Este senhor é voluntário e tira sonecas com os gatos deste abrigo diariamente

Terry adora gatos e decidiu que iria usar essa energia para ajudar o abrigo de animais Safe Heaven Pet Sanctuary.

Foi assim que, aos 75 anos, ele se tornou voluntário no local. Inicialmente, o idoso frequentava o espaço alguns dias e escovava os gatinhos. Mas, como conta uma publicação na página do Facebook do abrigo, “eventualmente, isso se tornou diário”.

A mensagem na rede social foi uma forma de agradecimento à dedicação de Terry. A idade avançada, no entanto, faz deste um voluntário incomum: “ele também acidentalmente adormece na maioria dos dias. Nós não nos importamos. Gatos precisam disso. Terry é um voluntário maravilhoso“, diz a publicação, acompanhada de fotos do idoso tirando uma gostosa soneca com os felinos.

O que ninguém esperaria é que o post se tornaria viral, recebendo mais de 90 mil reações na rede social. Graças à grande repercussão, as doações para o santuário também aumentaram e o valor arrecadado em poucos dias foi equivalente ao que o abrigo costuma receber em um ano inteiro!

Não é puro amor?

Para doar também, clica aqui.

Fotos: Reprodução Facebook /fonte:via

ICQ, MSN e telefone fixo: museu reúne acervo com sons da sua infância

A máxima do tempo ser implacável é um fato mais do que sabido. Todavia, a percepção de sua passagem é um fato muito mais complexo de lidar. Pense bem, desde a virada do século (quase há 20 anos) muitos equipamentos tecnológicos que fizeram parte da vida de gerações, não são mais úteis.

Na verdade, objetos como telefone fixo e a máquina de escrever estão praticamente extintos. Pergunte para um adolescente se ele tem ideia do que era viver sem conexão com a internet ou ouvir música no rádio. Com algumas poucas exceções, a resposta será negativa.

Para preservar o ruído de itens agora quase obsoletos, o Museum of Endangered Sounds recolheu em um site mais de trinta sons em perigo de extinção. O objetivo do corpo curatorial é preservar lembranças auditivas e surgiu a partir da reunião de três publicitários norte-americanos.

Phil Hadad, Marybeth Ledesma e Greg Elwood encontraram um meio de alimentar a nostalgia saudável de quem assiste seus aparelhos favoritos sendo substituídos por novas máquinas. Finalmente estamos entendendo nossos pais.

O acervo do museu conta com o som do toque do telefone sem fio, os efeitos sonoros da digitação numa máquina de escrever, o tema do Windows 95 e até o ruído do bichinho virtual. Nós separamos mais alguns pra você revisitar tempos que não voltam mais.

Notificação de mensagem do MSN

Toque do celular Nokia

Som da Internet discada

Windows 95

Som do ICQ

Som do Yoshi

Som caixa registradora

Som do orelhão

Fita cassete rebobinando

Foto: Reprodução/fonte:via