Estudante tatua bilhete escrito pela avó que está aprendendo a ler e escrever

Aprender a ler e escrever é uma mudança tão radical e importante que se torna-se uma marca indelével na vida de tal pessoa – feito uma tatuagem. Alfabetizar-se é um processo tão transformador quanto emocionante, especialmente quando se tratam de adultos que decidem enfim aprender a ler e escrever. Se somarmos a isso o amor entre uma avó e sua neta, chegamos enfim à história da estudante Marcella Martins e de sua avó, Gelsa Martins, que aos 73 anos pôde enfim escrever à Marcella seu primeiro bilhete, que a jovem decidiu tatuar em seu braço.

Segundo Marcella, desde muito cedo sua avó teve de trabalhar para ajudar em casa e, por isso, jamais aprender a ler. Munida dessa nova ferramenta, Dona Gelsa escreveu à neta um bilhete simples porém comovente: “Minha neta, eu te amo muito. Vó Gelsa”. Orgulhosa da avó e comovida com o gesto de amor, Marcella decidiu tatuar a caligrafia e a mensagem em seu braço, e postou uma foto da tatuagem em seu Twitter. A foto naturalmente viralizou.

Todo o relato trazido pela estudante na postagem é emocionante, contando um pouco da história da avó e dos percalços de sua vida, que não a impediram de se tornar “uma ótima pessoa que sempre ajudou as pessoas, sem querer ou pedir nada em troca”. Segundo Marcella, quando “Vó Gelsa” soube da repercussão, ela não só se emocionou como “mandou agradecer todos você e desejou muita saúde”.

© fotos: reprodução/fonte:via

Anúncios

Família inspiradora constrói casa biossustentável com as próprias mãos em apenas 3 meses

No Mato Grosso, uma família inteira vem ressignificando a questão de moradia sustentável através de princípios da permacultura e, construiu sua casa com as próprias mãos. A casa inteira foi feita usando materiais recicláveis e possui um sistema conhecido como círculo de bananeira, do qual a água é reutilizada em pias e chuveiros e, ainda por cima, beneficia a plantação de bananas.

família bioconstrução 3

A casa, localizada em Cáceres, a 220 km de Cuiabá, possui dois quartos, sala, banheiro, cozinha e sala de jantar. O aprendizado da permacultura, que não está limitada apenas ao design sustentável, mas sobretudo, à engenharia ecológica, começou há 10 anos, quando a família conheceu um grupo de argentinos e franceses. Desde então, se apaixonaram por este modelo ecológico e já construíram algumas casas através dele.

família bioconstrução 1

A primeira de todas, a Casa de Cupim, uma referência a um cupinzeiro que existia no local, hoje serve como local de separação do material industrial, que é incinerado. Os materiais orgânicos são todos devidamente separados e enviados para ser feita uma compostagem.

família bioconstrução 2

As vantagens deste tipo de construção são inúmeras. Além do custo baixíssimo, já que praticamente todos os materiais são recicláveis, ela ajuda a construir um mundo melhor, com princípios ecológicos que deixarão um legado importantíssimo na sociedade, beneficia a agricultura local, une a comunidade e, abraça a educação e a economia circular. Todos os ensinamentos que vêm sendo adquiridos há uma década são passados para a comunidade local, através de cursos e palestras.

casa de cupim

Fotos: Luana Santana / Centro América FM/fonte:via

Artista recria capas de disco famosas utilizando a própria imagem e o resultado é maravilhoso

arte capa de disco 5

O que é a vida sem uma boa trilha musical? Músicas nos acompanham tanto nos momentos de felicidade e comemoração, quanto nas temidas dores de cotovelo, porém o artista russo Igor Lipchanskiy estende esta paixão para um outro patamar. A partir de uma técnica refinada de computação gráfica e programas de edição de imagem, ele recria as capas de disco mais famosas da história, usando sua própria imagem.

arte capa de disco 1

Com mais de 20 mil seguidores no Instagram, o público aprova sua maneira de desconstruir estas icônicas capas. Como uma forma de homenagear o universo musical e seus artistas preferidos, o artista afirma que esta é uma maneira de aguentar as baixíssimas temperaturas da Rússia e usar seu tempo de forma criativa.

arte capa de disco 2

Em sua nova série ele utilizou capas de discos da Rihanna, Michael Jackson, Madonna, Bruce Springsteen, Chris Brown e Prince. Uma nova perspectiva para estas capas tão conhecidas, feita com muito humor e criatividade.

arte capa de disco 3

arte capa de disco 4

arte capa de disco 5

arte capa de disco 6

arte capa de disco 7

arte capa de disco 8

arte capa de disco 9

arte capa de disco 10

Fotos: Igor Lipchanskiy /fonte:via

Jovem come lesma ao ser desafiado por amigos e morre 8 anos depois

morte garoto lesma 2

É preciso ter muito cuidado com certos desafios, que parecem inofensivos, entretanto, são mortais. Um jovem australiano morreu esta semana, depois de ter passado mais de 1 ano em coma e vivido 8 anos em estado vegetativo, se alimentando via sonda, após ter contraído hantavirose, popularmente conhecido como doença de verme de rato. Tudo aconteceu muito rápido, depois dele ter comido uma lesma, resultado de um desafio estúpido e, aparentemente, inocente.

morte garoto lesma 3

Sam Ballard era jogador de rúgbi e tinha 19 anos quando estava em uma reunião de amigos em sua casa e, topou a provocação de comer uma lesma que estava no jardim. Poucos dias depois, começou a se sentir mal, com muitas dores na perna, mas não sabia de onde isso poderia vir. Sua mãe achou que era esclerose múltipla, já que havia casos na família e o levou para o hospital. Depois de inúmeros exames, os médicos disseram que não era e, foi então que ele comentou que havia comido a lesma.

