Cientistas descobrem cânion gigante sob gelo da Antártida

Um grupo de cientistas acaba de fazer uma descoberta que pode ajudar e muito no entendimento do fluxo do gelo. Durante um longo trabalho de pesquisas com o auxílio de radares, os cientistas encontraram cânions gigantes congelados abaixo das camadas de gelo da Antártida.

Ao todo são três cânions e o maior possui mais de 350 quilômetros de comprimento e 35 de largura. O trio está localizado próximo da alta cordilheira de gelo, uma divisão que vai do Pólo Sul em direção ao oeste da Antártida. As divisões são similares com as encontradas na América do Norte.

“Estes cânions canalizam gelo a partir do centro do continente, os transportando para a costa. Contudo, em função das mudanças climáticas, esperamos que este gelo derreta e deságue no mar mais rápido do que esperado”, explica para BBC Kate Winter, co-autora dos estudos.

Segundo o ensaio, capitaneado pelo projeto britânico PolarGAP, os cânions gigantes de gelo podem ter ganhado forma durante o período glacial, quando o continente gelado vivia uma outra configuração sistêmica.

“Esta descoberta é incrível. A região do Polo Sul é uma das mais conhecidas em toda a Antártida. Nosso trabalho vai incentivar novas pesquisas sobre o processo geológico de criação de montanhas antes mesmo da presença da camada de gelo na Antártida”, comemorou Fausto Ferraccioli, um dos principais nomes do PolarGAP.

Foto: Reprodução/Inhabitat/fonte:via

Scooter elétrica feita a partir de maconha é leve, resistente e ecologicamente correta

As possibilidades de utilização da maconha, e em especial das fibras de sua planta – popularmente conhecidas como “hemp” – são verdadeiramente infinitas. A prova disso é a mais nova criação de uma dupla de designers holandeses, em parceria com uma série de empresas do país: a Be.e, a primeira scooter elétrica feita inteiramente da fibra de maconha. Leve, resistente e ecologicamente correta, a Be.e é uma obra de arte para o futuro dos transportes elétricos.

Essa e-scooter feita de hemp foi desenvolvida pela dupla de designers holandesa Waarmakers, e permite viagens de até 2 horas a 60 km/h sem a necessidade de recarregar. Junto com a Be.e vem um carregador de 600W, que permite que se recarregue completamente a bateria em no máximo 3 horas.

https://player.vimeo.com/video/69316313?app_id=122963

Para completar, o para-brisa é protegido com uma cada hidrofóbica que impedem o acúmulo de chuva e água em geral – além de ser uma beleza de motoca.

Publicidade

O composto da qual a e-scooter é feita mistura fibra de maconha, linho e resina, do qual todo o corpo do veículo é feito. Trata-se de um transporte perfeito para a cidade, para viagens curtas e, principalmente, para o futuro – no qual cada vez mais fica claro que a maconha terá um papel múltiplo e central para um mundo melhor.

© fotos: reprodução/fonte:via