A história dos gatos determinados que nunca desistem de tentar entrar neste museu

gatos museu Hiroshima 5

Os gatos são mesmo seres incríveis. Incapazes de serem totalmente domados pelos seres humanos, eles são inteligentes, misteriosos e têm muito a nos ensinar sobre as relações. Porém, Ken Chan e Gosaku, superam todas as expectativas. Decididos a entrar no Museu de Arte da cidade de Hiroshima – Japão, há 2 anos eles vão diariamente até a porta do museu, sem sucesso.

gatos museu Hiroshima 1

Porém, a determinação da dupla é tão grande, que os próprios funcionários do estabelecimento fizeram a fama dos felinos, agora famosos na internet. Diversos vídeos e fotos publicados no Twitter estão sendo compartilhados e as pessoas estão se perguntando de onde eles vêm e porque cismaram em visitar o museu.

gatos museu Hiroshima 2

A história começou em 2016, na estreia da exposição Cats – Mitsuaki Iwago Photography Exhibition, quando Ken-chan – o gato preto, mostrou que também gosta de arte e foi até a porta na esperança de ser convidado. Sem sucesso e com uma insistência que muita gente inveja, depois de 2 anos ele decidiu pedir a ajuda de seu amigo, Tom Gosaku – de cor champagne, que passou a participar da missão.

gatos museu Hiroshima 3

Não sabemos o motivo de tanta vontade para entrar neste museu, mas uma coisa podemos afirmar: gatos são mesmo incríveis!

gatos museu Hiroshima 5
gatos museu Hiroshima 7

Fotos: Onomichi Museu/ fonte:via

Tapetes reproduzem o fundo do mar e trazem reflexão sobre preservação dos oceanos

tapete fundo do mar 3

Nós adoramos toda e qualquer forma de arte, porém quando ela possui um caráter crítico e nos instiga a pensar sobre determinado ponto, melhor ainda. A artista portuguesa Vanessa Barragão, vem criando tapetes incríveis, que além de nos propor uma reflexão sobre a importância da preservação dos oceanos, recupera técnicas ancestrais de tapeçaria manual. Recriando paisagens do fundo do mar, suas obras são produzidas inteiramente de maneira artesanal e são 100% sustentáveis.

tapete fundo do mar 1

Sediada na cidade de Porto, a artista é natural de Albufeira, litoral do país, portanto o mar sempre foi sua realidade. Após estudar Design de Moda e estar em contato direto com a indústria têxtil, a preocupação com o meio ambiente tornou-se real, já que a indústria da moda é uma das que mais poluem o meio ambiente.

tapete fundo do mar 2

Retratando algas, corais e aspectos da vida marinha que encontram-se em constante ameaça, sua obra não poderia ser mais atual e direta. A complexidade de seu trabalho caminha lado a lado com sua criatividade, trabalhada a partir de técnicas tradicionais, como feltragem, tricô, macramê, crochê e tecelagem, muitas destas que vêm sido engolidas pela industrialização.

tapete fundo do mar 3

Altamente sensoriais e integralmente feitas à mão, todo o material utilizado na composição das suas peças são coletados, limpos e reciclados para serem reinseridos no processo de confecção das obras. Lindo é pouco!

tapete fundo do mar 4
tapete fundo do mar 5
tapete fundo do mar 6
tapete fundo do mar 7
tapete fundo do mar 8

Fotos: Vanessa Barragão/ fonte:via