Marido substitui esposa em ensaio de gestante para alegrá-la após recomendação de repouso absoluto

ensaio gestante marido 10

Muito tem se falado sobre a paternidade e nos últimos anos o conceito de paternidade ativa vem reformulando o papel do homem no cuidado dos filhos, tirando-o do papel de único provedor e o posicionando efetivamente em um papel ativo. No entanto, e durante a gravidez? Um marido de Kentucky – Estados Unidos, teve uma ideia criativa e fofa quando sua esposa grávida precisou ficar em repouso absoluto, colocando-se no lugar dela em um ensaio de gestante.

ensaio gestante marido 1

Tudo começou quando durante exames de rotina, Kelsey recebeu a notícia de que precisaria fazer repouso absoluto, justamente na semana em que havia marcado o ensaio de gestante, feito pelo sua irmã – Kiana Whitney Smither, fotógrafa profissional.

ensaio gestante marido 2

Decepcionada com a situação, seu marido – Jared decidiu fazer uma surpresa à esposa, que não ficou sem seu ensaio fotográfico, mesmo que ela não tenha sido a modelo. A reação de Kelsey não poderia ter sido mais positiva, afinal, não são todos os homens que estão dispostos a inverter os papéis, não é mesmo?

ensaio gestante marido 3

Depois de compartilhadas no Facebook, as fotos foram compartilhadas mais de 45 mil vezes. Segundo Kelsey: “Ficar em uma cama, em repouso absoluto por seis ou mais semanas antes do parto nunca é o ideal e não é a coisa mais divertida. No entanto, estar rodeado pelo mais incrível sistema de suporte e ter pessoas que estão dispostas e aptas a qualquer coisa para realizar tudo o que você planejava, é a sensação maravilhosa! Meu marido e minha irmã conseguiram tirar essas fotos incríveis, que eu vou amar literalmente pelo resto da minha vida”.

ensaio gestante marido 4

ensaio gestante marido 5

ensaio gestante marido 6

ensaio gestante marido 7

ensaio gestante marido 8

ensaio gestante marido 9

ensaio gestante marido 10

Iceberg de 315 bilhões de toneladas, o maior em 50 anos, se desprende da Antártida

Imagine a dimensão de um iceberg maior que a cidade de São Paulo. Agora, pense nos efeitos provocados pelo desprendimento da plataforma de gelo com área de 1.636 km². 

D28, este é o nome do maior bloco produzido na Antártida em 50 anos. O iceberg de 315 bilhões de toneladas acaba de se soltar da plataforma de gelo Amery – terceira maior do continente gelado e que não via um fenômeno como esse desde a década de 1960. 

Cientistas monitoram iceberg gigante

O desprendimento, como mostra reportagem da BBC, gerou preocupação, já que o iceberg pode se tornar uma ameaça ao transporte marítimo do canal de escoamento para o leste do continente. 

Por isso, diz a rede de notícias britânica, os passos da D28 estão sob constante  monitoramento. Embora assuste leigos, os cientistas já esperavam o fenômeno, que segundo eles não possui ligação com eventos climáticos. 

Para melhor compreensão, o evento pode ser descrito como a extração de um dente. Amery é conhecido como o ‘Dente Mole’ entre a comunidade científica pela semelhança com um…dente de leite. 

“É um molar quando comparado a um dente de leite”, disse à BBC a professora Helen Fricker, da Scripps Intitution of Oceanography. Ela, que tinha previsto que o descolamento aconteceria em algum período entre 2010 e 2015, se mostra empolgada. 

O iceberg é maior que a cidade de São Paulo

“Embora haja muito com o que se preocupar na Antártida, ainda não há motivo de alarde em relação a essa plataforma de gelo em particular”, explicou. 

A desconexão com eventos climáticos não significa menos trabalho. Pelo contrário, há risco de desequilíbrio na plataforma de gelo, que pode apresentar rachaduras e instabilidade. Por isso, membros da Divisão Australiana da Antártida vão observar Amery com atenção. 

Causa 

A perda de icebergs é a forma como as correntes de gelo mantêm o equilíbrio diante do acúmulo de neve. Isso não quer dizer que constantes agressões ao meio amiente estejam totalmente descartadas.

Ao analisar outro descolamento de um bloco de gelo maior que o Distrito Federal, pesquisadores da Universidade de Swansea, no Reino Unido, fizeram um alerta. 

A preocupação é com embarcações

Os membros do projeto ‘Midas’, explicaram que embora não aumente o nível do mar imediatamente, a perda de área das plataformas pode causar a separação de geleiras do continente rumo ao oceano. O que, num longo prazo, deve impactar no aumento do nível do mar. 

Por hora, o perigo maior é para os marinheiros. Quando o iceberg se divide em vários pedaços, fica difícil ter uma noção exata de seu tamanho. 

Fotos: foto 1: Ozge Elif Kizil/Anadolu Agency/Getty Images/foto 2: Servet Ulku/Anadolu Agency/Getty Images/foto 3: Emiliano Lasalvia/NurPhoto via Getty Images/fonte:via