Um casal, uma cachorrinha e o mundo como casa

Desde dezembro de 2016, a brasileira Carolina Bello e o espanhol Salvador Costas viajam a bordo de uma kombi adaptada junto com a cachorrinha Carica, adotada pelo casal após ser encontrada nas ruas de Niterói.

Chamada de Expedição Margarita, a ideia é percorrer a América do Sul em um ano, tirando fotos fantásticas dos lugares por onde passam com um drone, uma das formas que encontraram para se manter durante a viagem.

Carolina conta que gosta de imergir na cultura local dos lugares por onde passa, frequentando festas tradicionais em vilarejos. Salvador adora mergulhar e explorar o vasto universo que habita o fundo do mar. Carica, por sua vez,  diverte-se nadando em lagos e correndo pelos campos, na maior liberdade!

Cachorro 7

Cachorro 1

Cachorro 5

Cachorro 2

Cachorro 6

Cachorro 4

Cachorro 3

Acompanhe a viagem na página do Facebook Expedição Margarita.

Todas as fotos © Expedição Margarita

GALERIA DE FOTOS

COMO A BICICLETA TRANSFORMOU MINHA FORMA DE VIAJAR

Como nosso objetivo é inspirar, aqui no Nômades Digitais abrimos espaço também para ouvir histórias de pessoas que correram atrás dos seus sonhos e hoje conseguem trabalhar e viajar pelo mundo ao mesmo tempo, ou simplesmente decidiram passar um tempo da suas vidas desbravando esse mundão. A história de hoje é a de Beto Ambrosio, que saiu do Brasil para fazer uma viagem de 2 anos e meio por 17 países da América Latina. Vale a pena ler (e se perder no incrível portfolio de imagens do brasileiro).

A paixão por viajar é algo que está guardado dentro dos sonhos de quase todo ser humano. Eu, pelo menos, nunca vi alguém que dissesse “eu não gosto de viajar”. Eu brinco dizendo que, depois que fazemos uma viagem longa, dessas de mochila ou bicicleta, tomamos uma picada que nos deixa eternamente doentes. Essa doença não tem cura, mas é controlável, e a única maneira de sobreviver é viajando, para sempre. No meu caso, acho que essa paixão surgiu por que meu pai era caminhoneiro, além de ter feito algumas viagens de bicicleta, então ele deixou pra mim essa herança tão valiosa.

Até terminar os estudos, eu fiz viagens de férias também, mas não tinha escolha, sempre voltava triste pra casa, querendo ficar mais tempo, sem data pra voltar. Quando fiz uma viagem, em 2008, para a Bolívia e Peru, muita coisa mudou, por que pude conhecer pessoas que viajavam por anos pelo mundo, e isso me fascinou. Dois anos depois, descobri que as pessoas também viajam pelo mundo por anos, só que de bicicleta, e aí sim, eu fiquei louco. Sempre tive essa coisa de viajar de bicicleta na cabeça, por conta das viagens do meu pai, mas quando eu vi as fotos de um rapaz que deu a volta ao mundo pedalando, eu coloquei na minha cabeça que faria o mesmo. A partir desse dia, eu nunca mais parei de sonhar com isso.

Brasil5

E pra começar, eu arrisquei minha primeira viagem de bike, pelo nordeste do Brasil. Convidei o Guto, um grande amigo, e nos lançamos em uma viagem de 2 mil quilômetros, por 2 meses. Depois disso, eu descobri o quanto é maravilhoso pedalar pelo mundo, com pouca roupa pra levar e pouca coisa pra pensar.

Percebi o quanto é simples e bonito viajar assim, por muitos motivos. Um deles é pela maneira como conhecemos pessoas. Quando estamos de bicicleta, precisamos, sim ou sim, parar pra pedir água, informação e ajuda. E muitas vezes o copo d’água se transforma em um prato de comida, em uma cama e em uma nova amizade.

Viajar assim é estar aberto ao mundo, sentindo o cheiro de tudo, olhando pras pessoas com calma, conversando, brincando. Estar aberto ao mundo é amar a todos sem diferenças, é estar consciente de que todas as culturas são diferentes, mas nenhuma é melhor nem pior que a outra, nenhuma é certa ou errada.

