Garotinha tem perna amputada e recebe uma ajuda muito especial em sua adaptação

Nunca foi e provavelmente nunca será fácil ter um membro amputado. Quando isso acontece na infância, porém, pode ser ainda mais difícil lidar com a perda. Foi o que sentiu a pequena Lydia, que teve sua perna amputada há três anos.

Lydia nasceu com uma doença na perna, que precisou ser amputada quando ela ainda era criança. Sua maior dificuldade na época foi perceber que ninguém entendia o que ela havia passado. Para ajudar na adaptação, a mãe da menina teve uma ideia inspiradora.

Ela decidiu adotar um cachorro, mas não qualquer um. A mãe sabia que a melhor companhia para Lydia seria um cão com apenas três patas. Depois de meses em contato com diversos abrigos em Utah, onde vive a família, ela conseguiu encontrar o cachorro ideal para a menina.

De acordo com o The Dodo, a cadelinha Clover foi encontrada com uma perna muito machucada, que precisou ser amputada. Apesar de perder o membro, o animal se adaptou muito bem à vida com uma pata a menos – era o exemplo que Lydia precisava para abraçar a sua nova condição.

Hoje, o par é inseparável. Juntas, Lydia e Clover não têm limitações. Elas correm, brincam muito e até dormem lado a lado. Quando a menina fica triste ou insegura por não ter uma perna, Clover é seu porto seguro e o exemplo de que ter um membro amputado não faz com que ela seja menos capaz do que qualquer pessoa. ♥

Todas as fotos: Mary Petrucka via The Dodo /fonte:via

Anúncios