Fotógrafo pelado registra a reação dos retratados à sua nudez

Trevor Christensen

Fotos de nus artísticos aparecem aos montes por aí, mas o fotógrafo Trevor Christensen arriscou mudar um pouco a maneira como esse conceito é aplicado…

Em sua série Nude Portraits, Trevor é quem tira a roupa para ver qual será a reação das pessoas fotografadas por ele.

Eu sou uma pessoa que se sente confortável tirando fotos, ajudando o fotografado a se sentir confortável ao ter sua foto tirada. E se eu me tornasse um fotógrafo que estivesse desconfortável fazendo as fotos, fotografando uma pessoa que estivesse desconfortável de maneira similar?“, disse ao Bored Panda.

Uma das coisas que notou durante o processo foi que, à medida que se sentia mais confortável fotografando nu, as pessoas também ficavam mais à vontade.

Ao todo, foram cerca de cinquenta ensaios para compor a série.

Vem ver alguns dos cliques mais emblemáticos abaixo:

Trevor Christensen

Trevor Christensen

Trevor Christensen

Trevor Christensen

Trevor Christensen

Trevor Christensen

Para saber mais sobre o trabalho de Trevor, siga o fotógrafo no Instagram e não perca este documentário sobre o projeto.

Fotos: Trevor Christensen /fonte:via

Anúncios

Mancha de poluição do Tietê diminui e animais começam a retornar ao rio

Rio Tietê tem melhora na qualidade da água em Salto  — Foto: TV TEM/Reprodução

A poluição extrema do Rio Tietê data de décadas. Há mais de cinquenta anos a população das diversas cidades por onde passa o rio de mais de mil km de extensão não sabe o que é ter a liberdade de mergulhar em suas águas, como acontecia antigamente.

O esforço para despoluir o Tietê é bem mais recente, e, ainda que mais devagar que o esperado, vem dando resultados. Segundo a Fundação SOS Mata Atlântica, responsável pelo projeto Observando os Rios, que monitora a situação do Tietê desde 1991, a mancha de poluição diminui em 8 quilômetros do ano passado para cá.

Ainda há muito o que fazer, e a mancha continua tendo 122 km de extensão, equivalente a 11% do total do rio. Dos 94 trechos analisados em todo o estado de São Paulo, apenas seis têm água considerada boa. Nenhum ponto foi classificado como ótimo.

Mesmo assim, há lugares em que a vida vem voltando ao Tietê. Segundo Malu Ribeiro, especialista em água da SOS Mata Atlântica, há trechos onde é possível ver tartarugas e patos nadando. Marrecos, garças e até ariranhas também foram observados.

Voltar a nadar no Tietê ainda parece uma ideia muito distante, mas, caso os avanços se intensifiquem, quem sabe seja algo que ainda veremos em vida. Sem esquecer que, caso não continuemos prestando atenção, a situação pode voltar a piorar.

Resultado de imagem para Mancha de poluição do Tietê diminui e animais começam a retornar ao rio

Fotos via Wikimedia Commons/fonte:via