Brasil2

Além desse contato com as pessoas, a bicicleta proporciona um incrível contato com nós mesmos. Pedalar 3, 4, 5 ou até 10 horas por dia nos faz pensar na vida, nos leva aos pensamentos mais profundos e, muitas vezes, a descobrir coisas dentro de nós que antes não imaginávamos que existiam. Aprendemos a ter calma, por que quanto maior a pressa por chegar, mais cansativa será a viagem. Quanto maior a pressa por encontrar um lugar pra tomar banho e dormir, mesmo estando totalmente destruído, maior o estresse. Aprendemos a valorizar tudo o que temos, absolutamente tudo. Cada prato de comida, cada copo d’água, cada abraço que ganhamos, cada amigo e familiar que temos. Valorizamos por que uma viagem te tira da zona de conforto e, quando as coisas não chegam até nós de maneira fácil, aprendemos que aquilo tem muito mais valor. Aprendemos a agradecer por tudo isso, seja a quem nos cozinhou, a quem limpou o banheiro que estamos usando ou a quem fez a cama onde vamos dormir. Quando abrimos o coração pro mundo, as pessoas nos ajudam. Como podemos usufruir de tudo isso sem agradecer?

Por isso eu gosto de viajar assim. Essa viagem não é apenas uma curtição. Eu considero tudo isso como uma grande escola da vida, onde tenho aprendido muito mais do que aprendi com todos os livros que me fizeram ler nessa vida. Eu recomendo a todas as pessoas do mundo que um dia façam uma grande viagem, mas cientes de que nem tudo serão maravilhas – os momentos difíceis virão e na verdade são os mais bonitos, por que são eles que nos fazem crescer e melhorar o que somos.

Bolivia1

E quanto ao medo: hoje eu vejo que existem dois tipos de medo. Medo de uma situação, medo de dormir sozinho na barraca, medo de caminhar à noite sozinho. E existe o medo da vida, ou seja, medo do futuro, medo de sair pra viajar por pensar que vou perder meu emprego e minha vida estará arruinada, o que parece ser o principal motivo da “não realização de sonhos”.

Quando eu durmo sozinho no meio do nada, eu sinto um frio na barriga, às vezes dá até medo, mas é bom, não é um problema. E o medo que eu tinha do futuro, esse eu já não tenho mais, por que não podemos saber o que será da nossa vida, não podemos controlar nada, tudo irá acontecer da melhor maneira possível, sempre, e essa é a grande liberdade.

Não é triste pensar que não gostamos de ficar sozinhos? Por que? Não gostamos de nós mesmos? Muitas vezes eu me sinto sozinho, é claro, mas não tem problema. Sinto uma saudade dentro de mim que, às vezes, parece que o coração vai explodir, mas isso é maravilhoso, porque é sinal de que existe muito amor batendo no peito. Dói um pouco, é claro, mas não é um sofrimento. Aprendi que a dor é inevitável, mas o sofrimento é opcional. Aprendi a rir sozinho, contar histórias pra mim mesmo, a me sentir bem, independente de onde estou, com quem estou, e tudo isso faz parte do autoconhecimento que a viagem proporciona.

Argentina

Argentina1

Argentina2

Argentina3

Belize

Belize1

Belize2

Bolívia

Bolivia2

Bolivia3

Brasil

Brasil9

Brasil1

Brasil3

Brasil4

Brasil6

Brasil8

Brasil10

Chile

Chile1

Chile2

Chile3

Costa Rica

CostaRica1

CostaRica2

CostaRica3

CostaRica4

Equador

Equador1

Equador2

Equador3

Panamá

Panama1

Panama2

Panama3

Peru

Peru1

Peru2

Peru3

Todas as fotos © Beto Ambrosio

As assustadoras previsões de Baba Vanga

LEIA COM ATENÇÃO,TIVE QUE REPUBLICAR DE NOVO.

