Este senhor fofo finalmente conseguiu pagar uma dívida de 14 dólares que tinha desde os anos 1950

Em meio ao mar de infinitos posts que a internet diariamente nos traz, volta e meia uma verdadeira joia se destaca para trazer lágrimas aos olhos. É o caso da emocionante história de Bob Bradley, um senhor que aos 79 anos, sentindo o fim da vida se aproximar, decidiu literalmente resolver todas as suas dívidas – simbólicas mas também literais. Uma dessas dívidas, de meros 14 dólares, datava ainda dos anos 1950, contraída com seus patrões Bill Barry e Bob, donos de uma concessionária onde trabalhou – e só agora, de forma verdadeiramente tocante, ele pôde pagar, como mostram as próprias palavras da carta que Bradley enviou para a concessionaria de automóveis pagar sua dívida. A história veio a público a partir de uma matéria no site Bored Panda.

“10 Setembro de 2019

Querido senhor (Vincent, Robert, William) Barry

Ainda nos anos 1950 eu trabalhei para vocês – preparando carros, limpando o jardim e outras coisas enquanto estava na escola em Danbury.

Vocês me emprestaram um velho carro Mercury como parte do meu trabalho. Um dia eu fui chamado para cantar em um concurso na Universidade de Westmar, em LeMars. Como eu só tinha farrapos e sapatos velhos, vocês me emprestaram um dinheiro para comprar uma camisa branca e um par de sapatos. Eu paguei em parte, mas ainda devia 14 dólares.

Tenho 79 anos agora e estou pronto para ir. Estou com problemas cardíacos, e tive um pequeno derrame. Eu deveria ter feito isso antes mas sempre fui pobre e nunca tive o suficiente. Eu prometi a Deus que não teria dívidas. Aqui vão 20 dólares – espero que eu possa ser perdoado por não ter pagado antes.

Obrigado, todo respeito

Bob Bradley”

Bob Bradley

Todos na concessionária se comoveram com o nobre gesto, e decidiram procurar por Bradley nas redes sociais para poderem saber mais sobre ele – e através do Facebook agradeceram o gesto.

A concessionária antigamente, e hoje em dia

A mensagem que enviaram em resposta a Bradley conclui a incrível história – e nos renova a esperança na humanidade.

A carta que Bob enviou, mais de 50 anos depois

Olá Bob,

Recebemos sua maravilhosa carta junto com os 20 dólares. Meu pai e eu realmente achamos a coisa mais incrível já feita! É algo que não vemos no mundo hoje. Eu sabia que seria algo do passado só de ver os nomes que você colocou no envelope. Bill Barry era meu avô. Hoje meu pai Mike Barry e eu somos donos da concessionária Ford. Quando você trabalhou para a Barry Motor’s, Bob e Bill eram os donos? Ou era Vincent? Estamos tentando descobrir que ano isso aconteceu, achamos que foi por volta de 1958. Está certo?

De qualquer modo, eu sei que Bill e Bob teriam adorado seu gesto. Infelizmente, porém, os dois já se foram há algum tempo. Bob faleceu em 1975 e Bill em 1993. De qualquer forma, foi um gesto muito legal. Todos nós na Barry Motors achamos demais!

Queremos te agradecer pela carta e o dinheiro para nos lembrar que ainda existem pessoas muito boas no mundo. Nos trouxe muitas memórias maravilhosas! Obrigado mais uma vez

Brian Barry”

As duas pessoas que emprestaram 14 dólares para Bob no fim dos anos 1950

© fotos: Bored Panda/fonte:via

A casa da Barbie existe na vida real – e você pode se hospedar lá

Possivelmente a mais célebre e vendida boneca do mundo, a Barbie costumava sugerir uma vida de luxo e deleite ao imaginário da criançada que cresceu – e ainda cresce – inventando uma vida enquanto brinca com a boneca. Pois quem já brincou com a casa da Barbie e sonhou em um dia poder de fato estar em uma verdadeira mansão como aquela, já não precisa mais sonhar: foi anunciada no Airbnb uma casa em tamanho real do modelo Barbie Malibu Dreamhouse. Quem se interessar terá somente dois dias para realizar esse sonho na vida real, por R$ 250 a diária – o dinheiro infelizmente não poderá ser de mentirinha.

Como o nome sugere, a casa fica em Malibu, na cidade de Los Angeles, nos EUA, e tem detalhes em cor-de-rosa espalhados por toda sua decoração. A mansão tem três andares com uma vista espetacular para o Oceano Pacífico, mais dois quartos, dois banheiros, e mais: piscina infinita, cinema particular, quadra para área de esportes, local para meditação, e muitas outras atrações.

Como não poderia deixar de ser, para realizar o sonho infantil em sua totalidade, a casa também traz um closet repleto de roupas da Barbie – em tamanho real, é claro.

