A praia brasileira eleita a melhor do mundo desbancando Aruba e Turks and Caicos

Fotos: Eduardo Vessoni/Viagem em Pauta / fonte:via



fernando de noronha 3




O brasileiro tem o costume de valorizar tudo que vem de fora e esquecer que existem lugares incríveis para serem descobertos em nosso país com dimensões continentais. Fernando de Noronha é um dos destinos de sonhos do Brasil, com sua natureza quase intocada e praias paradisíacas e a boa notícia é que a Praia do Sancho, uma das tantas do arquipélago, acaba de ser eleita a melhor praia do mundo, deixando para trás a cubana Varadero, Eagle Beach (Aruba) e Grace Bay, nas Ilhas Turcas e Caicos.

fernando de noronha 1

A 545 km de Recife, no ano passado ela conquistou o segundo lugar na mesma premiação –  “As 25 melhores praias do mundo”, da Travellers’ Choice 2019, do site TripAdvisor. Como todo paraíso de verdade, para acessar à praia é preciso encarar dois lances de escadas verticais, por uma fenda na rocha, ou pegar um barco, que por si só já é um passeio incrível.

fernando de noronha 2

Perto do Morro Dois Irmãos e da Baía dos Porcos, apesar do destino não ser barato e ser o preferido de celebridades e endinheirados, com muita pesquisa e planejamento é possível conseguir preços mais baixos, sobretudo na baixa temporada. Vamos valorizar o que é nosso?

fernando de noronha 3

Fotos: Eduardo Vessoni/Viagem em Pauta / fonte:via

Após 100 anos tartarugas voltam a nascer em Galápagos

Depois de reencontrarem uma tartaruga que se pensava estar extinta, mais notícias boas estão vindo de Galápagos, no Equador. Tartarugas finalmente voltaram a nascer na Isla Pinzón. No último século, nenhum animal havia nascido de forma natural no local.

Segundo o Nuevo Diario Web, as tartaruguinhas já saíram de seus ovos. O periódico cita ainda uma ação de preservação ocorrida na região em 1965, quando diversas tartarugas foram retiradas do local para que se evitasse sua extinção. Desde então, mais de 800 animais já foram liberados na ilha.

Foto via

As tartarugas da espécie Chelonoidis ephippium enfrentavam problemas para sua reprodução devido ao alto número de ratazanas na ilha, que atuavam como predadoras. Um plano de erradicação de roedores foi executado na região em 2012, buscando eliminar a espécie introduzida no habitat e que atua como a principal ameaça à reprodução natural das tartarugas, visto que se alimenta de seus ovos.

FotoCC BY-SA 3.0Matěj Baťha

A partir de agora, as tartarugas poderão se desenvolver naturalmente na  Isla Pinzón. Para certificar-se de que elas estão seguras, as autoridades equatorianas monitoram o local para determinar que ele continue livre da espécie invasora.

Créditos sob as imagens / fonte:via