Isso é um organismo unicelular gigante

O que você vê na foto acima, por incrível que pareça, é um ser vivo de uma única célula.

Conhecido como olho-de-marinheiro, é um tipo de alga que vive escondida em corais nos oceanos tropicais do mundo.

A espécie, Valonia ventricose, varia em tamanho, mas é sem dúvida um dos maiores organismos unicelulares que existem – como você pode ver, pode chegar ao tamanho de um olho, ou 5 centímetros de diâmetro.

Truque

É muito incomum que uma única célula atinja tais dimensões, mas essa alga verde tem um truque que a permite alcançar o feito.

O olho-de-marinheiro contêm vários domínios citoplasmáticos, cada um com seu próprio núcleo e cloroplastos. Isso significa que, se você tentar “estourar” um deles, não irá rasgar como um balão e vazar todas as suas organelas.

Na verdade, ele pode se multiplicar: com um núcleo, podem crescer um novo olho-de-marinheiro.

fonte:via [ScienceAlert, NaturezaTerraquea]

Esse homem ficou com maconha presa no nariz por 18 anos

Em um hospital de Sydney, na Austrália, médicos retiraram um pacote de maconha calcificado do nariz de um homem, sendo que a droga tinha ficado escondida ali por nada menos do que 18 anos.

O caso

O homem de 48 anos chegou ao hospital reclamando de uma dor de cabeça muito forte. Uma tomografia computadorizada mostrou que havia uma massa estranha em seu nariz. O paciente admitiu sofrer com infecções nasais e obstruções da narina frequentemente.

Tecnicamente, essa massa é chamada de “rinólito” ou “pedra de nariz”, uma ocasião em que cálcio e outros minerais se acumulam em torno de um corpo estranho.

Os médicos então realizaram um procedimento para remover a massa e descobriram o que parecia ser uma “cápsula de borracha contendo matéria vegetal degenerada”. Mais precisamente, maconha.

O incidente

Foi então que o homem revelou a verdadeira história por trás do incidente. 18 anos atrás, quando estava preso, sua namorada tentou contrabandear maconha para dentro da cadeia durante uma visita passando o pacote a ele, que então o enfiou no nariz.

Mais tarde, o homem deve ter empurrado o pacote acidentalmente mais fundo em seu rosto, pensando erroneamente que o havia engolido. Lá a maconha ficou por todo esse tempo. Os médicos não sabem dizer o que teria acontecido se o pacote tivesse estourado.

A questão que fica é: por que esse imbecil não engoliu o pacote de maconha, como todo mundo faz? Ainda teria sido uma má ideia, só que menos pior do que essa.

O estudo de caso foi publicado na revista científic BMJ Case Reports. [LiveScience]