Conheça a arte em 2 dimensões do artista que transforma tudo o que vê em desenho

Apesar do mundo estar cada vez mais tecnológico e a arte receber novos estímulos a cada segundo, não podemos esquecer que para praticamente tudo que existe, antes existiu um esboço 2D, simples e preto e branco. O artista Joshua Vides não somente valoriza este tipo simples de arte, como tem se dedicado a modificar diversos objetos em esboços em preto e branco em apenas 2 dimensões.

Ele já transformou tênis, banheiros químicos, metrôs, placas de rua e, até mesmo um carro. A ideia é, justamente trazer à vida os conceitos, não somente o produto final. Um verdadeiro enaltecimento àquela primeira ideia que surge em nossa mente, antes que ela seja moldada e adaptada diversas vezes.

https://image-cdn.hypb.st/https%3A%2F%2Fhypebeast.com%2Fimage%2F2018%2F05%2Fjoshua-vides-the-crib-00000.jpg?w=960&cbr=1&q=90&fit=max

Para se inspirar em suas criações, o artista diz que o segredo é andar com seu material o tempo inteiro, pois uma ideia pode surgir tão de repente, como ir embora. Uma maneira de valorizar nossa criatividade, que tantas vezes deixamos esquecida. Seu trabalho tem feito tanto sucesso que ele já fechou parcerias com marcas de peso, como Nike, Campbell’s e Herschel.

https://kidonthetown.com/wp-content/uploads/2018/10/REIGN-Joshua-Vides-Reailty-to-Idea-Tour.jpeg

https://i1.wp.com/nothingmag.tv/wp-content/uploads/2018/10/IMG_3037-1198x800.jpg

https://media.wonderlandmagazine.com/uploads/2018/06/JosuaVides_NicceHQ.jpeg

https://assets-jpcust.jwpsrv.com/thumbnails/57bb5bxy-720.jpg

https://i.ytimg.com/vi/Jp_lP6Ds03k/maxresdefault.jpg

https://pmcfootwearnews.files.wordpress.com/2018/01/vans-old-skool-joshua-vides.jpg?w=700&h=437&crop=1

https://i1.wp.com/mechanicaldummy.com/wp/wp-content/uploads/2019/03/https___hypebeast.com_image_2019_03_meguru-yamaguchi-joshua-vides-faust-seibu-sogo-art-fair-tokyo-2019-3-870x580.jpg

https://cdn3.blovcdn.com/bloglovin/aHR0cHMlM0ElMkYlMkZoeXBlYmVhc3QuY29tJTJGaW1hZ2UlMkYyMDE4JTJGMDglMkZqb3NodWEtdmlkZXMtdGhlLWZvcmVzdC1iYXNrZXRiYWxsLWNvdXJ0LWludGVydmlldy01LmpwZw==?checksum=22ebdace3ec85c60fb743acebb8576ea88e7f839&format=j

Fotos: Joshua Vides /fonte:via

Anúncios

Café 2D temático que te transporta para um mundo de apenas duas dimensões

Hypeness

Que a Ásia faz os cafés mais criativos e divertidos do mundo, isso nós já sabemos. A novidade agora é um bar em apenas 2 dimensões, na Coreia do Sul. O que, aparentemente, pode parecer sem graça, na verdade é incrível, pois realmente parece que estamos vivenciando uma outra realidade.

Repare nas mesas, cadeiras e até mesmo nos quadros, parece que estamos dentro de um desenho!

Hypeness

E o cuidado dos donos ao desenvolver a identidade visual do lugar foi tanta, que não somente a decoração e os móveis são como se tivessem sido desenhados a mão, mas as porcelanas também, o que faz os clientes entrarem no clima completamente.

Hypeness

Hypeness

O café criativo fica em Seul e chama CAFE Yeonnam-dong 239-20. O cuidado foi tanto, que eles até pensaram no cachorro nos observando do lado de fora. Caso você passe por lá, já sabe exatamente onde desfrutar um café em um ambiente sensacional!

Fotos: ynd239.20_cafe /fonte:via

Artista japonês recria objetos em cerâmicas ‘pixelizadas’ incríveis

O universo gráfico dos antigos videogames de 8-bits, em que tudo era tão caracteristicamente pixelado e chapado em duas dimensões, ganha fisicalidade e profundidade pelas mãos do artista japonês Toshiya Masuda. Utilizando uma técnica e um material ancestral como a cerâmica, Masuda cria pares de tênis, ovos fritos, bolas de beisebol e xícaras de café feito fossem imagens digitais pixeladas que ganharam as três dimensões da vida real.

O resultado provoca até certo estranhamento visual, feito fosse uma ilusão de ótica, em que um tipo de imagem que estamos perfeitamente acostumados a compreender em somente duas dimensões e em natureza digital, ganha esse contorno de algo físico. Se hoje a fronteira entre a realidade e o virtual anda cada vez mais borrada, é através dos borrões dos objetos pixelados que Masuda faz tal fronteira praticamente desaparecer – ao menos aos nossos olhos.

© arte: Toshiya Masuda /fonte via