O HIV surgiu aqui

O HIV surgiu no que hoje se chama República Democrática do Congo em 1920, especificamente na cidade de Kinshasa. Mas como foi possível determinar o local de surgimento dessa doença com tanta certeza?

Na época, o território se chamava Congo Belga, e era uma colônia da Bélgica. No início do século XX, muitos homens jovens chegaram à região tentando fazer fortuna nas minas de ouro, diamante cobalto e cobre da região ou trabalhando construindo a rede ferroviária. Entre 1920 e 1932, 2.450 km de estrada de ferra foram construídos, e o governo investiu pesadamente em infraestrutura das cidades como Boma, Matadi e Leopoldville.

Nesta época, aconteceu a primeira contaminação interespécies, entre chipanzés e humanos. É possível que essas primeiras pessoas contaminadas caçavam ou domesticavam esses animais em suas tribos. Nas décadas seguintes, a doença ficou confinada a pequenas tribos da África Central,

1960 e 1970


Durante as guerras de independência que aconteceram nas décadas de 1960 e 1970 na região e com a movimentação da população em geral, a doença começou a se espalhar pelo mundo, ainda desconhecida pelos cientistas. Ela só foi identificada pela primeira vez em 1981.

Uma questão de oportunidade

O curioso é que dois tipos de HIV surgiram no início do século XX, mas só um espalhou-se de forma rápida. Eles são o HIV-1 grupo M, e o HIV-1 grupo O. Este segundo grupo acabou restrito ao oeste da África, enquanto o primeiro é responsável por 90% das infecções.

Isso sugere que foi a oportunidade, e talvez não a característica do vírus que a ajudou a se espalhar globalmente. “Fatores ecológicos e não evolutivos ajudaram no crescimento rápido”, afirmou Nuno Faria da Universidade de Oxford (Reino Unido) à BBC.

Faria e seus colegas construíram uma árvore genealógica do HIV com a ajuda do genoma do vírus coletado de 800 pessoas infectadas na África Central. Ao comparar a sequência de dois genomas e observar as diferenças entre eles, a equipe conseguiu descobrir quando os dois compartilharam um ancestral em comum.

Todos os genomas do HIV compartilharam um ancestral em comum em 1920. Com esta informação, eles conseguiram apontar o local de origem da doença, a cidade de Kinshasa, atualmente a capital da República Democrática do Congo.

fonte:via[Futurism, Avert, BBC]

Art Institute of Chicago libera acesso gratuito a milhares de obras de arte em alta definição

Poucos efeitos da tecnologia são tão legais para os admiradores das mais diversas formas de arte como a possibilidade de ter milhares ou milhões de grandes obras ao alcance de alguns cliques, algo que antes exigiria várias visitas a museus e galerias – e uma memória sobre-humana.

O Art Institute of Chicago seguiu a linha de vários museus mundo afora e disponibilizou milhares de obras de seu acervo em alta definição, para serem baixadas e usadas como quiser, já que estão listadas como conteúdo de domínio público.

A coleção pode ser acessada através do site do Instituto, e inclui obras famosas, como Quarto em Arles, de van Gogh, American Gothic, de Grant Wood, Nighthawks, de Edward Hopper, e O Velho Guitarrista Cego, de Pablo Picasso.

Michael Neault, diretor-executivo de Experiência Digital do museu, declarou que o processo de digitalização foi aprimorado, para que o público possa apreciar as obras em detalhes, e que a equipe desenvolveu um sistema de recomendações para tornar artistas menos renomados, mas incrivelmente talentosos, mais conhecidos do grande público.

Fotos: Domínio Público (Creative Commons CC0)/fonte:via