Após ser rejeitado por galerias, artista encontra na rua o lugar para se expressar

Desde criança o garoto inglês que viria a ficar conhecido pelo codinome My Dog Sighs gostava de desenhar e pensava em se tornar artista. Ainda jovem, ele decidiu deixar o emprego como professor de educação infantil de lado para buscar o sonho.

Mas a ideia não deu muito certo: ele pintou várias telas que poderiam agradar às galerias britânicas e visitou todas as que ficam a um raio de 300 km a partir de Londres para divulgar sua arte. Nenhuma quis expor os quadros que ele tinha produzido.

Ele quase desistiu da carreira, até que uma obra de Bansky, um rato pintado em uma parede de Londres, o fez perceber que havia outras formas para expressar sua arte. Foi assim que ele começou a espalhar obras pela capital inglesa para melhorar o dia de quem circula pela cidade.

Destaque para as criações em latas que provavelmente teriam o lixo como destino óbvio, mas viraram obras de arte graças a My Dog Sighs. Mas ele também é capaz de criar sobre elementos como portas, paredes, guardas-chuvas e mesmo as telas, que passaram a chamar a atenção de galerias após o sucesso de seus trabalhos nas ruas e no Instagram.

Fotos via My Dog Sighs /fonte:via

Canadá está investindo 50 milhões em moradias temporárias para refugiados

A polícia canadense interceptou mais de 20.593 solicitantes de asilo em 2017. O número representa um enorme aumento quando comparado aos pouco mais de 2 mil requerentes de asilo registrados em 2016.

Em parte, essa busca crescente pelo país se explica pelas políticas adotadas pelo presidente americano Donald Trump. Em maio de 2017, Trump teria anunciado que não iria mais oferecer proteção a haitianos nos Estados Unidos. Dessa forma, muitos imigrantes vindos do Haiti tiveram que cruzar a fronteira rumo ao Canadá.

Para lidar com a questão da melhor maneira, o governo do país irá investir 50 milhões de dólares canadenses (cerca de R$ 150 milhões) na construção de moradias temporárias para refugiados. A medida foi anunciada em uma nota oficial emitida por Ahmed Hussen, Ministro de Imigração, Refugiados e Cidadania do Canadá, no dia 1 de junho:

O governo federal reconhece que um aumento no cruzamento irregular de fronteiras colocou novas pressões em algumas províncias para encontrar moradias temporárias para os solicitantes de asilo. (…) Tenho o prazer de anunciar que o Governo do Canadá irá oferecer um valor inicial de $ 5o milhões para as províncias do Quebec, Ontario e Manitoba, que suportaram a maior parte dos custos relativos à moradia temporária.

Além da ajuda às províncias, o governo anunciou ainda a criação de um fundo no valor de 173,2 milhões de dólares canadenses para outros custos relativos às imigrações. “O fundo será usado para apoiar o recebimento de novos pedidos de refúgio, procedimentos de triagem de segurança, processamento de elegibilidade, revisões e intervenções no Conselho de Imigração e Refugiados do Canadá, remoção de requerentes vencidos e detenção e remoção daqueles que representam um risco para a segurança dos canadenses“, declara a nota.

Fotos CC0 Creative Commons /fonte:via