Arqueólogos encontraram o mais antigo registro do épico ‘Odisseia’, de Homero

Uma das capas da Odisseia

A Odisseia é um dos dois principais poemas épicos da Grécia Antiga. Acredita-se que seja uma sequência da Ilíada, também tida como obra de Homero. Os dois textos são poemas elaborados ao longo de séculos de tradição oral. A Odisseia relata o regresso de Odisseu, (ou Ulisses, como era chamado no mito romano), que leva dez anos para chegar à sua terra natal, Ítaca, depois da Guerra de Troia, que também havia durado dez anos. Por isso a paravra Odisseia em português tem o sentido de viagens longas e épicas.

Não é o texto completo, mas treze versos onde Odisseu conversa com seu amigo Eumaeus

Arqueólogos desenterraram uma antiga placa gravada com 13 versos da Odisséia na antiga cidade de Olímpia, no sul da Grécia. Este pode ser o registro mais antigo do poema épico, disse o Ministério da Cultura da Grecia. Acredita-se que a placa de argila tenha sido escrita no século 3 dC, durante a era romana. Se esta data for confirmada, a peça pode ser o mais antigo registro escrito do trabalho de Homero já descoberto na Grécia”, anunciaram. O trecho, tirado do livro 14, descreve o retorno de Ulisses à sua ilha natal de Ítaca.

A placa foi descoberta após três anos de escavações de superfície pelos Serviços Arqueológicos Gregos, em cooperação com o Instituto Alemão de Arqueologia. A relíquia foi encontrada perto das ruínas do Templo de Zeus, onde aconteciam os Jogos Olímpicos, na península Peloponeso.

Uma das capas da Odisseia

Composto oralmente durante o século VIII aC, o poema épico foi transcrito durante a era cristã para o pergaminho, do qual apenas alguns fragmentos foram descobertos no Egito. Os pesquisadores comemoram o que chamaram de “uma grande peça arqueológica, epigráfica, literária e histórica”.

fonte:via

Este casal cresceu na mesma cidade, se conheceu do outro lado do mundo e passou a viver na estrada

Um casal que cresceu na mesma cidade, mas nunca tinha se falado, contou como eles estão agora viajando pelo mundo de mãos dadas depois que o acaso os uniu. Charlie Pauly, 27 anos, e Lauren Cliffe, 24, de Peterborough, se esbarraram depois de viajarem, cada um por si, para a Austrália e perceberam logo que tinham uma conexão.

Logo após o encontro, eles decidiram abandonar suas vidas no Reino Unido e viajar pelo mundo todo. Graças à sua química na câmera, a dupla acumulou mais de 90 mil seguidores no Instagram, fazendo com que suas viagens se tornassem seu modo de vida.

Junto com o Instagram, o casal passou a postar sobre suas andanças e também administrar um negócio de marketing de viagens. Contando sua história de amor, o casal disse: “É engraçado; nós dois estávamos em viagens individuais separadas e nos esbarramos em nosso shopping center local”. 

“Nós sabíamos um do outro, mas nunca falamos antes. Começamos a conversar sobre viagens e combinamos de sair e uma coisa levou a outra”. Em pouco tempo eles perceberam que poderiam ganhar a mesma quantia de dinheiro que recebiam de seus trabalhos com o blog e passaram a transformar seu site de moda em uma página de viagens.

“Nossas personalidades, morais e valores são idênticos. Dentro de algumas semanas, era inegável que não sairíamos do Reino Unido sem o outro”. Para arrecadar dinheiro para suas viagens, o casal seguiu em frente com sua marca de roupas Wanderers & Warriors e descobriram que podiam vender mais de 30 pacotes por semana em todo o mundo. “Começamos a economizar juntos, montamos uma marca de roupas e voltamos para a estrada”.

Sua primeira viagem juntos foi para a Índia, uma jornada que, segundo eles, realmente testou suas “personalidades, paciência e relacionamento”. No final, eles saíram com um ‘laço inquebrável’ e se aventuraram para o próximo lugar.

Charlie e Lauren visitaram oito países no ano passado e pretendem visitar um total de dez neste ano, incluindo passar o inverno na Europa. O destino favorito do casal até agora foram as Filipinas, graças ao seu cenário de tirar o fôlego. O local mais atraente para eles foram as favelas em Mumbai, por conta das pessoas incrivelmente receptivas. ]

Eles estão atualmente em Bali, na Indonésia, onde passaram os últimos seis meses se instalando e se instalando. Os pombinhos dizem que a região é “um lugar tão bonito, cheio de cultura e comida deliciosa”, acrescentando: “É uma boa base para entrar e sair da cidade para fins de viagem.

“Somos viajantes lentos, gostamos de dedicar pelo menos um mês a cada país porque queremos ver o máximo possível. A maior parte do tempo estamos vivendo de mochilas. Somos minimalistas, mas é um estilo de vida e nos permite fazer o que fazemos”. 

Tanto Charlie quanto Lauren creditam o Instagram por ajudá-los a criar uma carreira que podem ser trabalhadas de qualquer lugar. “Permitiu-nos sustentar nosso estilo de vida. Isso nos conectou com as pessoas e nos permitiu inspirar os outros”, contam. “Acima de tudo, temos um propósito que nos faz querer sair da cama às 5h da manhã para pegar a foto perfeita do nascer do sol. Somos apaixonados por compartilhar essas experiências com o mundo”.

“Esperamos mostrar às pessoas que viajar é acessível a todos e muito mais fácil do que você pensa. Se você trabalha duro e ama o que faz, então tudo é possível. Viajar nos ensinou a permanecer humildes, o mundo é um lugar enorme e as viagens vão te ensinar algumas lições valiosas. Se você tiver a oportunidade de viajar, faça as malas e vá explorar. Veja o mundo através de outra perspectiva e use a experiência para crescer como pessoa”, concluem.

Fotos: @wanderersandwarriors  /fonte:via