morte garoto lesma 4

Ele foi diagnosticado com hantavirose, doença grave que deriva de um parasita presente nas fezes dos ratos. Pouco tempo depois, passou 420 dias em coma e, quando acordou, viveu até o último dia de sua vida deitado na cama, sem movimento algum, se alimentando através de aparelhos. Uma história trágica que nos faz refletir sobre a psicologia por trás deste tipo de desafio. Mas afinal, o que estamos querendo provar quando nos propomos a participar deste tipo de coisa?

morte garoto lesma 1

Este parasita pode estar presente em rãs, camarões, camarões, caranguejos, peixes, caracóis e lesmas, quando eles se alimentam das fezes dos roedores. Porém, se para estes animais, ele é inofensivo, já que passa pelo trato digestivo e é excretado, para os seres humanos pode ser mortal, pois fica ‘perdido’ em nosso organismo, até que chegue no cérebro, se alojando e causando estragos irreversíveis. Não participe de desafios e não incentive ninguém a fazer isso. A vida não é uma competição!

morte garoto lesma 2

Fotos: Twitter e Nine News Sidney/fonte:via

Artista cria animais de estimação de lã que de tão perfeitos parecem reais

animais de lã 18

Existem algumas pessoas que nem precisam estudar arte, pois já nascem com um dom nato, como a ucraniana Hanna Tsukanova, baseada em Kiev. Sem nunca ter passado por uma escola de arte e sem habilidade nenhuma de desenho (como ela própria afirma), sua arte é tão detalhada e perfeita, que nos surpreende pela impecabilidade. Com feltro e lã, a artista cria animais perfeitos a partir de uma técnica complexa de baixo relevo.

animais de lã 1

Tamanha maestria não é por acaso. Hanna costuma levar muitas horas e, às vezes, dias para finalizar um animal, mas o resultado é mesmo impressionante. Puro instinto e intuição, ela não costuma usar muitas referências e começa um trabalho sem saber exatamente onde quer chegar.

animais de lã 2

Seu trabalho inteiro pode ser visto em seu Instagram, ferramenta que ela também usa para mostrar um pouco de seu processo de trabalho e aceitar encomendas. Para o natal que se aproxima, a artista autodidata tem feito enfeites especiais e bolas de árvore de natal. Veja abaixo sua arte impecável:

animais de lã 3

animais de lã 4

animais de lã 5

animais de lã 6

animais de lã 7

animais de lã 8

animais de lã 9

animais de lã 10

animais de lã 11

animais de lã 12

animais de lã 13

animais de lã 14

animais de lã 15

animais de lã 16

animais de lã 18

Fotos: Hanna Tsukanova /fonte:via

Sonhar em sair viajando sem destino em uma van? Então se inspire nesse Instagram

Largar tudo, encher uma van com somente o fundamental, pegar a estrada e viajar sem destino é o sonho de muitos e a realização, no entanto, de poucos. As dificuldades financeiras, os compromissos, os perrengues possíveis e todas as adversidades que tal aventura pode trazer costumam embarreirar esse sonho, e o perfil Project Van Life, ou Projeto Vida na Van (em tradução livre) posta fotos no Instagram para justamente manter acesa a chama de quem deseja viver na estrada.

A ideia é inspirar os nômades a viver essa vida na van, e mostrar as maravilhas e durezas de topar fazer da vida essa aventura. Trata-se de uma verdadeira comunidade de nômades, representada pelas belas fotos que ilustram a conta, e que nos provocam a botar o pé na estrada sem hora pra voltar nem lugar pra chegar.

 

© fotos: Instagram/fonte:via

Bill Gates faz apresentação com pote de cocô. Entenda por que ele fez isso

Não é possível mensurar a imensa revolução dos computadores sem falar no nome de Bill Gates. O fundador da Microsoft já escreveu seu nome na história, mas não parece satisfeito em mudar o mundo somente através dos PCs e, com todo seu dinheiro e influência, Gates parece determinado a melhorar o mundo em tudo que puder.

Depois de apresentar um sistema que transforma lixo em água potável e energia, e de investir em uma empresa que produz carne sem matar animais, Bill Gates acaba de apresentar uma possível revolução em algo tão banal quanto fundamental: os vasos sanitários. Sem água nem rede de esgoto, a nova privada transforma dejetos humanos em fertilizante com o uso de produtos químicos.

A revolucionária novidade foi apresentada na Reinvented Toilet Expo, na China, e foi financiada pela Fundação Bill e Melinda Gates. Para mostrar o processo, Bill Gates subiu ao palco contendo excremento humano – além de, segundo a apresentação, 20 bilhões de bactérias, cem milhões de ovos de parasitas e 200 trilhões de células de rotavirus, esterilizados com os produtos químicos.

Segundo a apresentação do empresário, a tecnologia do novo vaso sanitário já está pronta para ser vendida e poderá ser realizada em qualquer lar. Para além de odores desagradáveis ou entupimentos em nossas casas, tal inovação pode efetivamente salvar milhões de vidas, além de evitar gastos de bilhões de dólares anuais em tratamentos contra doenças.

Mais da metade da população mundial, segundo Gates, vive em locais que não possuem saneamento básico correto ou algum. Além de se tratar de uma solução mais barata e acessível, o resultado do processo da nova privada de Gates é ecologicamente correto. A esterilização dos resíduos humanos pode evitar 500 mil mortes por ano, e diminuir os custos do combate a males como a diarreia e a cólera.

© fotos: reprodução/fonte:via