 

A vidente que previu o fim do mundo e o futuro da humanidade

Ela morreu no século passado mas previu o fim do mundo, da humanidade e seu desenvolvimento. Também já tinha previsto vários eventos que já aconteceram. Conheça Baba Vanga, a mulher que previu o fim do mundo e nosso futuro. Ela morreu em 1996 aos 90 anos de idade, mas foi uma das grandes videntes do século XX. Uma vez previu a morte de Stalin e foi presa, no entanto, ela acertou, uma vez que um ano depois o líder soviético morreu. Ela é Baba Vanga, e esta é a sua história junto com suas previsões terríveis para a humanidade.

Quando seu irmão, Vasil, foi a uma festa, Vanga chorou e implorou-lhe que não fosse. Ele não acreditou e mais tarde foi encontrado morto com sinais de tortura e tinha sido baleado.

Ela previu a Primeira Guerra Mundial. Depois disso, a fama da misteriosa mulher búlgara cresceu a um nível tal que chegou a aconselhar o líder de seu país e ser parte de um centro de inteligência paranormal. Ela também previu o ataque às torres gêmeas e o afundamento do submarino nuclear russo Kursk.

Próximos premonições de Baba Vanga para a humanidade:

Sobre Baba Vanga                                                 

 
Evangelia Pandeva Dimitrova, Baba Vanga (Vangelia). Em meados da década de 1960, o governo búlgaro considerou que a clarividência e precognição eram campos vitais para a investigação científica. Surgiu, então, o Instituto de Sugestiologia e Parapsicologia. Em 1966, Vanga se tornou a primeira vidente do mundo contratada como funcionária pública.
A proteção do Estado resguardou-a do assédio exagerado: ela chegava a atender 50 pessoas por dia. Depois da contratação, a profetiza passou a receber um pequeno salário e ganhou uma equipe de apoio: duas secretárias e outros assistentes encarregados de entrevistar os solicitantes.
Naquele inverno um cavalheiro de armadura (em forma de espírito) apareceu para ela. Ele entrou na casa e revelou: “O mundo está à beira de um desastre. Milhões de pessoas vão morrer e você, aqui, profetizará. Não fique com medo. Eu direi o que você deve falar”. Este fantasma visitou Vangelia [ou Evangelia] Pandeva Dimitrova em janeiro de 1941. Naquela época, ela tinha 30 anos. Bem antes disso ela já apresentava habilidades de clarividência. Nascida em 31 de janeiro de 1911, em Strumica Macedônia, tendo crescido em Petrich, Bulgária, começou a desenvolver o dom desde a infância. Quando era pequena, costumava fazer uma brincadeira que irritava o seu pai: Vanga colocava alguma coisa no jardim ou na casa; então, tapava os olhos e começava a procurar. Também gostava de brincar de curandeira e prescrevia ervas para seus amigos. A vida era muito difícil. Época de guerras, revoluções, ditadura, pobreza, estagnação. Seu pai serviu como recruta do exército búlgaro durante a Primeira Guerra Mundial. A mãe morreu quando a menina, muito magra, de olhos azuis, ainda estava com pouca idade. A família tinha uma fazenda. Vanga dirigia um caminhão de leite. Um dia ocorreu uma terrível tempestade. O céu estava escuro e com ventos fortes. Massas de lodo, folhas e ramos de árvores criaram um enorme redemoinho. A garota tinha 12 anos e a tempestade ergueu seu corpo frágil no ar arremessando-a longe, no campo. Ela foi encontrada depois de uma longa procura. Seus olhos estavam cobertos de areia. A partir daí ela começou a perder a visão. Nenhum recurso médico produziu resultados. Vanga se apegava à fé, em Deus. Ficou cega mas adquiriu outra visão. Aos poucos, como se a brincadeira de infância fosse, já, uma premonição, ela aprendeu a se orientar sem os olhos. Conseguia fazer trabalhos simples e não tinha grandes expectativas de vida. Aos dezesseis anos, começou a fazer previsões. Uma vez, ajudou o pai a encontrar uma ovelha que fora roubada. Vanga descreveu em detalhes o lugar onde o animal estava escondido. Ela também sonhava com acontecimentos trágicos, isso, muito antes do cavaleiro da armadura brilhante aparecer.
 
