O acampamento de sobrevivência zumbi que prepara pessoas para o apocalipse

O apocalipse zumbi não tem chamado tanta atenção como há alguns anos, o que pode ser terrivelmente prejudicial em caso de um surto de mortos-vivos vagando pelo planeta. Como os humanos saudáveis farão para se defender? Haverá preparo suficiente?

Pelo menos no Canadá, há gente preocupada com isso. Desde 2013, um grupo de amigos realiza um acampamento temático para ensinar técnicas de sobrevivência aos interessados. São diversas técnicas ensinadas ao longo de um fim de semana.

Manejo de arco e flecha, táticas de posicionamento, uso de armas como lanças e espadas e combate mano a mano estão na lista, assim como o ensino de primeiros socorros, de técnicas para acender fogueiras, criar abrigos, fazer nós e encontrar alimento na floresta.

No domingo, os participantes passam por uma simulação de apocalipse zumbi em que precisam pôr em prática tudo que aprenderam. Além da diversão, os organizadores garantem que o acampamento é capaz de melhorar a sintonia e o trabalho em equipe, recebendo grupos de empresas para participar.

O Zombie Survival Camp fica na província de Ontário, e os eventos são realizados com intervalo de alguns meses entre um e outro (os próximos acontecerão em agosto e outubro de 2018). O custo gira entre 125 e 300 dólares canadenses por pessoa, dependendo do tipo de acampamento, o que equivale a algo entre 360 e 870 reais.

Fotos: reprodução/Zombie Survival Camp/fonte:via

Anúncios

Fotos raras mostram vida do homem mais alto que já viveu na Terra

Robert Wadlow nasceu em 22 de fevereiro de 1918 e, embora ninguém tenha previsto, o bebê aparentemente normal ia crescer e se tornar o homem mais alto do mundo.

O crescimento extraordinário de Wadlow aconteceu devido a uma hipófise hiperativa – isso o levou a crescer a uma taxa impressionante logo após o nascimento. Com 5 anos tinha 1,63 m e precisava usar roupas destinadas a um jovem de 17 anos. Três anos depois, aos 8 anos, chegou a 1,87m e 90 quilos, superando a altura e peso de seu próprio pai.

Não há como negar que Wadlow era uma criança extraordinária, no entanto seus pais tentaram tornar sua vida o mais normal possível. Não foi fácil para ele participar de atividades regulares, porque eram necessárias algumas adaptações. Quando aos 13 anos de idade ele se tornou o escoteiro mais alto do mundo, usava um uniforme feito sob medida e tinha uma barraca e um saco de dormir modificados de acordo com sua altura.

O gigante quebrou o recorde de homem mais alto do mundo quando atingiu a altura de 2,53 metros aos 18 anos. No entanto, ele sofria de fraqueza e falta de sensibilidade nas pernas e pés, e precisava de suspensórios nas pernas e uma bengala para andar. Em 1940, uma órtese mal colocada no tornozelo provocou uma bolha que infeccionou e o levou a óbito em 15 de julho de 1940 aos 22 anos de idade.

Antes de sua morte, os médicos haviam medido sua altura: 2,72 metros. As últimas palavras do gigante foram “O médico diz que eu não vou chegar em casa para as celebrações”. Ele estava se referindo as bodas de ouro de sua avó paterna.

Veja algumas fotos do gigante:

Imagens: Reprodução/fonte:via