Durma entre livros nestas bibliotecas que também recebem hóspedes

Apaixonados por livros adorarão saber que podem se hospedar em um lugar que até então só pensavam existir em seus sonhos. O hotel Literary Man fica a 90 minutos de Lisboa, em Potugal, e ostenta em suas paredes mais de 45 mil títulos.

literary-man-obidos-hotel-dining-LITMAN1122

Localizado em Obidos, uma vila medieval de mais de 700 anos, o hotel Literary Man foi inaugurado no ano passado dentro de um antigo convento. Além de praticamente todas as suas paredes serem repletas de prateleiras forradas por livros, os pratos e coquetéis servidos no restaurante do local foram todos batizados em homenagem a lendas literárias.

Durante a hospedagem, é possível até mesmo reservar uma massagem à luz de velas cercado por livros, obviamente.

Este não é o único lugar onde é possível se hospedar e se sentir dentro de uma biblioteca. Na pacata cidade de Wigtown, na Escócia, uma pequena livraria chamada The Open Book possui um apartamento de um quarto no andar de cima. Quem alugá-lo pode ficar no espaço por até duas semanas pagando uma taxa de apenas US $ 42 por noite com o comprometimento de gerenciar a livraria no andar de baixo.

open_

O trabalho durante a estadia é feito com o auxílio de uma equipe de voluntários. A iniciativa faz parte de um projeto um sem fins lucrativos criada pela Wigtown Festival Company. O programa de residência “visa celebrar livrarias, incentivar a educação na execução de livrarias independentes e acolher pessoas de todo o mundo à Scotland’s National Book Town.

No Japão, o hostel Book and Bed também apostou na paixão das pessoas pelos livros para projetar suas acomodações. O estabelecimento possui 52 camas com banheiros compartilhados e atualmente possui cerca de 2 mil títulos em inglês e japonês espalhados por seu espaço.

hostel2

* Imagens: Reprodução;fonte: via

A criatividade para salvar livros das cheias fez desta livraria em Veneza uma das mais originais do mundo

O mesmo motivo que faz de Veneza uma das cidades mais lindas do mundo – com suas construções antigas rodeadas de água por todos os lados, sem carros e com gôndolas transportando romanticamente as pessoas em seus canais medievais – pode derrubar toda essa beleza e se transformar em um enorme problema. E esse paradoxo que fez com que a cidade tenha também uma das mais belas e curiosas livrarias do mundo, a Libreria Acqua Alta.

AcquaAlta6

AcquaAlta4

No inverno, as marés altas do Mar Adriático fazem com que muitas vezes as águas de Veneza invadam casas e estabelecimentos à beira dos canais.

AcquaAlta3

Para proteger seus livros desse fenômeno, a Acqua Alta estabeleceu uma decoração que não só salvou seus produtos como a tornou um local exótico e estonteante: os livros ficam dispostos em gôndolas, banheiras, barcos e outras peças, que os protegem e, ao mesmo tempo, embelezam o local.

AcquaAlta2

AcquaAlta1

AcquaAlta7

AcquaAlta10

Alguns livros já destruídos ou que não tinham saída na loja são utilizados como barricadas e até escadas na Acqua Alta, tornando o cenário ainda mais fantástico.

AcquaAlta8

AcquaAlta11

A livraria foi fundada em 2004 por Luigi Frizzo, e rapidamente se tornou um sucesso, um ponto turístico bastante incomum a se conhecer em uma cidade em que nada é usual – e tudo é estonteantemente belo.

AcquaAlta5

AcquaAlta9

© fotos: reprodução,fonte: via