 
Casa onde Baba Vanga morava.
 
Muitos dos estadistas incluindo Hitler tinham conversado com ela, e é relatado que Hitler deixou sua casa chateado, devido algo que ela disse a ele.
 
Pintura de Baba Vanga
Certa ocasião, previu a morte de Stalin… Foi presa. Um ano depois estava livre e Stalin, morto. E ela continuou profetizando óbitos de líderes e desastres globais. Quando seu irmão, Vasil, foi para uma festa, Vanga chorou e implorou para que ele não fosse; viu que ele seria cruelmente assassinado quando tivesse vinte e três anos de idade. Mas Vasil não acreditou nela. Em outubro do mesmo ano ele foi seqüestrado. Foi encontrado morto com marcas de tortura e tinha levado um tiro. Quando a Segunda Guerra Mundial convulsionava a Europa, a Vidente começou a se tornar conhecida. Sua fama logo se alastrou para além das fronteiras da Bulgária de onde vinham pessoas para consultá-la. Ela prescrevia remédios; receitava argilas e cera de abelhas; advertia sobre perigos, achava pessoas desaparecidas, algumas, já sepultadas e resolvia crimes. Ser uma Vidente não era fácil. Nem sempre foi possível mudar o destino. Ela não conseguiu salvar o marido. Eles tinham vivido vinte anos juntos. Dimitar caiu no alcoolismo nos últimos anos do casamento. Quando ele estava morrendo, Vanga se colocou de joelhos junto à cama com lágrimas nos olhos. Ele morreu em 1956; desde então, Vanga passou a vestir-se de preto . Ela disse: “Eu vi o lugar onde ele estaria”.
 
Pessoas que acreditavam em suas habilidades.
 
Ela não tinha medo da morte. Dizia que a morte não existe: “Eu tenho dito que depois da morte o corpo se decompõe como qualquer coisa viva, mas uma parte do corpo — a alma, ou alguma coisa eu não sei como chamar, não se decompõe. Os vestígios de um homem são a sua alma. O homem continua e se encaminhar para estágios mais altos. A alma eterna.” Baba Vanga morreu em 1996.
 
Horror, horror! Os irmãos americanos vão cair depois de serem atacados pelos pássaros de aço. Os lobos uivando sobre um arbusto (em inglês BUSH, que engraçado…), e sangue inocente será derramado.(1989)
 
– Aconteceu como previsto. As torres do World Trade Center em Nova York entraram em colapso após os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001 (grande farsa). As torres do WTC foram apelidados de “Gêmeas” ou “Irmãs.” Os terroristas (comandados pelos EUA) levaram aviões de passageiros – ou “pássaros de aço” – contra as torres. “O mato”, obviamente, refere-se ao apelido do presidente E.U. atual.
 
Muitos podem rir e até julgá-la. Mas a verdade é que ninguém sabe se algum deles virão ou não, então acho que nós vamos ter de esperar para ver.

2014 – A maioria das pessoas vão sofrer de Ulceras, câncer de pele, e outras doenças de pele (como resultado da guerra química).

2016 – A Europa está quase vazia. 2018: China se torna a nova potência mundial.

2023: A órbita da Terra vai mudar um pouco. 2025: Europa terá problemas de povoação. 2028: Desenvolvimento de uma nova fonte de energia. A fome lentamente se torna um problema para a humanidade. 2033: O gelo polar está derretendo. Forte aumento no nível do mar

2043: A economia mundial melhorou sensivelmente. Na Europa, os muçulmanos dominam. 2046: Qualquer órgão pode ser produzido em massa. A troca dos órgãos torna-se o método de tratamento preferido. 2066: Roma é atacada pelos EUA uma arma climática. 2076: O mundo vai ser dominado pela ideologia comunista. 2084: A recuperação do meio ambiente. 2088: Uma nova doença surge, o envelhecimento rápido. 2097: A temida doença ligada ao envelhecimento rápido é curada. 2100: Um sol artificial ilumina o lado escuro da Terra. 2111: As pessoas se tornam robôs. 2123: Grande Guerra entre as pequenas nações. No entanto, os países poderosos são envolvidos. 2125: Na Hungria, sinais espaciais são recebidos. 2130: Colônias abaixo do mar. 2164: Animais metade humano aparecem. 2167: Uma nova religião aparece. 2170: Grande seca. 2183: A colônia de Marte torna-se uma nação nuclear e exige a independência da Terra.

