Embriões de rinocerontes feitos em laboratório podem salvar espécies em extinção

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/d/dd/Schwarzes_Nashorn-01.jpg/1200px-Schwarzes_Nashorn-01.jpg

O mundo ficou mais triste quando o último rinoceronte-branco-do-norte macho da terra morreu. Desde então, restaram apenas duas fêmeas – e as possibilidades de salvar a espécie da extinção começaram a se tornar cada vez mais remotas.

No entanto, ainda há uma esperança: a fertilização in vitro!

Cientistas usaram esperma congelado de rinocerontes-brancos e óvulos de fêmeas da espécie para criar embriões que podem ser implantados em “mães de aluguel”. A notícia foi divulgada no início do mês através do respeitado periódico científico Nature.

Ainda é cedo para dizer se a técnica será de fato efetiva e poderá gerar novos espécimes. Segundo o NY Times, nos próximos meses os embriões deverão ser implantados em fêmeas de rinoceronte-branco-do-sul, uma subespécie dos animais que foram extintos. Se tudo der certo, o primeiro filhote gerado dessa maneira deve nascer nos próximos três anos.

Foto em destaque: Reprodução/EPA/DAI KUROKAWA

Foto no corpo do texto: Reprodução Nature /fonte:via

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s