O anúncio é descrito em primeira pessoa – como se fosse a própria Barbie a anunciar sua casa. “Lembre-se, essa é uma chance única na vida, o que significa que a Dreamhouse será reservada apenas uma vez. Minha Dreamhouse é o lugar perfeito para se inspirar e aprender coisas novas. Espero que você se sinta em sua Dreamhouse também”, diz o anúncio.

A versão de brinquedo da casa

Mais do que somente realizar um sonho infantil, o aluguel da casa possui um propósito nobre: a partir do aluguel da Barbie Malibu Dreamhouse, o Airbnb irá fazer uma doação no nome de quem alugar para instituições de caridade que participem do Barbie Dream Gap Project, uma iniciativa da Mattel, fabricante da boneca, que levanta fundos e investe em projetos e instituições pela capacitação de meninas e mulheres em diversas áreas carentes por todo o mundo.

© fotos: divulgação/fonte:via

AirBnb revela quais os destinos de viagem mais cobiçados para 2020

Ao se tornar o mais popular site de aluguel de imóveis do mundo, o Airbnb acaba servindo também como uma eficiente fonte de pesquisa – capaz de medir, por exemplo, tendências e preferências diversas sobre tudo que diz respeito e deriva do ato de alugar um imóvel. Assim, vem se tornando já uma atração do site a divulgação anual de uma lista das cidades e países mais procuradas por viajantes em todo o mundo – e a relação desses destinos para 2020 foi finalmente lançada.

Países como a Tailândia, a Espanha ou a Austrália já eram esperados na lista, mas há verdadeiras surpresas – inclusive no topo da seleção, como o destino mais “quente” para o ano que vem. Ainda que se trate somente de uma pesquisa a partir do crescimento da procura por esses destinos, o sucesso do Airbnb coloca o site como uma fonte confiável. O Brasil se faz presente na lista completa, mas somente em 15o lugar, para as praias de Ubatuba, no litoral de São Paulo. Selecionamos os oito primeiros colocados, mas a lista completa pode ser acessada aqui – e boa viagem!

1. Milwaukee, Wisconsin (EUA)

2. Bilbao (Espanha)

3. Buriram (Tailândia)

4. Sunbury, Victoria (Austrália)

5. Romênia

6. Xi’an (China)

7. Eugene, Oregon (EUA)

8. Luxemburgo

© fotos: divulgação/fonte:via

Nem animal, nem planta nem fungo: um ser vivo surreal com 720 sexos e sem cérebro

Se alguém aí acha a natureza humana complexa demais para ser compreendida, então prepara-se para conhecer o Physarum polycephalum, mais conhecido simplesmente como Blob. Trata-se de um dos organismos mais incríveis do já descobertos, capaz de espantar a qualquer um e questionar tudo que se pode imaginar a respeito da vida e do funcionamento da natureza. A começar por sua própria definição: ele se comporta em partes como um animal, em partes como um fungo, e ora como uma planta, mas não é nenhum dos três – e já existia 500 milhões de anos antes dos seres humanos.

O Blob não tem boca, estômago, olhos, braços, pernas, nem cérebro – mas é capaz de se mover, se alimentar, se regenerar em questão de minutos e ainda de aprender e até transmitir conhecimento. Como se não bastasse, não há, em seu funcionamento natural, a definição restrita a macho ou fêmea, mas sim 720 sexos diferentes para se reproduzir.

Claro que não se trata da noção cultural de sexualidade, mas sim dado referente ao número de células sexuais que esse inacreditável organismo é capaz de produzir com o objetivo da reprodução. Seu nome científico significa “bolor de várias cabeças”, mas seu apelido vem do clássico filme trash A Bolha Assassina (The Blob, em inglês), de 1988.

Normalmente de coloração amarelada, o Blob era considerado um fungo, mas foi redefinido nos anos 1990 como um organismo do grupo do mixomicetos, um bolor limoso, da família das amebas. Esse ser possui somente uma célula, ocasionalmente com muitos núcleos, capazes de replicar seu DNA, se dividir, e se mover a até um centímetro por hora. É normalmente encontrado em pontos com decomposição de folhas, troncos de árvore e outros locais úmidos. E não para por aí: através de um mecanismo de defesa que o coloca em uma espécie de hibernação e o torna “seco” diante de uma ameaça, o Blob é praticamente imortal.

Depois de seco, porém, ele revive com facilidade – inclusive se posto no micro-ondas com gotas de água por alguns minutos. Talvez seu ponto mais espantoso, porém, seja a capacidade de aprendizado: mesmo sem sistema nervoso central, a criatura é capaz de mudar seu comportamento padrão a partir de experiências, adaptando, por exemplo, seu caminho até um alimento. E experimentos em laboratório comprovaram que, ao se fundir com outro Blob, é capaz de transmitir esse conhecimento. Não é por acaso, portanto, que o Physarum polycephalum passará a ser exibido no zoológico de Paris a partir do próximo final de semana: Como bem disse Bruno David, o Blob é “realmente uma das coisas mais extraordinárias que existem hoje na Terra”.

