Jovem fotografa seu rosto todos os dias após passar por reconstrução facial e registra recuperação

Resultado de imagem para Jovem fotografa seu rosto todos os dias após passar por reconstrução facial e registra recuperação

A vida muitas vezes nos pega de surpresa e, por mais doloridas que algumas coisas sejam, no fim das contas tudo acaba sendo um grande aprendizado. Desta vez quem nos ensina é a britânica Jen Taylor, que após descobrir um sério câncer nos ossos no ano passado, teve seu rosto completamente reconstruído. Porém, muitas vezes a saída para a dor é o enfrentamento dela mesma e foi exatamente isso que ela fez, ao registrar seu processo de recuperação.

Sua cirurgia durou cerca de 16 horas e ela precisou tirar parte da mandíbula, de uma bochecha, da órbita ocular e do crânio. Os médicos usaram ossos de sua omoplata e músculos das costas para dar um novo céu da boca à jovem, que depois de uma dolorosa recuperação, precisou reaprender a mastigar.

Os registros foram feitos diariamente e, segundo ela, foi isso que a ajudou a não entrar em desespero, por perceber as pequenas melhoras em seu rosto. Foram semanas de dor e medo, mas compartilhar sua frustração com os outros através de um blog que ela criou na época, a ajudou a superar.

Hoje, os médicos têm quase certeza de que o câncer foi 100% retirado, mas ela precisa fazer diversos exames com bastante frequência. A lição que fica? O importante é estar viva!

Reprodução / Facebook

Fotos: Jen Taylor / arquivo pessoal / BBC/fonte:via

Professor primário ilustra seu dia a dia em quadrinhos sarcásticos e divertidos

Trabalhar como professor primário é, na mesma medida, uma das mais nobres profissões e uma árdua tarefa em qualquer lugar do mundo – tanto no Brasil quanto, por exemplo, na Irlanda. As histórias escritas e desenhadas pelo professor Colm Cuffe, do condado irlandês de Galway, são a prova disso. Com diferenças contextuais mas semelhanças essenciais com realidades de qualquer professor, Colm alivia as tensões do trabalho desenhando quadrinhos sobre as curiosidades e situações cômicas de seu ofício.

A relação com os alunos, as histórias reincidentes, as tensões e graças familiares entre professores, alunos e familiares são a matéria prima de suas histórias, publicadas no Facebook e no Instagram. Como mesmo quem não é professor já foi aluno em algum momento, trata-se de uma história para todos – se divertirem, se reconhecerem, refletirem e se divertirem.

© arte: Colm Cuffe/fonte:via