Com 12 anos, ele já tinha plantado 1 milhão de árvores. E sua meta agora é plantar mais 1 trilhão

Se alguém pode falar sobre a força da juventude fazendo do mundo um lugar melhor – e mais verde -, esse alguém é o alemão Felix Finkbeiner. Desde os 9 anos que Felix faz parte de um verdadeiro exército de “embaixadores do clima” que plantam árvores e militam pela salvação do planeta e contra as mudanças climáticas provocadas pela ação humana. Quando ainda era uma criança ele ajudou a fundar a Plant For The Planet, um movimento global jovem que recruta garotos e garotas pelo mundo para plantar e conscientizar – mas agora, dentro da ONU, ele quer muito mais.

O movimento possui cerca de 100 mil jovens entre 9 e 12 anos, e somente Felix plantou cerca de 1 milhão de árvores até completar 12 anos. Hoje, com 20, ele comanda o que era chamado de Billion Tree Program, um programa da ONU que originalmente visava plantar um bilhão de árvores e que, pelas mãos do jovem alemão, se transformou numa campanha por um trilhão de árvores plantadas nos próximos 30 anos – o programa passou a se chamar Trillion Trees.

Para se ter uma ideia da dimensão dos planos de Felix, hoje no mundo existem estimadas 3 trilhões de árvores vivas. Em um cálculo médio, para alcançar sua meta será preciso plantar o equivalente a 150 árvores por pessoa no planeta.

Felix, ainda criança, à época em que fundou sua organização

“Pare de falar e comece a plantar” é o seu mote, lembrando que há muito o que pode ser feito para melhorar a situação na Terra, mas que todos podem pessoalmente ajudar.

Seu programa conta com a parceria de organizações como World Wildlife Fund e a Wildlife Conservation Society para conseguir alcançar suas ambiciosas metas. Felix é a prova viva que não há idade para se salvar o planeta – basta, ao invés de falar, começar a plantar.

© fotos: reprodução/fonte:via

Anúncios

Passado e presente na mesma foto: artista nos faz viajar no tempo combinando imagens do século XX com imagens modernas do mesmo local

O fotógrafo Zoltan Kerenyi tem um projeto muito interessante: ele une fotos antigas feitas no século XX com fotos atuais tiradas no mesmo lugar, criando espécies de “cápsulas do tempo” incríveis.

A série, chamada de “Janela para o Passado” – no original em húngaro, “Ablak a Múltra” -, reúne imagens de Budapeste, capital da Hungria.

Kerenyi sobrepõe fotos antigas encontradas em arquivos com fotos recentes dos mesmos locais, nos dando um vislumbre das semelhanças e diferenças entre o passado e o presente. Inclusive, o fotógrafo passou mais de dois anos alinhando perfeitamente as imagens para deixá-las com a maior exatidão possível.

A coleção mostra a beleza de diversos pontos de referência de Budapeste e, ao combinar dias modernos com o sentimento de nostalgia, nos oferece uma nova forma de apreciar sua rica história. Confira: 

fonte:via [BoredPanda]