Bauhaus: icônica escola de design abre quartos para hospedagem na Alemanha

A mais antiga e importante escola de design e arquitetura do mundo agora passará a receber e hospedar viajantes em seus quartos. Fundada em 1919 e estabelecida em 1926 na cidade de Dessau, na Alemanha, onde permanece até hoje, a Escola Bauhaus foi eleita Patrimônio Cultural da Humanidade, e é uma das mais influentes instituições de ensino do século XX. É em um dos pilares do modernismo não só no design, mas também na arquitetura e nas artes plásticas que agora se pode ficar hospedado.

Desde sua fundação que os estudantes podiam não só trabalhar como viver no conjunto de 28 estúdio de 20 metros quadrados junto da escola. O prédio histórico foi reformado em 2006 a fim de justamente reconstruir e manter o estilo original, com quartos bem iluminados, geométricos e funcionais. Há em cada andar uma pequena cozinha a ser compartilhada, e na Bauhaus funciona também um museu, um centro cultural e educativo, oferecendo programação intensa com workshops, cursos e residências artísticas.

A escola foi fundada em 1919 por Walter Gropius ainda na República de Weimar, e em 1933 foi fechada por conta das perseguições do governo nazista na Alemanha. As acomodações custam entre 40 e 65 euros por dia, em variação de acordo com o dia da semana e a categoria, e as reservas podem ser feitas por um formulário online.

© fotos: reprodução/fonte:via

Restauração de tela de Rembrandt será transmitida ao vivo pela internet

As transmissões ao vivo, mais conhecidas como lives, têm feito cada vez mais sucesso na internet. Artistas, youtubers, empresas e até canais de TV têm apostado na ferramenta, e uma das lives mais interessantes de todas está programada para julho de 2019.

O Rijksmuseum, de Amdsterdã, é o museu nacional dos Países Baixos, com um enorme acervo de pinturas de grandes nomes da arte holandesa, incluindo, é claro, o mestre Rembrandt, e constantemente conduz processos de restauração das obras para manter tudo nos trinques.

As restaurações são complexas e geralmente feitas em salas especiais, com acesso restrito a especialistas nas técnicas. Nada que a tecnologia não dê um jeito: no ano que vem, a famosa tela A Ronda Noturna será restaurada com transmissão ao vivo pela internet.

O projeto é estimado em milhões de euros, e dará sequência à última restauração da obra, feita em 2014. A tela será restaurada dentro de uma câmara de vidro, e os visitantes do museu também poderão acompanhar o processo.

A tela A Ronda Noturna tem uma particularidade infeliz: em 1975, um homem com problemas psiquiátricos usou uma faca para causar danos à pintura, que foi restaurada e quase não apresenta traços do vandalismo – é possível perceber a descoloração onde a faca passou, especialmente perto do cachorro deitado.

Dez anos depois, um ácido em forma de aerossol foi usado em outra tentativa de arruína-la, mas a segurança agiu rápido e evitou maiores danos – mesmo assim, A Ronda Noturna foi novamente restaurada e logo voltou a ser exibida no Rijksmuseum.

Fotos: Domínio Público/fonte:via