De ambulante nas ruas do Rio a palestrante em Harvard; conheça a história de Rick Chester

O conhecimento e a sabedoria existem nas formas mais diversas, e para ser uma das mais importantes universidades do mundo é preciso saber e defender isso. Não é por acaso, portanto, que o vendedor de águas carioca Rick Chester foi convidado a palestrar na universidade de Harvard, nos EUA, em uma conferência internacional sobre empreendedorismo e educação. Sua trajetória, das ruas do Rio como vendedor até os palcos de Harvard começou a ser mais reconhecida recentemente, após um vídeo seu viralizar na rede.

No vídeo, Rick comenta a resiliência necessária para se superar crises e situações adversas usando sua história como mote – de como, desempregado, conseguiu R$ 10 emprestados para começar a vender água. “Se as pessoas estão na rua, elas estão se movimentando, há possibilidade de elas estarem com sede”, ele diz. “Eu enxerguei todas essas possibilidades e falei: ‘Vou vender água’”. O video, intitulado “Minuto do Empreendedorismo”, foi publicado em seu canal no Youtube, mas viralizou pelo Facebook e o Whatsapp. Hoje Rick tem mais de 130 mil seguidores em seu Instagram.

Com o sucesso, veio o convite para a palestra, durante o Brilive – Brazilian International Live, uma conferência anual que leva brasileiros para um grande networking ao vivo. Rick utilizou seu canal para, muito emocionado, comentar e celebrar o convite. Vocês não têm ideia de quantas vezes me jogaram no chão, e eu não me acovardei. Levantei todos os dias e continuei!”, diz Rick no vídeo. “O neguinho que vendia água em Copacabana vai palestrar em Harvard!”, ele diz.

O evento acontecerá no próximo sábado, dia 11, às 10hs, e será transmitido ao vivo pela internet.

© fotos: reprodução/fonte:via

Este teste de ilusão de ótica diz muito sobre a maneira como você pensa e percebe o mundo

A maneira como vemos o mundo se manifesta na maior parte de nossos gestos e visões. Assim, é possível perceber tais modos e posições sobre o mundo e a vida nos mais variados testes – até mesmo diante de supostamente simples ilusões de ótica. Para sabermos mais sobre nossas personalidades, uma usuária publicou um teste na plataforma Playbuzz sobre o que vemos diante de uma série de imagens que nos provocam ilusões de ótica.

O teste visa descobrir qual a percepção ótica de quem o faz. Como tudo na vida, as imagens supostamente meras em verdade revelam segredos escondidos – e, assim, pretendem revelar segredos escondidos também em nós.

Como o mundo é uma imensa ilusão de ótica, sempre oferecendo muito mais sentidos do que somos capazes de primeiramente enxergar, pode se tratar de um belo teste – que você pode fazer aqui.

© fotos: reprodução/fonte:via