Comercial impactante te faz ver o mundo como uma criança com autismo

Dificilmente vemos o autismo retratado pela perspectiva de quem é diagnosticado com este transtorno, mas é justamente essa a proposta de um comercial impactante lançado pela SunTrust Foundation, uma organização de educação financeira do SunTrust Banks, dos Estados Unidos.

Através da fundação, o banco ajuda pessoas de diferentes condições sociais a fazer um planejamento econômico para alcançar suas metas. Entre as pessoas que contam com esse auxílio estão famílias com pessoas que receberam o diagnóstico de autismo.

Para falar sobre o tema, foi contratada a agência StrawberryFrog. Em um vídeo de 1 minuto e meio, o comercial intitulado “The Bridge” faz um mergulho no pensamento de uma criança autista e nos leva a enxergar o mundo com seus olhos durante uma grande aventura.

Prepara o lencinho e dá o play:

Fotos: Reprodução Youtube/fonte:via

Anúncios

Artista usa body painting para se disfarçar de tartaruga marinha; consegue enxergar?

Uma boa pintura corporal é capaz de iludir muita gente e criar efeitos fantásticos.

O artista Johannes Stötter é um verdadeiro mestre nessa técnica e mostra todo o poder da ilusão ao disfarçar a modelo Sara Costabiei e transfromá-la em uma tartaruga marinha.

Um vídeo publicado por Johannes mostra a ilusão ao apresentar Sara “nadando” em um cenário como se fosse a tartaruga. Ao final do vídeo, a modelo se levanta e deixa transparecer toda a magia da pintura.

Publicada no início do mês em seu canal do Youtube, a produção já foi vista por mais de 100 mil pessoas. É ou não é genial?

Conheça o Dynamoterror Dynastes, recém descoberto parente do T-Rex

Se você viajasse no tempo para a pré-história imaginando que nada poderia ser pior do que um encontro com um Tiranossauro Rex, é possível que tivesse uma grande surpresa.

Os cientistas descobriram recentemente que o T-Rex tinha um primo bem mais malvado. Até o nome deste lagarto já mostra que ele não tem nada de bonzinho: Dynamoterror dynastes.

Este mês, os pesquisadores publicaram sobre o achado na revista científica PeerJ. Entretanto, a ossada pertencente ao Dynamoterror foi encontrada em 2012, durante uma escavação no Novo México, nos Estados Unidos. Desde então, paleontologistas buscavam resolver o quebra-cabeças e entender qual era o animal responsável pelos resquícios.

Acredita-se que o dinossauro tenha vivido há cerca de 80 milhões de anos, enquanto o T-Rex teria habitado a terra há cerca de 66 a 68 milhões de anos. O Dynamoterror era um pouco menor do que seu sucessor e provavelmente esteve no topo da lista de predadores da sua época.

Alguém duvida?

Leia mais sobre a descoberta no artigo publicado pela PeerJ.

Créditos sob as imagens/fonte:via

Asilo atende pedido de idosa de 89 anos e contrata gogo boys para servirem o jantar e quebrar a rotina

A gente tem sangue nas veias até o último dos dias, não é? Então, não há nada mais maravilhoso do que a atitude tomada pela direção do asilo Milton Lodge, em Colchester, na Inglaterra.

Para apimentar o cotidiano das idosas que vivem na casa repouso, uma dupla de gogo boys foi contratada para servir um jantar completo às moradoras.

Antes tarde do que nunca, já que a visitinha especial era um pedido antigo das residentes. A senhorinhas ficaram tão felizes que convidaram alguns parentes para a ocasião especial.

“Toda vez que você pergunta a Joan o que ela quer, ela sempre diz: um homem”, disse Claire Martin, coordenadora do asilo.

Aos 89 anos, Joan foi a líder e responsável direta pela concretização do sonho. O resultado não podia ser diferente, todas elas caíram na risadas e tiraram (várias) casquinhas dos rapazes. Afinal, ninguém é de ferro.

Finalmente, o pedido das senhoras foi atendido…

Fotos: Reprodução/fonte:via

Ele passou os últimos dois anos viajando pela China para reunir pessoas desabrigadas e suas famílias


 

O chinês Cai Yanqiu passou por uma situação que transformou sua vida quando tinha 30 anos de idade: pouco depois de montar sua barraquinha de vendas na cidade de Zhanjiang, ele viu um homem em situação de rua caminhando descalço pelo local.

A cena trouxe uma lembrança da infância: em 1994, o irmão de Cai, que sofria de epilepsia, sumiu de casa e só foi encontrado três dias depois, em péssimo estado de saúde, e acabou morrendo junto da família.