© fotos: divulgação/fonte:via

Aos 11 anos, ele já arrecadou milhares de dólares para ajudar órfãos fazendo crochê

Jonah Larson parece um garoto de 11 anos comum, mas, não se engane. Verdadeiro prodígio autodidata em crochê, ele usa seu talento para inspirar o mundo e ajudar os outros. Famoso por suas habilidades manuais, ele recentemente levantou fundos para construir uma biblioteca em sua cidade natal – na Etiópia, para os amigos que ele deixou para trás no orfanato onde foi adotado.

garoto faz crochê para órfãos 1

Até hoje, Jonah já arrecadou quase 20 mil dólares, sendo que metade será destinado à organização sem fins lucrativos Roots Ethiopia, que fornece recursos básicos, como carteiras, cadeiras, lousas, livros e materiais científico para órfãos.

garoto faz crochê para órfãos 2

“Quero dar às crianças na Etiópia a chance de liberar sua própria paixão e potencial. O talento e o amor que vieram desse presente agora podem se espalhar pelo mundo e voltar para o belo país que tanto amo”, explicou ele em sua página de angariação de fundos.

Se hoje sua dedicação inspira muita gente, isto é fruto de uma história de vida que não começou fácil. Seu primeiro projeto foi iniciado quando ele tinha apenas 5 anos usando materiais doados. Depois de fazer um pano de prato simples assistindo a um tutorial do YouTube, ele simplesmente não conseguiu mais parar.

garoto faz crochê para órfãos 3

Dono do canal ‘Jonah’s Hands‘, ele já possui quase 60 mil seguidores e está na capa da revista “Crochet World”. O garoto também já deu entrevistas à televisão e, recentemente fez uma parceria com o estilista norte americano Daniel Sheehan – de Atlanta.

garoto faz crochê para órfãos 5

No entanto, além das habilidades com o crochê e da fama mais do que merecida, este garoto vem transformando a vida de milhares de crianças órfãs, que assim como ele, não tinham um lar para viver. Seus planos para o futuro? Além de expandir seus negócios com o crochê, ele diz que quer ser cirurgião.

Fotos: reprodução/fonte:via

Projeto dedica-se a recuperar a saúde física e mental de galos explorados em rinhas

A prática de se utilizar galos em rinhas de briga provocam marcas indeléveis nos animais que vão muito além dos ferimentos e cicatrizes deixadas por essa verdadeira prática de tortura. É praxe que, mesmo após serem libertados, os galos de rinhas acabem mortos, seja pelo estado de suas saúdes, seja pelo comportamento agressivo do animal. O Ministério Público de Minas Gerais, na cidade de Formiga, criou um projeto para tentar dar fim a esse horror que não se encerra quando as rinhas são fechadas – e recuperar os animais.

O projeto busca resolver o complicado dilema do destino dos galos após serem encontrados e as rinhas serem devidamente encerradas. Segundo a promotora de justiça Luciana Imaculada de Paula, responsável pela Coordenadoria Estadual de Defesa da Fauna (Cedef), esse é um dos grandes desafios dos órgãos públicos no processo de combater essa prática, quando abate muitas vezes se mostra a única opção. A partir do projeto, os animais passam por uma triagem, e um processo de readaptação e ressocialização, para então serem devolvidos ao campo.

Cada animal participante do projeto recebe um chip e um anel com suas informações, para o reconhecimento posterior. Quando recuperados, os galos são doados para proprietários rurais selecionados, e seguem sendo monitorados por um ano, a fim de confirmar a eficácia do protocolo de recuperação. O projeto também inclui um programa de educação ambiental e de preservação da espécie, assim como contra o abuso de animais e o uso de galos para combate – que são criados desde cedo em estado de tortura e estresse para aumentar sua agressividade, refletida nas mutilações encontradas nos galos de rinha resgatados.

© fotos: divulgação/fonte:via

Aluno cria armário colaborativo em escola para ajudar colegas em situação vulnerável

Com apenas 13 anos, Chase Neyland-Square criou um armário colaborativo para seus colegas de escola. A ideia busca ajudar os alunos em situação de vulnerabilidade social.

O armário fica disponível para que estudantes da escola secundária de Port Allen, no estado da Louisiana (EUA), possam ter acesso a roupas e outros itens indispensáveis, como material escolar ou desodorantes. Tratam-se de doações de vizinhos e da comunidade escolar.

Como a instituição possui apenas 215 alunos, a direção consegue conhecer bem cada um deles. Dessa forma, é possível entender as necessidades dos estudantes e encaminhar a eles os itens necessários para seu bem-estar.

As boas ações de Chase não param por aí. O menino também atua como voluntário em um lar de idosos na vizinhança. Em uma entrevista recente ao programa Good Morning America, o jovem explicou suas motivações.

Minha parte favorita é separar as roupas antes de fazer a doação aos meus colegas. Isso me faz sentir bem comigo mesmo, pois sei que posso fazer a diferença na minha escola”.

Maravilhoso, não?

Fotos: Jessica Major/fonte: via