Mãe dá à luz a gêmeos gerados em dois ventres diferentes. Feito tem uma chance para 500 milhões de tentativas

Dez vezes mais improvável que ganhar na Mega-Sena. Em maio, a britânica Jennifer Ashwood deu à luz a duas crianças, Poppy e Piran, em um acontecimento tão raro que até seus obstetras não sabiam o que esperar antes do parto: a mãe tem útero duplicado, e cada bebê se desenvolveu em um dos ventres.

De acordo com os médicos, Jennifer tem duas cavidades uterinas, separadas por um colo, algo que não foi notado oito anos atrás, durante a gestação da filha mais velha da britânica. Após a descoberta, a equipe precisou tomar cuidados especiais, pois o risco de abortou ou nascimento prematuro aumentou.

Segundo a literatura médica, menos de 100 casos assim já foram reportados em todo o mundo. A chance de uma gestação do tipo acontecer é de 1 em 500 milhões. Os gêmeos de Jennifer ficaram por duas semanas na maternidade para tratar a icterícia neonatal, mas já estão plenamente saudáveis.

“Ter dois úteros já é raro, mas ter um óvulo em cada e que os dois sejam fecundados… É como um milagre. Você pode pensar que conhece bem o próprio corpo, mas nem sempre é verdade”, disse Jennifer. “Estamos muito ocupados em casa. É o dobro de abraços e o dobro de amor”, completou.

Fotos: Reprodução/Arquivo Pessoal/fonte:via

O Airbnb criou um quarto na Muralha da China e ele é simplesmente incrível

A Grande Muralha da China é um dos monumentos mais icônicos da história da humanidade. Construída por volta do ano 220 a.C., possui mais de 8 mil quilômetros de extensão, tendo demorado quase 20 séculos para ser finalizada.

A construção foi ideia do imperador Qin Shihuang, que resolveu erguê-la para proteger a região da invasão de nômades vindos do norte.

Se as informações iniciais são de tirar o fôlego, imagine só passar a noite em um quarto montado em uma de suas torres? Loucura? Que nada, o Airbnb acaba de firmar parceria com  arquitetos e historiadores para construir um quarto luxuoso dentro da Muralha da China.

“É uma honra trabalhar com historiadores e outros entusiastas de Pequim para criar esta experiência única. Estamos muito orgulhosos com os resultados deste esforço coletivo”, declarou o co-fundador do Airbnb na China Nathan Blecharczyk.

A ideia é aproveitar o máximo da arquitetura rústica do espaço, por isso são poucas as intervenções. Com capacidade para um casal, o quarto oferece uma cama espaçosa, mesa de jantar e aposta na luz baixa para que os clientes possam aproveitar o máximo da luminosidade do céu.  Por isso nada de teto, você vai dormir ao relento, olhando para as estrelas. 

A cultura chinesa também está no pacote. Além de noções sobre costumes tradicionais do país oriental, os vencedores vão viver a experiência de um jantar de comida gourmet da China.

Por se tratar de um patrimônio da humanidade, os interessados vão ter que respeitar uma série de regras. Nem pense em colocar música alta e muito menos escalar a parte de fora do muro.

Ficou interessado? Para ser selecionado é preciso acessar a página do Airbnb e responder porque você acredita ser importante romper barreiras entre culturas. Respostas são aceitas até dia 11 de agosto. A suíte de luxo vai ser aberta a partir de setembro. O prazo máximo de hospedagem é de quatro noites.

Fotos: reprodução/fonte:via