Cai lembrou da mãe, que passou dias de cama chorando pela perda do filho, e derrubou algumas lágrimas ao pensar em quantas famílias passavam por situações parecidas. E decidiu que não podia ficar sem fazer nada.

O momento de mudança aconteceu em 2016, e desde então Cai vem viajando pela China para ajudar desabrigados. Ele comprou uma van usada, a abasteceu com colchonetes e produtos de higiene, além de uma bicicleta dobrável e um pouco de comida, e deixou a própria família para trás para ajudar outras.

Cai já dirigiu por mais de 90 mil quilômetros e conseguiu reunir mais de 50 pessoas e suas famílias. À mídia chinesa, o homem contou que pode levar dias ou até semanas até que ele ganhe a confiança de alguém em situação de rua, e que algumas vezes ele tentou por quase um mês até desistir.

Apesar de algumas pessoas simplesmente não terem vontade de retornar para casa, Cai tenta ajuda-las de outras formas: ele carrega kits para cortar cabelos e aparar barbas, além de cozinhar refeições e fazer doações de roupas ou sapatos.

A jornada de Cai é apoiada por mais de 300 mil pessoas que seguem seus passos em redes sociais chinesas como a Huya. Ele começou fazendo vídeos ao vivo graças à sugestão de um amigo, e agora conta com doações de admiradores para que ele possa continuar com a missão.

Aliás, ele não pretende parar tão cedo: Cai garante que a família dele o apoia e que ele só pararia caso não conseguisse mais manter o próprio estilo de vida ou se chegar o dia em que ele simplesmente não encontrar ninguém vivendo em situação de rua.

 

Fotos: Reprodução/Cai Yanqiu/fonte:via

‘Café dos ouriços’ permite descontrair na companhia dos simpáticos bichinhos

Os chamados ‘Pet Cafés’ têm feito sucesso no Japão (e em outros países que gostaram da ideia) por permitirem que os frequentadores levem seus animais de estimação, especialmente cães e gatos, para acompanha-los durante momentos de relaxamento ou até trabalho.

Mais do que uma moda, os Pet Cafés já estão estabelecidos no Japão, e há estabelecimentos inovando no conceito: conheça o Chikuchiku, ou Hedgehog Home & Café, onde vários ouriços (os animais que inspiraram o personagem Sonic) circulam próximos aos clientes.

Os bichinhos moram em dez casas temáticas construídas por Akiko Tanimoto, um conhecido designer de casas de bonecas japonês. Os funcionários da cafeteria têm experiência para lidar com os ouriços e a casa só abre ao meio-dia, já que eles são animais noturnos e precisam descansar pela manhã.

Crianças de até 6 anos não podem tocar os bichinhos, e aquelas com menos de 12 precisam estar junto de um adulto para isso. Às quintas e sextas, o Chikuchiku fica aberto até mais tarde e serve drinks alcoólicos. Por 25 dólares é possível passar uma hora dentro do café, com direito a dois drinks com álcool e bebida não alcoólica ilimitada.

 

Imagens: Reprodução/Chikuchiku /fonte:via

Estas são as últimas fotos de Kurt Cobain antes de tirar a própria vida

Março de 1994: a turnê do Nirvana pela Europa não ia bem, e chegou ao fim quando o vocalista e guitarrista Kut Cobain perdeu a voz, sendo aconselhado pelos médicos a cancelar os shows que restavam e descansar por pelo menos quatro semanas.

Ele viajou para Roma para encontrar a esposa, Courtney Love. Enfrentando a depressão já há algum tempo, Kurt sofreu uma overdose no hotel no dia 4, resultado da mistura entre champanhe e um medicamento chamado Flunitrazepam, usado para diminuir crises de ansiedade.

Mais tarde, Courtney declararia que aquela tinha sido uma tentativa de suicídio mal sucedida – ele tomou cerca de 50 pílulas do remédio. Ele passou alguns dias no hospital, e em 12 de março viajou de volta para casa, em Seattle.

As fotografias abaixo, tiradas no aeroporto Sea-Tac, são, provavelmente, os últimos registros em imagem do artista. Kurt é visto junto da filha, Frances Bean Cobain, e posando com fãs.

Menos de um mês depois, no dia 5 de abril, Kurt cometeu suicídio, atirando contra a própria cabeça. Ainda que teorias sobre se o que aconteceu foi de fato um suicídio, fato é que a geração de fãs do Nirvana ficou órfã de seu grande líder – ainda que o fardo da liderança sempre o tenha incomodado.

Fotos: Reprodução/fonte:via