Companhia de ballet explora visual particular de Hong Kong em campanha deslumbrante

A Companhia de Ballet de Hong Kong é conhecida por criar brilhantes interpretações modernas para clássicos da dança. O conceito foi incorporado à nova campanha de divulgação da companhia, chamada “Never Stand Still”, ou “Nunca Fique Parado”.

Criada pelo estúdio Design Army, a campanha colocou os bailarinos da trupe em diferentes pontos de Hong Kong para criar uma linguagem visual impactante, capaz de, através de fotografias, captar a vibração e a energia da dança, em imagens que parecem desafiar a lei da gravidade.

“Criamos uma deslumbrante linguagem visual que fala sobre a vibração e a energia dessa forma de arte, dos dançarinos e da própria cidade. Projetamos um exuberante e rico mundo de fantasia através de moda, cor e tipografia, estabelecendo uma linguagem de marca reconhecível e dinâmica”, diz o site da Design Army.

Fotos via Hong Kong Ballet/fonte:via

Anúncios

Imigrante ilegal escala quatro andares em 30 segundos para salvar criança

Há seis meses, Mamoudou Gassama, de 22 anos, estava em seu país de origem, Mali, sonhando em emigrar para a Paris e começar uma vida nova por lá. Hoje, o imigrante ilegal está sendo chamado de herói e recebeu convite para conhecer o presidente da França, Emmanuel Macron.

Tudo aconteceu neste domingo (27), quando Mamoudou estava andando entre a estação de trem Gare du Nord e sua casa. Ele então viu uma multidão em pânico olhando para o quarto andar de um prédio de apartamentos. Lá, uma criança de quatro anos estava agarrada ao parapeito da sacada.

Sem pensar em sua própria segurança, o jovem escalou os quatro andares em poucos segundos e puxou a criança para dentro, com a ajuda de um homem do apartamento vizinho, que ajudou a sustentar o peso da criança por alguns segundos. A multidão abaixo comemorou e chamou Mamoudou de homem-aranha.

Em entrevista ao Le Parisien, Mamoudou explicou o que passou por sua mente enquanto o resgate aconteceu. “Eu não pensei nos andares, não pensei no risco. Eu fiz isso porque é uma criança. Eu gosto muito de crianças”, explicou ele. Segundo ele, a criança estava chorando, mas ficou bem, com apenas um ferimento leve no pé.

A mídia francesa afirmou que os pais da criança não estavam em casa. A mãe não estava em Paris no momento do incidente e o pai foi negligente ao deixar o menino em casa sozinho. A polícia está investigando o caso.

Além do convite para conhecer o presidente, Mamoudou recebeu uma ligação da prefeita de Paris, Anne Hidalgo, que escreveu no Twitter: “Parabéns a Mamoudou Gassama por seu ato de coragem que ajudou a salvar a vida de uma criança na última noite. Eu tive o prazer de conversar com ele hoje pelo telefone, para agradecer calorosamente”.

Seu ato de coragem parece ter conquistado o coração de muita gente na França, e muitos torcem para que isso o ajude a conseguir se legalizar no país com mais agilidade. “Eu disse a ele que seu gesto heroico é um exemplo para todos os cidadãos e que a cidade de Paris obviamente vai apoiá-lo com entusiasmo em seus esforços por se estabelecer na França”, afirmou a prefeita. 

O encontro com o presidente aconteceu nesta segunda-feira (28) no Elysee Palace, e Macron ofereceu a cidadania francesa para o jovem imigrante, além de uma medalha pela coragem e uma oferta de emprego no corpo de bombeiros.

Confira o vídeo do resgate abaixo:

fonte:via [Bored Panda, BBC]

Encontram água em lua de Júpiter, aumentando a chance de vida fora da Terra

Nossa eterna busca por vida fora da Terra ganhou uma nova, imensa e molhada possibilidade – ou, ao menos, um novo cenário possível. Trata-se de Europa, um dos principais satélites de Júpiter, onde cientistas acreditam existir, por debaixo da superfície de gelo, um imenso oceano com mais de 100 km de profundidade. E foi lá que, em 1997, a nave Galileu detectou flutuações e variações violentas no campo magnético. Era como se algo tivesse atingido a Galileu e, passados mais de 20 anos, os cientistas enfim concluíram do que se tratava – e essa descoberta sinaliza ainda mais para a possibilidade de vida na Europa de Júpiter.

Segundo os experimentos do cientista planetário Xianzhe Jia, da Universidade de Michigan, nos EUA, a explicação para a “trombada” na nave seria uma erupção de vapor e água quente de proporções inacreditáveis – com cerca de 190 km de altura. Tratam-se de gêiseres presentes na Europa, como nascentes termais que entram em erupção periodicamente, como tantas que existem na Terra. O oceano do satélite de Júpiter é considerado um dos locais mais promissores para se encontrar vida, ainda que microscópica, fora do nosso planeta azul.

Duas ilustrações de como funcionam as erupções em Europa

O Satélite Hubble já havia fotografado um desses gêiseres, conhecidos como “plumas”, em 2016 – e através delas torna-se possível coletar amostras da água do satélite. No fundo desse oceano, de onde as plumas se originam, a temperatura seria suportável graças a atividade vulcânica, e assim a vida poderia ser possível. É por isso que a missão não-tripulada Clipper decolará em 2022 para concentrar seus esforços na coleta de tais amostras. Se a coleta der certo, será possível confirmar se as condições para vida em Europa realmente existem – e aí, quem sabe, não vai se aproximando o dia em que faremos contato.