Imagens de tirar o fôlego mostram a vida e as paisagens no Tibet

O viajante, fotógrafo e cineasta italiano Giacomo Bruno documentou sua incrível viagem ao à região de Kham, no Tibet. Sua capacidade de capturar imagens autênticas é evidente neste portfólio inspirador: fotografias impressionantes resumem a vida e a cultura desta paisagem tibetana única.

Ele viajou em muitos países diferentes da América Central e do Sul, África do Norte e do Sul e Ásia. O seu interesse pessoal está nos seres humanos, nas suas culturas e nas tradições. Todas as suas séries de imagens são uma consequência de seu interesse e necessidade em documentar com sua tudo o que ele acha inspirador e interessante. Conheça o trabalho:














 

Fotos: Giacomo Bruno/fonte:via

Ele usou a arte para sair da depressão e o resultado ficou emocionante

A depressão é uma doença séria e precisamos ficar muito atentos para ajudar quem está nesta situação. Cada um tem uma forma de se recuperar, por conta própria ou com ajuda. Sief Hamza é um talentoso artista que vive na cidade do Cairo, no Egito. Há um ano e meio ele estava com depressão até que começou a desenhar.

“No começo era simples para mim. Comecei a colocar todos os meus pensamentos e sentimentos na pintura”. Foi uma forma confortante que Sief encontrou para sair da escuridão. “Tem muitas formas de fazer isso, a minha foi pela arte. Espero que todos se sensibilizem”, disse.

Veja o trabalho:

 

Arte: Sief Hamza/fonte:via

Estas fotos mostram o que aconteceu logo após o naufrágio do Titanic

Todo mundo conhece a história do Titanic, o maior e mais moderno transatlântico de sua época, considerado “inafundável”, mas que naufragou após colidir com um iceberg durante sua viagem inaugural.

Mais de 2200 pessoas estavam a bordo, mas apenas cerca de 700 sobreviveram. Elas conseguiram escapar do navio em botes salva-vidas, e horas depois foram resgatadas por outra embarcação, a Carpathia, que tinha recebido o pedido de socorro do capitão do Titanic.

Confira algumas fotografias que mostram personagens e acontecimentos que sucederam o desastre marítimo:

Este foi o iceberg que fez o Titanic afundar

E este vigia, Frederick Fleet, foi o primeiro a avistá-lo e alertar o capitão, que não conseguiu desviar

Os sobreviventes escaparam em botes

E se aqueceram no navio Carpathia após a noite gélida

Muita gente se reuniu em Nova York para receber os sobreviventes

E os rodearam para ouvir as histórias que eles tinham para contar

Muitos até tiveram de se acostumar a dar autógrafos

Na Inglaterra, familiares se reuniram para aguardar os sobreviventes, sem saber se seus parentes estariam entre eles

Lucien P. Smith Jr foi a sobrevivente mais jovem: estava na barriga da mãe quando o desastre aconteceu

 

Fotos: Biblioteca do Congresso Norte-Americano/fonte:via

Conheça o sonho da bicicleta voadora inventada nos anos 20

O sonho da bicicleta voadora não é de hoje. Nos idos de 1920, o designer alemão de aviões Max Wiedenhöft inventou uma bicicleta voadora movida a foguete. Na época foi relatado que ele havia iniciado uma empresa de confecção das bicicletas no Aeroporto de Tempelhof, em Berlim, e que, neste primeiro, voo a bike atingiu uma velocidade de 167 km por hora. O plano era desenvolver uma máquina voadora como uma moto-foguete para atingir uma velocidade de 400 km por hora.

A foto foi impressa como uma piada do primeiro de abril em um jornal alemão da época. Na realidade era uma fotomontagem criada a partir de uma tomada da Wiedenhoft tirada no mês anterior, quando ele se preparava para testar sua “bicicleta-foguete” no telhado de Tempelhof.

 

Fotos: vintag.es/fonte:via