2187: Duas grandes erupções vulcânicas são impedidas com êxito. 2195: Evoluem as colônias marítimas, alimentos e energia em abundância. 2196: Ocorre a mistura completa entre asiáticos e europeus. 2201: O sol desacelerou. As temperaturas caem no planeta. 2221: Na busca de vida extraterrestre, os seres humanos se envolver com algo muito horrível. 2256: Uma embarcação volta para a Terra com uma doença terrível. 2262: As órbitas dos planetas começam a mudar gradualmente. Marte está em perigo de ser atingida por cometas. 2271: As leis da física mudam. 2273: Mistura de asiáticos e pessoas de outras “raças”. Uma nova “raça” surge. 2288: A viagem no tempo é inventada. Novos contatos com extraterrestres.

2291: Mudanças no Sol e este volta a brilhar totalmente. 2296: Grande erupção solar. A força da gravidade muda. Estações espaciais e satélites velhos começam a cair. 2299: Na França, um movimento de guerrilha contra o Islã emerge. 2302: Leis importantes e segredos do universo são revelados. 2304: Os segredos da Lua são revelados.

2341: Algo terrível está se aproximando da Terra a partir do espaço. 2354: Acidente em um sol artificial criado pelo homem leva à seca. 2371: Uma grande fome na humanidade (já não tinham se tornado robôs?). 2378: Uma nova raça aparece rapidamente. 2480: Dois sois feitos pelo homem irão colidir. A terra está no escuro.

3005: Guerra em Marte. Mudança na trajetória dos planetas. 3010: Cometa atinge a Lua em torno da Terra. Do referido objeto se desprende um anel de pedras e poeira. 3797: Nessa época, tudo que vive na Terra morre. Mas os seres humanos são capazes de começar uma nova vida em um novo sistema solar. 3803: O novo planeta é pouco povoado. Há pouco contato entre as pessoas. Diferente clima global muda o corpo das pessoas e mutações acontecem.

3805: Guerra entre os seres humanos por recursos. Mais da metade das pessoas morrem. 3815: Fim da Guerra 3854: As pessoas vivem como animais. 3871: Novo profeta ensina as pessoas os valores morais e religiosos. 3874: Novo profeta recebe apoio de toda a população. A nova igreja é organizada. 3878: Igreja ensina novas ciências. 4302: Novas cidades estão crescendo no mundo. A nova igreja foi desenvolvido com base na tecnologia e ciência. 4302: Grande desenvolvimento da ciência. Cientistas descobrem tudo sobre o impacto das doenças no corpo.

4304: Encontramos uma maneira de superar qualquer doença. 4308: Devido a mutações nas pessoas, o homem usa mais de 34% de seu cérebro. Perdemos completamente qualquer noção de malícia ou ódio. 4509: O homem finalmente chega ao nível de desenvolvimento que fornece acesso a formas de contato com Deus. 4599: A humanidade alcança a imortalidade. 4674: O desenvolvimento da civilização atinge o seu pico. O número de pessoas que vivem em planetas diferentes aumenta. 5076: Atingido o limite do universo. A partir desse ponto, ninguém sabe.

5078: O limite do universo é excedido. Mais de 40% da população é contra. 5079: Fim do mundo.

