado entre as pernas de Merrill parecendo um canguru. Uma lindeza. O post foi um sucesso.

Das centenas de comentários, dezenas eram de famílias que se voluntariam para levar os dois para casa. Os voluntários do centro de resgate certificaram-se de escrever no site que a dupla ainda estava disponível para adoção.

Uma das provas de fogo vivida pela dupla de amigos, foi quando a pit bull Merril teve um grave problema de saúde e precisou ser operada. Enquanto esteve doente, Taco não saiu de seu lado um segundo sequer.

Os dois se amam mais do que quaisquer parceiros que já estiveram no abrigo. Toda vez que precisaram ser separados, choraram muito. Esta dupla dinâmica perdeu sua família, sua casa, e, definitivamente não estava disposta a perder um ao outro.

Uma vez que a publicação no Facebook havia circulado, era apenas uma decisão de qual família seria a melhor para Merrill e Taco. Por sorte, eles encontraram a perfeita em San Diego.

Eles foram adotados em novembro de 2014 e rapidamente se adaptaram à sua nova casa. Enquanto seus proprietários permanecem desconhecidos, eles começaram uma página no Facebook para publicar notícias sobre os cães.

Imagens: Reprodução/fonte:via

Imagens nostálgicas mostram como eram os casamentos nos anos 1970

Esta curiosa seleção de fotografias mostra um pouco das festas de casamento dos anos 1970. Divertidas e apaixonadas, as imagens são cheias de história e nostalgia. Um carro decorado com dinheiro, brincadeiras dos convidados, cigarrinhos e muitas situações retratam a época.

Confira as imagens:



















 

Fotos: vintag.es/fonte:via