Do corredor da morte à família real: a história do beagle Guy, adotado por Meghan Markle

https://abrilmdemulher.files.wordpress.com/2018/05/guy.png?w=768&h=766

Para os mais otimistas o casamento entre Harry e Meghan Markle representa avanços substanciais na família real britânica. Famosa por sua defesa do feminismo e de um mundo mais igual, Markle é esperança de progresso para a monarquia britânica.

Por isso a notícia de que a mais nova duquesa de Sussex acaba de salvar um cachorro do corredor da morte rendeu uma série de elogios para a atriz norte-americana.

Guy, um beagle de três anos, estava há tempos em busca de uma lar no Canadá, mas sem obter sucesso. Sua sorte mudou ao cruzar o caminho de ninguém menos do que a duquesa de Sussex. Antes de consumar a união com o príncipe Harry, Meghan resolveu levar o dog pra casa.

https://i2.wp.com/pipocamoderna.com.br/wp-content/uploads/2018/05/royal_wedding_145234.jpg

Dali em diante a vida de Guy se transformou e além de virar um companheiro inseparável de ninguém menos do que Meghan Markle, o animalzinho ganhou status de celebridade no Instagram.

https://ca.hellomagazine.com/imagenes/celebrities/2017112344227/meghan-markle-dogs-living-with-mum/0-224-332/meghan-markle-and-her-dog-on-instagram-a.jpg

Depois do casamento entre Meghan e Harry ele foi recebido de braços abertos pela família real. Aliás, a presença de Guy caiu como uma luva para Elizabeth II, que em função da idade avançada decidiu não criar mais os cachorros da raça Corgi, mas agora pode curtir sem compromisso ao lado do beagle da nora.

Agora Guy, o ‘cachorro real’, está morando feliz em um chalé da realeza britânica.

https://abrilmdemulher.files.wordpress.com/2018/05/screen-shot-2018-05-18-at-2-40-54-pm.png?w=707&h=686

Fotos: Reprodução/Instagram/fonte:via

Anúncios

Batalha épica entre raposa e águia por um coelho fica mais emocionante a cada foto

O fotógrafo Kevin Ebi, do LivingWilderness.com, teve a sorte de capturar uma batalha épica entre dois animais incríveis por uma presa nas Ilhas San Juan, em Washington, nos EUA, recentemente.

Como você se sentiria se estivesse a caminho de casa faminto carregando sua janta, aquela que você conquistou com seu suor, e de repente alguém simplesmente a roubasse de você?

Poucas coisas me deixariam tão furiosa. Estamos falando de comida, não é mesmo?

Logo, posso certamente imaginar por que esse pobre filhote de raposa vermelha teve a coragem de lutar contra uma majestosa águia-americana a fim de tentar salvar sua caça: um coelho que foi drasticamente furtado pela ave de rapina oportunista.

A surpresa

Também chamada de águia-de-cabeça-branca, esse animal é o símbolo dos EUA, não somente por ser poderosa e temível, mas provavelmente também por ser um mestre da ladroagem, muito feliz em roubar comida de outros predadores sempre que a oportunidade aparece.

Kevin estava fotografando jovens raposas nas Ilhas San Juan, enquanto os animais brincavam e caçavam na pradaria. “Uma raposa vermelha pegou um coelho e estava carregando-o pelo prado. (…) Então, atrás de mim, ouvi o grito de uma águia-americana. Me virei e a vi se aproximando rapidamente. Eu sabia que queria o coelho. Eu voltei minha câmera atentamente para a raposa me preparando por uma fração de segundo de ação”, escreveu o fotógrafo em seu blog.

Para a surpresa de Kevin, a cena foi ainda mais dramática do que ele esperava. Poderíamos pensar que a raposa abandonaria prontamente o coelho, reconhecendo o inimigo acima de si. A águia não teve um jantar tão fácil, no entanto.

Em vez disso, a raposa, com a mandíbula ainda cerrada no coelho, foi erguida do chão juntamente com sua presa. Um canino invocado!

Batalha

Ao contrário do que possa parecer pelas imagens, a batalha aérea foi na verdade um tanto rápida: durou cerca de 8 segundos. Zachary Hartje capturou a cena fascinante em vídeo:

https://www.facebook.com/plugins/video.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2Fzachary.hartje.1%2Fvideos%2F1787547854617503%2F&show_text=0&width=838

Por mais ousada que fosse, a raposa provavelmente percebeu que essa luta não podia ser vencida, e foi levada ao chão de uma altura de cerca de 6 metros.

Apesar do impacto do pouso, não mostrou sinais de ferimentos. Kevin continuou fotografando as jovens raposas, e a feroz combatente logo voltou a brincar com seus colegas.

“Eu tirei várias fotos depois da provação e não consegui encontrar um único arranhão”, completou o entusiasta da vida selvagem.

O olhar do animal, porém, mostra que ele não ficou contente com o resultado da batalha:

Estamos com você, raposa!

fonte:via[BoredPanda]