BULGÁRIA: A HISTÓRIA DE BABA VANGA PRAVDA – 13/05/2005

Ninguém é capaz de explicar os fenomenais poderes da vidente búlgara Vanga Dimitrova, que morreu em 1996, aos 90 anos. Mesmo tantos anos depois de sua morte, os cientistas continuam estudando a vida de Baba Vanga e suas notáveis habilidades, que estiveram a serviço do Departamento Especial de Investigações da Rússia na prevenção de ataques terroristas. A profeta, que era cega e tinha “visões” desde os 12 anos, previu a morte de Joseph Stalin, o que lhe valeu a prisão durante algum tempo, o desastre de Chernobyl, o esfacelamento da União Soviética, a vitória de Boris Yetilsin, o acidente com o submarino Kursh. Famosa, cerca de 100 mil pessoas por ano, provenientes dos mais diversos países, procuravam a clarividente em busca de ajuda.

Um laboratório especial foi instalado em Sofia, na Bulgária, com o objetivo de investigar o mistério da paranormal. O professor Georgy Lozanov, diretor do Laboratório e especialista no tema, recrutou Baba Vanga como membro da equipe e a iletrada camponesa aparece na lista de pessoal como “assistente”. A casa da vidente foi equipada com aparelhos de audiogravação e filmagem. O Departamento de Investigações registrava, assim, os diálogos com os visitantes e checavam cada uma das predições. O resultado da avaliação mostrava que a mulher, de fato, podia saber de acontecimentos futuros em 70% a 80 % dos casos. “Vanga tinha uma explicação simples para o seu dom. Ela dizia que fazia a pergunta para si mesma, em sua mente, e a resposta surgia como um pensamento vinda do nada. Ela acreditava que as respostas eram colocadas em sua cabeça por fantasmas e podia ver e ouvir coisas que outras pessoas não percebiam. Seu cérebro estava em constante busca de informação, como um programa de pesquisa instalado em um computador” – declarou O acadêmico Yuri Negribetsky.

Negribetsky, que está profundamente envolvido na pesquisa da clarvidência, diz que encontrou uma forma de prever e prevenir acontecimentos indesejáveis. Ele relatou suas experiências e métodos não-convencionais em uma sessão secreta do Ministério de Assuntos Internos do governo russo. De acordo com o pesquisador, a clarividência baseia-se na habilidade inconsciente de compreender as relações de causa-efeito. Isso seria possível porque todas as coisas acontecem por uma razão e o acaso simplesmente não existe. Negribetsk, que estuda o assunto há 20 anos, desenvolveu e patenteou uma técnica de medir e estabilizar campos magnéticos de seres humanos e de objetos. O método foi adotado pelo EMERCOM, orgão do governo russo que monitora a ocorrência de situações de emergência detectando influências em torno de determinados eventos, definindo a conveniência ou não de diferentes projetos. O cientista também colabora com a Russia Space Corporation – Rosaviacosmos. Todos os lançamentos de naves ou sondas assessorados por ele foram bem sucedidos.

Negribetsk declarou ainda que: “O futuro depende de muitas variantes; eu não posso excluir nenhuma. Eu tento calcular o processo usando o princípio do jogo de xadrez. Podemos dizer que é possível “produzir” o futuro evitando obstáculos ou acidentes. Eu acredito que todas as pessoas tem esse dom, a intuição, mais ou menos desenvolvida. No caso de Baba Vanga, ela costumava pedir aos clientes que levassem um pedaço de açúcar. Ela colocava o cubo de açúcar entre as mãos e começava a sessão. Eu concluí que um cristal pode intensificar ou mesmo desencadear o fenômeno da vidência por causa de suas relações físicas com a luz e as ondas eletromagnéticas. O espaço a nossa volta contém informações sobre todas as coisas. Os videntes possuem a capacidade natural de captar estas informações. Devemos tratar o futuro com cuidado. A teoria dos campos energéticos excêntricos, que os físicos desenvolveram, diz que todas as coisas estão conectadas por linhas invisíveis.”

Mais uma vez, a ciência contemporânea, ainda de maquiando os fatos e relutante, confirma a sabedoria dos antigos, dos magos e ocultistas de todos os tempos e lugares. A idéia de um campo energético que detém informações sobre tudo o que acontece no Universo corresponde ao que os místicos chamam de Luz Astral ou Akasha, uma rede de matéria sutil e multifuncional que envolve e permeia todas as coisas e na qual ficam “impressos” os registros do presente, passado e futuro. A idéia do cristal que potencializa o dom remete ao uso das lâmpadas e espelhos mágicos, que servem para concentrar e irradiar a luz visível de modo a saturar o nervo ótico do vidente que, a partir deste estágio, tem sua percepção aberta para se conectar à Luz Astral, como se ficasse cego para o mundo físico e pudesse enxergar uma realidade metafísica.

Fonte: Russian special services use clairvoyants to prevent terrorist acts

 

O mais interessante de tudo isso, é que as previsões não são simples nem bobas, são previsões elaboradas e não é qualquer um que inventaria algo que se encaixa tão bem a diversas outras teorias ocultistas. E você, o que acha destas previsões?

TRIBO KARA

O Karo ou Kara é uma tribo pequena com uma população estimada entre 1.000 e 3.000. Eles estão intimamente relacionados à tribo Kwegu. Eles vivem ao longo das margens do leste do rio Omo no sul da Etiópia e cultivo de retiro de inundação de prática. As culturas que são cultivadas por eles são o sorgo, milho e feijão. Apenas pequeno gado é mantidos por causadas moscas tsé-tsé. Estas moscas são grandes consomem o sangue de animais vertebrados.

As tribos aqui sempre trocaram entre si, de grânulos,alimentos, gado e pano. Mais recentemente, o comércio foi em armas e balas. Inevitavelmente, como as estradas são feitas através da área, outros produtos como a cerveja e comida encontram seu caminho para as aldeias. sérias preocupações sobre o impacto de uma represa gigantesca que está atualmente em construção. Irá produzir eletricidade necessária, mas ao mesmo tempo que reduzirá o fluxo do rio e domar as temporadas de inundação e retiro, que as tribos que vivem a jusante dependem para nutrir as suas culturas.

MULHERES DE KARO
As mulheres de Karo são conhecidas por seu trabalho produtivo e a dedicação ao servir suas famílias. Do nascer ao pôr do sol, eles viajam a aos seus locais de trabalho o bush circundante e campos da tribo Karo. Todos os dias de suas vidas para manter sua família saudável e vivo, enquanto os homens da tribo proteger a aldeia e as pessoas dos animais selvagens,caçam crocodilos ou outros predadores, ou simplesmente sentar-se sob uma cabana e mascar tabaco.


DIMI

A cerimônia de maior na vida de um homem é chamada Dimi. Sua finalidade é celebrar e abençoar sua filha para fertilidade e futuro casamento. Quando ele passou por Dimi, um homem torna-se um ancião.Outras ações sejam comercializadas para café e gado cerca de 10 e 30 animais menores são abatidos.Homens e mulheres vestem capas de peles de animais para a festa e dança, e os líderes da aldeia abençoe amenina.
ÁRVORE DO VALE DO OMO
O Karo eram conhecidos por suas magníficas casas(quando eles eram ainda ricos em gado), mas depois de terem perdido a sua riqueza, eles adotaram ocabanas muito isqueiro cónico. Cada família de Karo  possui duas casas: o Ono, que é a principal sala de estar da família, e a Gappa com telhado plano, que é centro de várias atividades domésticas.

VINDO DE IDADE
Até a idade de aproximadamente 11 e 12 anos , como uma provocação, garotas são chamadas ‘animais silvestres’ou ‘rapazes’, uma vez que não podem agir como mulheres (ou seja, roupas, casar etc) antes de eles são circuncidados.
A cerimônia de touro pular é um rito de passagem para marcar a vinda dos meninos de idade.Cada menino, nua, tem que fazer quatro corre limpo por cima, as vacas, sem cair.
KARO
Como o Dassanech e a Banna, o Karo praticam rituais dançando e cantando. Para se preparar para uma cerimônia, eles pintam seus corpos e rostos com giz branco misturado com amarela rocha, minério de ferro vermelho e charcoal.me o sangue de animais vertebrados.
KORCHO VILLAGE, VALE DO OMO
O Karo não decorarse com marcações brancas para atrair mulheres. Eles também fazem isso por uma série de outras razões, incluindo a olhar mais intimando aos de grupos indígenas rivais na região e como um meio para melhorar seu status.