Série de fotos capta as freiras da Califórnia que cultivam maconha nos fundos de casa

NunsMarijuana18

É essa a motivação das freiras Kate e Darcy, que, longe de procurarem na maconha um escape à vida paroquial, encontram na substância uma forma de ajudar os outros. As duas fazem parte da companhia Sisters of the Valley, na Califórnia, EUA, e decidiram criar um quintal nos fundos de casa para produzir remédios à base do produto.

NunsMarijuana1

O concelho onde vivem ficou perplexo com a história e não coloca de parte a ideia de proibir as freiras de continuar alimentando a plantação. Kate e Darcy, porém, contam já com uma petição online, no Change.org, pelo direito de prosseguir a jornada e ajudar pessoas que sofrem com náuseas, exanquecas ou outros problemas de saúde.

Apesar da educação católica da irmã Kate, elas “não são afiliadas a nenhuma religião terrena tradicional“. Os princípios da ordem a que pertencem misturam uma espiritualidade moderna, o ambientalismo, uma política progressista e até o feminismo. Também a relação com o mundo moderno é diferente, já que, após um par de horas dedicadas ao “Bible Time” (“Tempo para a Bíblia”, em tradução livre), as irmãs checam o e-mail e as várias redes sociais em que estão inseridas.

Os fotógrafos Shaughn Crawford e John DuBois foram até Merced, onde se encontra a plantação, retratar o dia a dia destas freiras pouco convencionais. O resultado você vê abaixo:

NunsMarijuana2
NunsMarijuana4
NunsMarijuana3
NunsMarijuana9
NunsMarijuana5
NunsMarijuana6
NunsMarijuana7
NunsMarijuana8
NunsMarijuana10
NunsMarijuana11
NunsMarijuana12
NunsMarijuana13
NunsMarijuana14
NunsMarijuana15
NunsMarijuana16
NunsMarijuana17
NunsMarijuana18

Todas as fotos © Shaughn and John[Com informações via The Guardian] fonte:via

Anúncios

Diretora de ‘Bao’, da Pixar, compartilha receita de massa de sua mãe com ilustrações fofas

Você já assistiu ao curta-metragrem Bao? Muita gente viu antes de Os Incríveis nos cinemas. Embora não tenha sido a ‘atração principal’, arrancou suspiros por seu olhar sensível sobre a maternidade e a ‘síndrome do ninho vazio‘.

A animação foi escrita e dirigida por Domee Shi. Ao longo de oito minutos, acompanhamos a história de uma mãe que cozinha bolinhos de massa asiáticos até que um deles ganha vida.

Domee faz parte de família de imigrantes chineses no Canadá e a história contada na animação retrata também um pouco de suas experiências pessoais. No último dia 25, a diretora compartilhou a receita dos bolinhos feitos por sua própria mãe com os seguidores da página da Walt Disney no Facebook.

Passo 1: misture a farinha com o fermento em uma cumbuca

Passo 2: Adicione água e amasse até que uma bola de massa sólida se forme. Se ficar muito pegajosa, adicione mais farinha. Se ficar muito seca, adicione mais água.

Passo 3: Deixe a massa crescer por cerca de duas horas,

Passo 4: Cozinhe metade do guisado de carne suína em uma frigideira e depois misture com a carne crua.

Passo 5: Misture a carne com os pedaços de repolho, cenoura, cebolinha, gengibre, óleo de gergelim, azeite de oliva, pimenta, caldo de galinha em pó, molho de ostras, vinho, ovos batidos e sal.

Quando a massa tiver crescido, polvilhe a bancada com farinha e enrole a massa como uma corda longa, usando a “técnica do moinho de vento”

Passo 7: Corte pedaços da massa um pouco maiores do que 1 cm. Depois abra cada peça separadamente

Passo 8: Coloque meia colher de sopa de recheio no centro de cada massa. Depois, feche e enrole a massa para fechá-la, torcendo a parte superior para finalizar. Certifique-se de pressionar bem.

Passo 9: Coloque uma panela de água para ferver. Coloque os baos em uma cesta fumegante forrada com folhas de repolho para evitar que grudem e coloque a cesta em cima da água fervente. Feche a tampa. Deixe cozinhar no vapor por 15 minutos, em seguida, desligue o fogo e deixe os baos descansarem por 5 minutos

Passo 10: Coma ou adote como seu filho.

Fotos: Walt Disney Studios/Reprodução Facebook /
fonte:via