A internet não está sabendo lidar com o ensaio de gestante dessa cadelinha

A maioria das grávidas não resiste aos ensaios de gestante. Há barrigas enormes, flores e muito amor envolvido em cada fotografia. Mas uma gestante um pouco diferente acaba de aderir à moda. Estamos falando da cadelinha Fusee, que posou para um ensaio que exala fofura.

Fusee estava com oito semanas de gestação quando sua tutora Elsa Veria-Means decidiu fazer as fotografias e publicá-las online. Segundo a jovem contou ao Distractify, a cadelinha sempre gostou de tirar fotos e se comporta como uma verdadeira diva em frente às câmeras!

As imagens foram publicadas no Twitter na segunda-feira, 26, e desde então já foram compartilhadas por mais de 55 mil pessoas. Na quarta, 28, Elsa publicou uma atualização na rede social, informando que Fusee havia dado à luz a oito cachorrinhos! ♥

Todas as fotos: Reprodução Twitter/fonte:via

Anúncios

Ela transforma pedras em adoráveis bichíneos super realistas

A artista japonesa Akie Nakata criou um projeto de arte diferente do que estamos acostumados a ver por aí. Ao invés de pintar telas, ela pinta pedras.

Sempre que encontra uma pedra na natureza que chama a sua atenção, Akie a leva para casa, e então a transformação começa. “Quando encontro uma pedra, sinto que a pedra também me encontrou”, disse.

Suas pinturas, que são bastante realistas e repletas de detalhes, são de diversos animais, desde gatinhos até cobras e corujas. Segundo Akie, ela decide qual forma a pedra tomará após olhar para ela e sentir a qual animal a pedra pertence. “Minhas pinturas são inspiradas pela própria pedra”, compartilhou a artista.

Todas as fotos © Akie Nakata/fonte:via

Filhotes arremessados de janela de carro são adotados por cadela que perdeu sua cria

A cadelinha Blossom, que vive num abrigo para animais em Houston, nos Estados Unidos, perdeu dois de seus três filhotinhos recentemente, e ficou completamente inconsolável com a situação.

Foi quando Maggie Escriva, que trabalha no abrigo e está responsável pela cachorrinha até sua adoção, soube de uma ninhada de oito cachorros que foram cruelmente jogados pela janela de uma caminhão em movimento. Apenas seis sobreviveram.

Imediatamente, Maggie lembrou de Blossom, e decidiu levar os filhotinhos para ela. Segundo ela, foi amor à primeira vista! Assim que a cadela pôs os olhos nos cachorrinhos, começou a limpá-los, e a alimentá-los também.

A jovem batizou os filhotes com nomes de flores, para homenagear a mais nova mamãe do pedaço. “Eu acho inspirador ver uma bela criatura como a Blossom sofrer uma perda tão dolorosa e mesmo assim dedicar toda a sua atenção para cuidar dos filhotes carentes, salvando suas vidas”, disse Maggie ao site The Dodo.

Todas as fotos © Westie & Scottie Rescue Houston/Maggie Escriva/fonte:via

Furão não desiste enquanto dono não afaga seus filhotes recém-nascidos; veja

Uma mamãe furão está derretendo milhares de corações pelo mundo todo com seu comportamento carinhoso. Ela abocanha a mão de seu dono e a conduz até a caixa com seus bebês recém-nascidos para que ele afague a família toda. Isso gera uma enorme comoção dentro da caixa, que até então estava silenciosa. Sempre que ele retira a mão, ela o puxa novamente, como quem pede ajuda para cuidar dos filhotes.

Bebês furões têm cerca de cinco centímetros de comprimento e nascem com uma pelugem macia ao invés de pelo. Eles nascem cegos e sem dentes. Seus olhos se abrem ao redor da 4ª semana de vida. O instinto materno da mamãe é tão aguçado que ela sabe o número exato de filhotes que tem e consegue identificar se um está faltando. Nas primeiras semanas de vida, os bebês são totalmente dependentes da mãe.

Confira a interação:

 

Prêmio anual de fotografia de cachorros anuncia vencedores – e é tão bom quando você está pensando

Todos os anos o Kennel Club, grupo britânico dedicado à proteção de cães, organiza um concurso mundial de fotografia dos animais. A edição de 2017 recebeu mais de 10 mil inscrições vindas de 74 países, e os vencedores foram anunciados nessa semana. Nem precisamos dizer que é sensacional, né?

Chamado de Dog Photographer of the Year (algo como “Fotógrafo de Cães do Ano”), o prêmio está na 12ª edição. A portuguesa Maria Davison ganhou o prêmio geral e o da categoria “Melhor Amigo do Homem” com a foto de Yzma, um filhote que tinha acabado de ser adotado por uma amiga.

“Para mim, a fotografia é sobre capturar momentos reais e cândidos. Esse é um deles. Minha amiga tinha acabado de adotar Yzma e eu estava tirando algumas fotos enquanto a gente conversava na cozinha. O lugar e a luz estavam longe de ser perfeitos, mas acabei tirando uma das fotos das quais mais me orgulho”, relatou Maria.

Confira as melhores imagens de cada categoria!

Melhor Amigo do Homem – Maria Davison (Portugal)

Cachorros Brincando – Kaylee Greer (Estados Unidos)

Cachorros Trabalhando – Sarah Caldecott (Reino Unido)

Retratos – Anastasia Vetkovskaya (Rússia)

Cães de Assistência – Alasdair MacLeod (Reino Unido)

Cães Resgatados – Alexandra Robins (Reino Unido)

Eu Amo Cachorros Porque… (fotógrafos de 12 a 17 anos) – Julian Gottfried (Estados Unidos)

Fotógrafos Jovens (até 11 anos de idade) – Dylan Jenkins (Reino Unido)

Velhinhos – John Liot (Reino Unido)

Filhotes – Mirjam Schreurs (Holanda)

Gostou? No site do Kennel Club você pode ver os 3 melhores de cada categoria, além das menções honrosas do júri!

Fonte:via

Bebê golfinho albino ultra raro é visto pulando e se divertindo na costa da Califórnia

Na semana passada, cerca de 30 pessoas que fizeram um passeio de barco na Baía de Monterey, na Califórnia tiraram a sorte grande. Elas contrataram os serviços da empresa Princess Monterey Whale Watching para avistar baleias e golfinhos e acabaram vendo o raríssimo risso albino nadando com seu grupo.

De acordo com pesquisadores, se trata de um filhote e é o mesmo animal que foi avistado em setembro de 2015, quando ainda era recém-nascido. Esta identificação foi possível devido às marcas na nadadeira dorsal da mãe.

Os golfinhos Risso são raros, mas a Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da União Internacional Para Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN) considera insuficientes as informações sobre esta espécie.

O Albinismo foi observado em mais de 20 espécies de mamíferos oceânicos, de acordo com a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA), mas parece ser raro em golfinhos.


Princess Monterey Whale Watching

Não se acredita que golfinhos albinos sejam inerentemente mais fracos ou menos capazes do que os golfinhos regulares, no entanto sua cor possa fazer deles alvos mais fáceis para os predadores. Além disso, golfinhos com traços albinos especialmente severos, possam sofrer de visão prejudicada – embora a raridade das criaturas signifique que extensas pesquisas ainda precisem ser realizadas.

Assista ao vídeo que mostra o momento da aparição do grupo do golfinho albino:

* Imagens: Princess Monterey Whale Watching /fonte;via

Agência cria uma maravilhosa cidade em miniatura para hamsters

Uma charmosa cidade pequena, em estilo europeu, com livraria e cinema, tão rica em detalhes que é como se tivesse sido feita à mão por artistas.

Essa é a Yumville, uma cidade que apresenta todas essas características, além de dois peculiares detalhes: ela de fato foi feita à mão por artistas, e nela não moram pessoas, mas sim hamsters. O trabalho levou quase 2 mil horas pra ser completado, e agora serve de cenário para a adorável websérie Hungry, Hungry Hamsters (algo como Hamsters famintos), estrelada, como se pode imaginar, por uma porção de hamsters.

Hamsters15

Hamsters14

O trabalho foi criado pela agência Leavingstone, a fim de mostrar, através da história dos moradores de Yumville (algo como cidade-delícia), as deliciosas comidas em miniatura devoradas com sofreguidão pelos animaizinhos, a fim de anunciar os produtos de um cliente, fabricante de produtos alimentares. Não é por acaso, portanto, que os moradores da cidade são obcecados por comida – o que em nada diminui a fofura das imagens.

Hamsters12

Hamsters11

Hamsters10

Hamsters13

A série é dividida em 9 episódios, com tramas e características de cada felpudo personagem exploradas ao longo dos vídeos. Como isso servirá pra vender produtos alimentícios, isso é um dos mistérios do funcionamento da publicidade – mas que a doçura e o sorriso estão garantidos, isso é um fato.

Hamsters9

Hamsters8

Veja abaixo dois episódios da série:

E o ‘Making Of’ da cidade e da série, mostrando o tamanho do trabalho que dá fazer uma cidade em miniatura:

Hamsters3

Hamsters7

Hamsters6

Hamsters5

Hamsters4

Hamsters1

Hamsters2

© fotos: reprodução/fonte:via

Série de fotos mostra a relação entre detentos e seus melhores amigos de 4 patas em prisão de alta segurança

Em 2014, o Presídio Estadual da Califórnia recebia o programa Paws for Life, promovido pela organização Karma Rescue. A iniciativa levou um grupo de detentos voluntários a trabalhar com cachorros abandonados durante um período de 12 semanas.

Enquanto durou o programa, os animais viveram dentro do presídio e foram cuidados quase que exclusivamente pelos apenados. Os detentos, muitos dos quais cumprem pena de prisão perpétua, puderam aprender a treinar os animais para que eles obtivessem um certificado de “bom cidadão canino“.

Outros programas similares existem em diversos presídios dos Estados Unidos, mas o Paws for Life é o único a trabalhar com prisioneiros sem perspectiva de liberdade em penitenciárias de segurança máxima. O certificado concedido aos cães que fazem parte do programa aumenta significativamente suas chances de adoção. Ao mesmo tempo, os detentos ganham a chance de se conectar a uma esfera maior, aprendendo novas habilidades e ajudando os animais a conseguir um lar.

O fotógrafo John DuBois e seu parceiro Shaughn Crawford foram convidados a registrar o projeto enquanto John trabalhava como voluntário na Karma Rescue. Durante o período, cinco cães foram alocados na prisão para receber treinamento. Os fotógrafos passaram seis dias no local acompanhando a cumplicidade e o amor entre os animais e os detentos.

Infelizmente, os cães não têm permissão para permanecer na penitenciária após o término do projeto e precisam ser separados dos seus treinadores. A partir daí, os detentos continuam suas vidas no local, enquanto os animais são preparados para adoção. Segundo o site Feature Shoot, todos os cinco cachorros que participaram da primeira edição do programa foram adotados. Nos próximos meses, um novo grupo de cães deverá ingressar no presídio para receber treinamento e muito amor dos detentos.

Veja também o vídeo sobre o projeto (em inglês):

Todas as fotos © Shaughn and John /Fonte:via

Este álbum de ‘casamento’ canino vai trazer uma pitada de amor e fofura ao seu dia

Kaya e Hades são um lindo casal de pastores alemães, ela branca, ele preto. Os dois vivem em Rotorua, na Nova Zelândia, e viraram sensação no Reddit após terem as fotos de seu “casamento” publicadas. Não parecem mesmo feitos um para o outro?

Segundo o dono dos cães, que têm um perfil fofo e divertido no Instagram, a amizade entre os dois segue a máxima de que os opostos se atraem: enquanto Kaya é focada, independente e amorosa, Hades se distrai com facilidade, é super dependente, ama carinho e faz de tudo para chamar a atenção de quem estiver por perto.

Mas há também semelhanças: ambos têm 2 anos de idade, não resistem ao chamado para uma caminhada e adoram brincar um com o outro, especialmente se tiver água envolvida na diversão. Hades foi adotado em 2015, e a parceria entre os dois deu certo desde o início. Quem poderá negar que eles formam um par perfeito?

Fotos: Reprodução/Instagram fonte:via

Pesquisadores descobriram peixe-lagarto no mar profundo australiano

Ao longo de uma viagem de um mês com o objetivo de explorar as profundezas dos oceanos australianos, uma equipe de pesquisadores encontrou criaturas tão assustadoras que podem te tirar algumas noites de sono.Até agora, a equipe de pesquisa, a bordo do navio batizado como “Investigator”, pertencente à Marinha Real Australiana, encontrou um peixe-dragão que brilha no escuro, esponjas carnívoras, aranhas-do-mar e um peixe sem rosto.

“Gelatinoso e predatório”, é como o pesquisador chefe da equipe Tim O’Hara descreveu a criatura encontrada em um abismo, que parece ter saído de pesadelos: o Bathysaurux ferox.O peixe foi encontrado com o uso de uma rede de feixes que rastreia as águas abissais do leste australiano, onde John Pogonoski, da National National Fish Collection, reconheceu o predador raramente encontrado.

“Eu notei a longa base de barbatana dorsal característica do Bathysaurus ferox”,  explicou Pogonoski em um comunicado à imprensa. A única outra espécie no gênero, Bathysaurus mollis, possui uma base de barbatana dorsal curta e uma pequena barbatana dorsal, “Os grandes olhos e dentes são características clássicas de um predador de emboscada”.

 

Os Bathysaurux ferox de profundidade crescem até aproximadamente 60 cm. Além da boca e dos dentes característicos e ameaçadores, eles têm grandes olhos negro-esverdeados que parecem saltar de suas cabeças.Essa espécie pode ser encontrada em águas com profundidade entre 1 e 2,5 km, razão pela qual ele não é comumente visto pelas pessoas. A população de Bathysaurux ferox está distribuída nas profundezas do oceano Atlântico e na região Indo-Oeste do Oceano Pacífico.

Abrigados nas profundezas dos oceanos, os Bathysaurux ferox são solitários e raramente encontrados. São predadores de emboscadas, o que significa que encontram suas presas esperando o momento perfeito do ataque. Quando as presas nadam em sua direção, eles mordem com seus dentes flexíveis que se deslocam para o fundo da garganta.

 

É difícil que eles encontrem alimentação no fundo do oceano e ainda mais raro que eles encontrem companheiros. Para aumentar as chances de reprodução, o Bathysaurux ferox se tornou hermafrodita, com órgãos reprodutores tanto masculinos quanto femininos, para que possam acasalar com qualquer outro membro da espécie que cruze seu caminho.

A equipe composta por 30 cientistas e técnicos internacionais continuará explorando o abismo oriental da Austrália até meados de junho. Eles planejam usar suas pesquisas do oceano para mapear e entender melhor a biodiversidade da região.

Conheça mais este animal: