Conheça a (nova) maior estátua do mundo que está, prestes a ser concluída

O título de maior estátua do mundo está prestes a mudar de dono.

Se antes a China esbanjava poder com o Buda do Templo da Primavera e seus 128 metros de altura, agora a Índia promete desbancar essa liderança. Para isso, o país está construindo uma estátua de Sardar Vallabhbhai Patel, considerado um herói durante a luta pela independência e unificação do país.

Com uma altura estimada em 182 metros, a estátua deve ser inaugurada ainda este ano, no dia 31 de outubro. Para se ter uma ideia da magnitude da construção, basta saber que ela tem um tamanho equivalente ao de um edifício de mais de 50 andares e está custando R$ 1,7 bilhão aos cofres indianos.

Quem é o líder que merece tamanha admiração? Sardar Vallabhbhai Patel foi o primeiro vice-ministro após a independência do país. Ele é considerado um herói por ter persuadido regiões rivais a se unirem durante este período.

A estátua de Patel ficará no estado de Gujarate, onde o político nasceu, e deverá ter uma galeria para visitação situada na área do peito da figura. Nesse local, os visitantes poderão ter uma vista panorâmica do entorno – o que, de quebra, serve para atrair turistas estrangeiros que não conhecem a história do ex-vice-ministro indiano.

Os visitantes, no entanto, precisarão percorrer cerca de 200 km a partir de Ahmedabad, capital do estado de Gujarate, para chegar até o monumento.

Ansiosos para ver como será a estátua quando estiver pronta? Nós estamos!

Fotos: /fonte via Reprodução Youtube/Jitega Gujarat, exceto quando especificado diferente

Anúncios

A incrível ponte que te permite caminhar entre as nuvens amparado por mãos gigantes

Se você já se encantou ao ver as fotos da escultura La Mano, localizada em Punta del Este, no Uruguai, então pode se preparar para comprar sua passagem para o Vietnã.

No país, a escultura de uma mão gigante suspende uma ponte e permite que os viajantes caminhem entre as nuvens em uma experiência surreal.

Da Nang Golden Bridge foi aberta ao público em junho deste ano e fica localizada nas montanhas de Ba Na. A 1.400 metros acima do nível do mar, a ponte se estende por 150 metros e oferece uma vista panorâmica da região montanhosa.

Embora sejam novas, as esculturas das mãos ganharam um efeito desgastado para que pareçam mais antigas. O canal do Youtube Amazing Things in Vietnam divulgou um vídeo que mostra a experiência e promete deixar qualquer um com vontade de se teletransportar para estas montanhas vietnamitas.

Confere só:

O projeto arquitetônico da ponte foi efetuado pela empresa TA Corporation e faz parte de um complexo turístico avaliado em US$ 2 bilhões.

A incrível ponte que te permite caminhar entre as nuvens amparado por mãos gigantes

Se você já se encantou ao ver as fotos da escultura La Mano, localizada em Punta del Este, no Uruguai, então pode se preparar para comprar sua passagem para o Vietnã.

No país, a escultura de uma mão gigante suspende uma ponte e permite que os viajantes caminhem entre as nuvens em uma experiência surreal.

Da Nang Golden Bridge foi aberta ao público em junho deste ano e fica localizada nas montanhas de Ba Na. A 1.400 metros acima do nível do mar, a ponte se estende por 150 metros e oferece uma vista panorâmica da região montanhosa.

Embora sejam novas, as esculturas das mãos ganharam um efeito desgastado para que pareçam mais antigas. O canal do Youtube Amazing Things in Vietnam divulgou um vídeo que mostra a experiência e promete deixar qualquer um com vontade de se teletransportar para estas montanhas vietnamitas.

Confere só:

O projeto arquitetônico da ponte foi efetuado pela empresa TA Corporation e faz parte de um complexo turístico avaliado em US$ 2 bilhões.

Ela faz retratos 3D do seu gato tão realistas que vão te deixar confuso

Uma foto, uma agulha, um pouco de lã e muitas horas de dedicação são tudo o que esta artista japonesa precisa para criar uma réplica perfeita do seu gatinho.

Wakuneco faz sucesso com retratos dos felinos em três dimensões, que são então transformados em quadros assustadoramente reais.

Para compor cada réplica, a artista usa técnicas de feltragem com agulha. Como se trata de um trabalho bastante detalhado, as criações levam cerca de um mês para ficarem prontas.

O resultado é tão incrível que fica difícil acreditar que Wakuneco trabalha dessa forma há apenas três anos.

São usadas fotos de gatos reais como referência para seus quadros. Quem olha para algum dos gatinhos esculpidos em lã quase não acredita não estar diante de um felino de verdade, tamanho o detalhe presente nas obras.

Seu processo criativo é mostrado em vídeos explicativos publicados em seu canal do Youtube. No entanto, quem tem interesse nas obras prontas pode se juntar aos mais de 28 mil seguidores que a artista possui no Instagram.

Infelizmente, o sonho de ver seu gatinho reproduzido pelas mãos de Wakuneco terá que esperar, já que ela não envia seus trabalhos para o exterior… Ou, quem sabe, essa é a desculpa que você estava esperando para viajar ao Japão?

Fotos © Wakuneco  /fonte:via

Ninguém sabe porquê, mas estátuas de Pokemons vêm aparecendo em cidade do interior SP

Se você anda por aí procurando Pokémons, ou se simplesmente é fã dos coloridos bichinhos japoneses, seu lugar pelo visto é na cidade de Suzano, no interior do estado de São Paulo. Por motivos ainda não explicados, diversas estátuas de Pokémons vêm aparecendo nas praças de Suzano, de forma misteriosa, trazendo tipos diferentes de Pokémons – com direito a placas explicativas. A autoria também é ainda misteriosa.

O fenômeno começou a ocorrer em março, inicialmente com a estátua de um Bulbassauro. Depois apareceu um Mew, em maio surgiu um Charizard e, mais recentemente, um Squirtle. Aparentemente as estátuas aparecem em relação ao Dia Comunitário de Pokémon GO em cada mês – um dia em que, por algumas horas, o jogo disponibiliza um Pokémon em estado selvagem para ser encontrado. Assim, nesse dia é comum que pessoas joguem juntas em parques e praças como as de Suzano.

Segundo a prefeitura da cidade, por trás da brincadeira está um grupo de jovens fãs que querem permanecer anônimos. A internet naturalmente tem ido à loucura com tal iniciativa, e pessoas em outras cidades estão pedindo que o mesmo seja feito em suas praças. Foi o mesmo grupo quem possivelmente levou um Larvitar para o Parque Ibirapuera em dos dias comunitários recentes – e o mistério continua. Encontrar um Pokémon em Suzano, de todo modo, se tornou bem mais fácil.

© fotos: reprodução/Twitter/fonte:via

Artista ou cientista? Artista cria esculturas que desaparecem diante dos nossos olhos

Usando a ciência e a arte, Julian Voss-Andreae cria incríveis esculturas que podem desaparecer bem diante de nossos olhos. Composta por uma série de chapas de aço em camadas, as obras formam uma imagem humana em um certo ângulo, mas desaparecem em outros.

“Quando se aproxima da frente ou de trás, a escultura parece consistir em aço sólido, mas quando vista de lado desaparece visualmente quase completamente”, diz ele.

Julian é formado em física quântica na Alemanha e depois estudou esculturas no Oregon, primeiro aprendendo as formas e funções das proteínas. Em 2006 ele construiu sua primeira escultura invisível.

Para fazê-las, ele usa um scanner 3D para fotografar um sujeito em todos os ângulos, o que consiste basicamente em 165 pequenos computadores, cada um com uma pequena câmera. Usando estas fotos, as informações 3D são calculadas para as esculturas começarem a serem confeccionadas. Os modelos são feitos no computador e então ele usa um laser para cortar o ferro, bronze e titanium.

Sobre o efeito da invisibilidade, o artista explica:

“Esse efeito fascinante oferece uma gama de possíveis interpretações. No contexto da arte da física quântica, é natural ver este tipo de escultura como uma metáfora para a dualidade onda-partícula, o fenômeno de que toda a matéria exibe propriedades parecidas com ondas ou semelhantes a partículas, dependendo da pergunta experimental que fazemos”.

 

Imagens: Reprodução/fonte:via

Aos 90 anos, ele decidiu realizar o sonho de realizar uma graduação

Carlos Augusto Manço sempre teve o sonho de cursar a faculdade de arquitetura. Sem condições financeiras para bancar uma faculdade quando começou a vida profissional, ele optou por um curso técnico, mas rápido e barato, mas agora está se dedicando a realizar o sonho antigo. Detalhe: aos 90 anos de idade.

Morador de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, Carlos Augusto fez um curso técnico em desenho industrial e trabalhou por cinco anos no Departamento de Água e Esgoto da cidade, até conseguir emprego no campus local da USP (Universidade de São Paulo), na qual desenhou obras de expansão da faculdade até se aposentar.

“Sempre gostei da profissão, até pelo contato que tinha com engenheiros e arquitetos no tempo que estive na USP, mas devido a situação financeira não consegui fazer faculdade e por isso, fiz o curso técnico”, contou ao site da Barão de Mauá, faculdade onde estuda.

“Fui recebido muito bem por todos os colegas de classe e estou muito empolgado com o que estou aprendendo. Tenho vontade de fazer tudo!”, relatou o aposentado, que contou com o incentivo da família para se matricular.

 De acordo com a neta, Isabella, o falecimento da esposa, no ano passado, foi um grande baque para Carlos, depois de 62 anos de união. “Foi muito impactante. Agora tentamos dar novos incentivos à vida dele e um deles é a faculdade”, disse ao portal ACidade ON.

Os 90 anos não impedem que Carlos Augusto tenha uma vida ativa. Além da faculdade, ele cursa pintura livre na USP. Seu objetivo, após se formar como arquiteto, é colaborar com outros profissionais da área. Enquanto isso, ele vai inspirando colegas de sala e desconhecidos que também lutam por um sonho.