Veja o gigantesco tubarão megalodonte em escala pela primeira vez

Tamanho do Megalodonte em comparação a um humano
Ilustração do megalodonte em comparação a um mergulhador humano. Crédito: Jack A. Cooper et al.

As inéditas colossais proporções do tubarão pré-histórico, o megalodonte, foram reveladas pela primeira vez em uma pesquisa realizada na Inglaterra.

Até então estimávamos o comprimento do enorme megalodon Otodus, mas pesquisadores da Universidade de Bristol e da Universidade de Swansea conseguiram estimar as demais proporções do animal que incluem nadadeiras que tinham o tamanho de humanos adultos.

As medidas foram alcançadas usando modelos matemáticos e comparações morfológicas com os seus descendentes vivos hoje.

O que eram os megalodontes

O estudo recente, publicado na revista Nature Scientific Reports, indica que o animal chegava a 16 metros de comprimento, sua cabeça tinha 4,65 metros e sua barbatana dorsal tinha 1,62 metros de altura. A cauda poderia chegar a 3,85 metros.

Megalodontes foram enormes tubarões pré-históricos que viveram entre 23 a 3 milhões de anos atrás.

Para Jack Cooper, mestre em paleobiologia da Universidade de Bristol, a pesquisa foi seu “projeto dos sonhos”, de acordo com The Guardian.

O pesquisador afirmou na entrevista que sempre foi louco pelos animais, inclusive mergulhou com os gigantes na África do Sul, dentro de uma gaiola de metal.

De acordo com o cientista foi sua beleza, adaptabilidade e poder que os tornou muito atraentes como objeto de estudo. Ele também disse que foram os megalodontes que o inspiraram a cursar paleontologia desde criança.

Investigar o animal por inteiro é complicado, pois apenas os dentes destes gigantes costumam sobreviver no registro fóssil, já que esses peixes não possuem ossos, mas um esqueleto de cartilagem que deteriorava com facilidade.

A pesquisa de Cooper compara o Megalodonte não apenas com o tubarão-branco, como estudos anteriores, mas a um total de cinco espécies distintas de tubarões que vivem atualmente.

Os cientistas observaram que os tubarões não mudam suas proporções durante o desenvolvimento até a vida adulta o que indica que eles poderiam usar as mesmas curvas de crescimento das espécies atuais projetando o comprimento até os 16 metros do megalodonte.

Mais informações em Body dimensions of the extinct giant shark Otodus megalodon: a 2D reconstruction.