Peixe bizarro sem olhos e com dentes de agulha poderia ter estourado de seu peito

Recentemente, um grupo de pescadores capturou algo totalmente inesperado nas águas do Parque Nacional Kakadu: um peixe parecido com um verme de 15 centímetros de comprimento, espécie que raramente, ou nunca, havia sido vista antes.

É só dar uma olhada nas imagens para saber que não há outro lugar no mundo em que se esperaria encontrar uma criatura dessas, a não ser a Austrália.

A captura

Sem olhos e com um sorriso pontudo, a criatura parece algo saído do clássico filme de terror Alien de 1979.

“Era amarronzado, tinha uma cabeça muito estranha, mas o corpo era como uma enguia e nem sequer se mexia ou contorcia; era como se estivesse atordoado”, contou o pescador Tee Hokin à ABC News.

O peixe estava tão firmemente preso à isca que os pescadores precisaram usar um alicate para soltar a ventosa.

O que é isso?

A ABC levou o mistério à Michael Hammer, curador de peixes do Museu e Galeria de Arte do Território do Norte, mesma região onde o parque é localizado.

O especialista identificou a criatura como um góbio-verme. Enquanto não foi capaz de confirmar a espécie apenas pelas imagens, Hammer disse que era provavelmente do gênero Taenioides.25 animais aterrorizantes do mundo real

Sabemos que outras espécies deste gênero se alimentam de crustáceos e pequenos peixes, mas no que diz respeito à reprodução, habitat, sexualidade e comportamento, conhecemos muito pouco sobre o animal.

Como os góbios tendem a viver suas vidas inteiras debaixo da lama, humanos raramente os encontram. Segundo Hammer, há uma chance de que a descoberta seja uma espécie inteiramente nova.

Ajude um cientista

Hammer aproveitou a oportunidade para pedir ao público que entre em contato caso encontre um peixe deste tipo, o que pode ajudar muito os cientistas a compreender melhor a espécie.

Apesar de sua aparência nada agradável, o especialista garante que o pior que a criatura pode fazer é dar uma pequena mordida.

“Eles têm dentes pequenos e com aspecto de vidro, então algumas pessoas disseram que quando os pegaram levaram uma mordida, mas não é perigoso”, explicou à ABC News. “Embora eles cresçam até 50 cm de comprimento, então, uma vez que atingem esse tamanho, podem lhe dar uma boa mordida”. fonte via: [ScienceAlert]

Gêmeos idênticos que não se parecem em nada



Neil e Adam Pearson. Crédito Imagem: Youtube



Apesar de terem o mesmo DNA, os gêmeos de 34 anos da Inglaterra, Adam e Neil Pearson, são completamente diferentes fisicamente. Os dois sofrem de neurofibromatose tipo 1, um problema genético raro que os afeta de formas diferentes.

Enquanto Adam tem inúmeros tumores benignos na cabeça, o Neil não tem praticamente nenhum tumor do pescoço para cima, mas tem problemas sérios de memória e convulsões.

A história dos irmãos é contada no documentário The Pearson Twins, de Jonathan Braue.

A mãe dos gêmeos, Marilyn, conta que tudo parecia normal até que Adam apareceu com uma bochecha vermelha quando ele tinha três anos. Ela o levou a vários médicos, que disseram não ser nada. Com cinco anos, ele bateu a cabeça na moldura da janela, e um galo apareceu em sua testa.

A mãe conta que este galo diminuiu normalmente, mas uma segunda batida no mesmo local fez aparecer um galo ainda maior, que nunca desapareceu. Foi aí que a família conseguiu o diagnóstico de neurofibromatose.

O menino passou por 33 cirurgias para retirada de tumores que estavam bloqueando sua respiração, mas perdeu a visão de um olho e não enxerga bem com o outro olho.

Adam passou a sofrer bullying na escola, e um dia foi empurrado e levou cusparadas de colegas de classe. Enquanto isso, Neil parecia não estar sendo afetado pela doença. Até que aos 14 anos ele saiu para ir ao clube de jovens, e na volta não se lembrava de onde tinha ido ou o que tinha feito.

Neil perdeu a memória recente e nunca sabia em que dia estava. Enquanto isso, Adam não podia sair na rua em paz sem receber olhares assustados ou curiosos, além de ouvir apelidos maldosos, como “Corcunda de Notre Dame”.

Neil e Adam Pearson. Crédito Imagem: Youtube

“Um dia, desisti de tentar ser maneiro e passei a ser eu mesmo”, relembra Adam. A partir daí, ele se sentiu em paz com sua aparência. Hoje, além dos costumeiros olhares curiosos que ele encontra nas ruas, ele também tem o prazer de encontrar seus fãs, que pedem por autógrafos e fotografias. Isso porque Adam é apresentador de TV e  ativista em favor de pessoas com deformidades.

Adam também contracenou com Scarlett Johansson no filme estadunidense Sob a Pele (2014 – Drama/Fantasia) e em um vídeo de música da banda Ciste Tvary.

Neil e Adam Pearson. Crédito Imagem: Youtube

Já Neil trabalha como assistente de bibliotecário em uma faculdade de medicina, e precisa seguir uma rotina rígida para lidar com sua perda de memória. Se ele não seguir uma sequência de ações, fica confuso e se pergunta se já realizou algumas tarefas ou não.

fonte via:[The Atlantic, Daily Mail]

Confira no link o pequeno documentário, de 11 minutos: